ZÉ DOCA

Prefeita Josinha Cunha quer “deportar” opositores para outra cidade

Prefeita Josinha Cunha, irmã do deputado federal Josimar de Maranhãozinho, convida os descontentes com sua gestão a mudarem de cidade

A prefeita de Zé Doca, Josinha Cunha (PL), usou um aplicativo de troca de mensagens para comunicar aos descontentes com sua gestão de que podem deixar a cidade. A declaração foi dada em um grupo chamado Amigos da Pref Josinha.

Aparentemente inofensiva, a declaração da prefeita reforça a tese de que alguns gestores municipais do interior do Maranhão acreditam na ideia de que a cidade lhes pertence. O print da declaração foi compartilhado em diversos outros grupos da cidade. Com medo de retaliações, muitas pessoas optaram pelo silêncio em relação ao ato da prefeita.

SECRETÁRIO DE "EDUCAÇÃO"

Secretário de Educação do MA debocha do estado de saúde de Bolsonaro

Felipe Camarão (PT) repostou publicação em suas redes sociais que enaltecia as causas do problema de saúde do presidente Bolsonaro.

O secretário de Estado de Saúde do Maranhão, Felipe Camarão (PT), repostou, em suas redes sociais, um deboche sobre o estado de saúde de Bolsonaro. Bolsonaro passou por uma internação hospitalar nos últimos dias. Segundo informações preliminares, um camarão não mastigado corretamente teria causado nova obstrução intestinal no presidente da República.

Na oportunidade, o secretário de EDUCAÇÃO, decidiu aderir à onda de ódio e deboche da esquerda contra o presidente e repostou uma publicação que tratava o camarão em questão como herói.

Abaixo a publicação do secretário.

AUDIÊNCIA

Jovem Pan News desbanca CNN Brasil e GloboNews

Em novembro do ano passado, a “rádio que virou TV” já havia conquistado a preferência dos telespectadores entre os canais fechados de jornalismo.

A Jovem Pan News superou a audiência da CNN Brasil e Globo News nessa quarta (5).

De acordo com o Real Time Brasil, a marca foi atingida durante a edição de ‘Os Pingos nos Is’. A emissora atingiu 0,6 ponto de audiência, enquanto que as concorrentes CNN Brasil e GloboNews, alcançaram 0,6 ponto e 0,2 ponto.

Em novembro do ano passado, a “rádio que virou TV” já havia conquistado a preferência dos telespectadores entre os canais fechados de jornalismo.

INFRAESTRUTURA

Roberto Rocha articula com DNIT a recuperação de BR-010

Devido às fortes chuvas que estão ocorrendo no Maranhão, apareceu uma grande cratera no asfalto da via entre Porto Franco e Imperatriz.

O senador Roberto Rocha (PSDB) articulou, junto ao Ministério da Infraestrutura, a recuperação do trecho da BR-010, no km 228, em Governador Edison Lobão.

Com o aumento do desgaste do pavimento e também do volume das águas da chuva, a Polícia Rodoviária Federal teve que interditar o local, entre Porto Franco e Imperatriz, causando transtornos aos veículos que precisam trafegar pela BR. De acordo com o senador, uma faixa da pista já foi liberada e, ainda esta sexta (07), será concluída a pista inteira.

“O atendimento do ministro ao meu contato foi imediato. Demorou 24 horas, ainda, porque as pedreiras não estavam disponíveis. Mas, na terça-feira mesmo, já chegaram as pedras e os equipamentos e uma faixa da BR foi liberada. E, nesta quarta-feira, os trabalhos avançaram. A erosão foi resolvida. O revestimento asfáltico será colocado até a sexta-feira, mas o tráfego já está liberado nas duas faixas”, relatou o parlamentar.

MARANHÃO

Simplício aponta que o PIB deve crescer entre 2% e 3%

Conforme MB Associados/4E Consultoria, com base em dados do Relatório Focus do Banco Central, o Produto Interno Bruto segue em ritmo de alta no MA.

O secretário Simplício Araújo aponta estudo que projeta crescimento do Produto Interno Bruto do Maranhão entre 2% e 3%, em 2022.

De acordo com o titular da SEINC, geração de empregos, renda e desenvolvimento são os eixos do trabalho executado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), cujo indicativo mostra que o trabalho está no rumo certo diante do objetivo de gerar produtos e serviços em todas as regiões.

“Com gestão, planejamento e eficiência, temos garantido aos maranhenses emprego e renda. Dados como esse demonstram que quando o trabalho é feito de forma séria, é possível que o Estado retome seu desenvolvimento econômico. E este é o caminho do Maranhão”, afirmou.

Conforme MB Associados/4E Consultoria, com base em dados do Relatório Focus do Banco Central, o PIB no Maranhão acompanha o ritmo de alta na projeção de crescimento do indicativo para este ano em outros estados do Nordeste, como Paraíba e Sergipe (maior que 4%), Rio Grande do Norte (entre 3% e 4%) e Ceará, Pernambuco e Alagoas (também entre 2% e 3%).

Recentemente, Simplício enalteceu a criação de novos empregos no Maranhão, resultado este das diversas ações articuladas pelo secretário ao longo de 2021.

Barrado

Novak Djokovic é tratado como terrorista na Austrália

Atleta sérvio foi preso por seis horas e interrogado por não ter passaporte da vacina.

O melhor jogador da atualidade, Novak Djokovic, foi tratado como terrorista na Austrália ao não possuir o passaporte da vacina. O tenista havia conseguido uma autorização especial para atuar no o Aberto da Austrália, mas o governo australiano bateu o pé e cancelou o visto do jogador.

Segundo informações, Djokovic tentou durante horas convencer as autoridades australianas da veracidade de sua exceção médica. Porém, sem sucesso. Agora, o atleta terá de deixar o país. Mesmo com a improvável participação no Aberto da Austrália, os advogados do tenista vão apelar da decisão em um tribunal do Estado de Victoria.

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, já havia dado sinal do objetivo de barrar a entrada do jogador no país. “Se Djokovic não está vacinado, deve apresentar provas aceitáveis de que não pode ser imunizado por razões médicas […] Se a evidência for insuficiente, ele não será tratado de forma diferente de ninguém.”, afirmou o premiê.

Para competirem no torneio de Melbourne e não passarem por uma quarentena de 14 dias no Estado de Victoria, os atletas precisam estar com a vacinação completa contra a Covid-19. Ou, ainda, podem pedir uma autorização de exceção para os organizadores do torneio. Djokovic escolheu a segunda opção, mas foi impedido pelo governo australiano.

PROGRAMAS

Do Auxílio Brasil ao vale-gás: as políticas sociais de Bolsonaro em 2022

Presidente Jair Bolsonaro em cerimônia do programa Casa Verde e Amarela, em setembro de 2021.| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Em 2022, ano de corrida eleitoral, a agenda social deve ser o carro chefe do presidente Jair Bolsonaro (PL). O esforço nesse campo deve ser impulsionado por dois principais fatores: no ano passado, o Brasil voltou a figurar no mapa da fome após anos de avanços nesse tema – em muito, pelos reflexos deixados pela pandemia de Covid-19. E a inflação no país em 2021 também foi a maior desde 2015, segundo o IPCA-15, do IBGE, dificultando a vida dos mais vulneráveis.

Entre as “bondades” que devem ser concedidas pela atual gestão estão o Auxílio Brasil, o vale-gás, a flexibilização de regras do ProUni, o programa Casa Verde e Amarela e o programa Alimenta Brasil.

A seguir, as principais políticas sociais de Bolsonaro em 2022:

Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, é a principal política social de Bolsonaro em 2022. Para muitos, a medida é tida como palanque para a campanha de reeleição do atual presidente. Durante a cerimônia de sua filiação ao PL, Bolsonaro chegou a ser apresentado como criador do “maior programa social do mundo”, em referência ao auxílio.

A iniciativa, de caráter permanente, começou a funcionar em novembro de 2021, pagando aos beneficiários um valor médio de R$ 224,41. Com a aprovação da PEC dos precatórios, que abriu um espaço no teto de gastos de mais de R$ 106 bilhões, o governo passou a pagar, em dezembro, um benefício com piso de R$ 400.

Todas as famílias já contempladas pelo Bolsa Família – cerca de 14,5 milhões – foram automaticamente transferidas para o rol de beneficiários do novo programa, sem necessidade de recadastramento. O governo também prometeu zerar a fila de espera do auxílio, contemplando, ao todo, cerca de 17 milhões de famílias.

São elegíveis ao programa famílias em situação de pobreza (que tenham renda mensal entre R$ 100,01 e R$ 200 por pessoa, em média) e extrema pobreza (que tenham renda mensal de até R$ 100 por pessoa). Famílias em situação de pobreza apenas poderão receber benefícios se tiverem em sua composição gestantes ou pessoas com idade até 21 anos incompletos.

Para se candidatar ao programa, é preciso se inscrever no Cadastro Único (CadÚnico), nos centros de assistência social dos municípios. Contudo, o fato de a família estar inscrita no cadastro não implica na imediata concessão do Auxílio Brasil.

Vale-gás

Uma outra medida social para 2022 aprovada pelo Congresso em outubro e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em novembro de 2021 foi o “vale-gás”, voltado a famílias de baixa renda no país. O objetivo é minimizar os efeitos dos crescentes aumentos no preço dos combustíveis.

Aproximadamente 14,6 milhões de pessoas, inscritas no Cadastro Único, devem ser beneficiadas com R$ 52 a cada dois meses – valor que corresponde a 50% do preço do botijão de gás de 13 kg. Para custear o vale-gás, o Executivo sancionou a Lei 14.263/2021, que abre crédito especial de R$ 300 milhões para o programa.

São elegíveis ao programa beneficiários com renda familiar mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo, ou que tenham entre seus membros, residentes no mesmo domicílio, quem receba o benefício de prestação continuada (BPC). O auxílio será pago, preferencialmente, à mulher responsável pela família, e será realizado junto com o benefício do Auxílio Brasil.

A medida já começou a valer de forma excepcional em dezembro para as famílias atingidas por fortes chuvas em Minas Gerais e na Bahia. Terão direito ao repasse pessoas de cidades de estados que decretaram calamidade em razão dos impactos dos temporais.

Por outro lado, o pagamento do vale para as demais famílias elegíveis ao programa será realizado a partir de 18 de janeiro, seguindo o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Alimenta Brasil

Juntamente com o Auxílio Brasil, o governo federal ainda instituiu o programa “Alimenta Brasil”, cujo objetivo é promover o acesso à alimentação e incentivar a produção de alimentos por agricultores rurais familiares, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais. A iniciativa, que deve passar a valer apenas em janeiro, substitui o antigo programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Segundo o governo, o Alimenta Brasil tem como finalidade principal incentivar a agricultura familiar, “promovendo a inclusão econômica e social dos agricultores familiares mais pobres. Ao mesmo tempo, o programa visa promover o acesso à alimentação, em quantidade, qualidade e regularidade necessárias, pelas pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, sob a perspectiva do direito humano à alimentação adequada e saudável”.

Casa Verde e Amarela

Apesar de desidratado pelo governo, o programa habitacional “Casa Verde e Amarela”, substituto do “Minha Casa, Minha Vida”, continuará sendo uma das principais políticas sociais do governo em 2022. O esgotamento das verbas para o programa habitacional se deve, na visão de especialistas, ao fato de o governo estar focado no programa Auxílio Brasil.

O dinheiro destinado pela União ao programa habitacional despencou nos últimos dois anos. Caiu de R$ 4,8 bilhões em 2019 – quando ainda se chamava Minha Casa, Minha Vida – para R$ 2,7 bilhões em 2020, o menor valor desde 2012. Para 2021, a dotação atualizada do Casa Verde e Amarela é de cerca de R$ 1 bilhão. E os desembolsos efetivos somaram R$ 772 milhões até 15 de outubro. No início de 2021, o presidente Jair Bolsonaro vetou uma verba de R$ 1,37 bilhão destinada ao programa.

O programa terá um orçamento de cerca de R$ 1,17 bilhão no próximo ano, segundo o relatório do Orçamento de 2022. O montante reservado para o CVA é ligeiramente menor que o previsto originalmente pelo governo no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), de R$ 1,21 bilhão, e um pouco maior que a dotação atualizada do programa em 2021 (cerca de R$ 1 bilhão).

Políticas sociais na educação

No âmbito da educação, em 2021 Bolsonaro editou uma medida provisória em que flexibiliza as regras do Programa Universidade Para Todos (ProUni), de custeio de mensalidades, liberando a participação de alunos de baixa renda de escolas privadas que não tiveram bolsa, desde que a renda familiar mensal seja de até três salários mínimos. Algumas das medidas, no entanto, começam a valer apenas no segundo semestre de 2022.

Inicialmente, o Prouni abrangia exclusivamente alunos que cursaram o ensino médio em instituições públicas ou privadas com bolsa integral. Com a mudança, egressos do ensino privado com bolsas parciais também poderão ter acesso ao programa.

A partir deste ano, o percentual de pretos, pardos ou indígenas e pessoas com deficiência também será considerado de forma isolada, e não mais em conjunto. Além disso, na seleção dos candidatos, também está incluída a possibilidade de dispensa de apresentação do documento que comprove a renda familiar e a situação de pessoas com deficiência, quando as informações estiverem disponíveis em bancos de dados de órgãos do governo.

O presidente Jair Bolsonaro também editou, no fim do ano passado, uma medida provisória que permite os estudantes inadimplentes com o Fies a renegociarem as dívidas, com abatimentos que podem chegar a 92%.

Auxílio diesel e reajuste para todos os servidores: promessas que ficaram para trás

Como forma de compensar a alta do diesel, Bolsonaro também prometeu, sem dar detalhes, um auxílio a caminhoneiros autônomos do país. No entanto, a medida não saiu do papel por falta de espaço no Orçamento da União, e também pela má repercussão da proposta junto aos caminhoneiros.

“O preço do combustível lá fora está o dobro. Sabemos que aqui é outro país, mas grande parte do que consumimos, ou melhor, uma parte considerável, nós importamos e temos que pagar o preço deles lá de fora. Decidimos então, os números serão apresentados nos próximos dias, nós vamos atender aos caminhoneiros autônomos. Em torno de 750 mil caminhoneiros receberão uma ajuda para compensar o aumento do diesel”, disse Bolsonaro em outubro.

“São momentos difíceis mas nós não deixaremos ninguém para trás. Lamentamos tudo isso, mas fazemos o melhor, tanto é que posso afirmar que o Brasil é um dos poucos países que menos sofreram com a questão da economia por ocasião da Covid”, acrescentou o chefe do Executivo.

Uma outra promessa que ficou para trás é a de reajuste aos servidores públicos no próximo ano. A exceção são os da PF, PRF e do Depen.

Em entrevista exclusiva ao programa Hora do Strike, da Gazeta do Povo, Bolsonaro disse trabalhar por um aumento de pelo menos 1% e disse não haver irresponsabilidade nem intenção de estourar o teto de gastos. O chefe do Executivo deu a entender que iria aproveitar o espaço fiscal aberto pela PEC dos precatórios.

“E que reajuste é esse? Eu já vi lá o governador do Rio de Janeiro, anunciou 10% para os servidores. É bacana, né, politicamente é bacana, tem eleição no ano que vem, o servidor em grande parte merece isso. Mas o nosso lado aqui não chegaria a isso”, afirmou Bolsonaro.

“Teria 3, 4, 5%, 2, que seja 1%. Essa que é a ideia. Estamos completando aí no meu governo três anos sem reajuste. Agora, o reajuste não é pra recompor toda a inflação, porque não temos espaço para isso, então não tem irresponsabilidade do meu nome”, acrescentou.

LEGISLAÇÃO

Bolsonaro sanciona lei que flexibiliza teto de gastos dos estados

Parlamentares argumentaram que mudança evita bloqueio de emendas. Medida vale para estados que refinanciaram dívidas com o Governo Federal.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que flexibiliza da regra do teto de gastos dos Estados as despesas bancadas pela União e as emendas parlamentares.

O projeto que deu origem à lei foi aprovado pelo Senado em dezembro, e a sanção foi publicada na edição desta quarta (5) no “Diário Oficial da União”. O texto modifica as leis que criaram o Plano de Auxílio aos Estados e ao Distrito Federal, estabelecendo uma série de medidas para buscar o reequilíbrio fiscal, e o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados. Segundos os parlamentares, o intuito da proposta é evitar que emendas destinadas aos Estados fossem bloqueadas por furarem o teto.

De acordo com a Secretaria-Geral da Presidência, a lei amplia a relação de despesas que ficam de fora do limite de gastos dos estados que refinanciaram as dívidas com a União. Inclusive, Estados que firmaram acordo com o Governo Federal poderão deduzir do teto de gastos despesas com a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), o salário-educação e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Ainda nesta quarta, outra sanção foi publicada — a que regulamenta a cobrança do ICMS em operações interestaduais destinadas a consumidor não contribuinte do imposto, isto é, quando ele está em um Estado diferente.

A sanção foi apoiada pelo Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz).

Infectado

Weverton Rocha confirma que está com o novo coronavírus

Senador estava no interior do Maranhão visitando comunidades atingidas por enchente em Imperatriz, fez exame e testou positivo para a Covid-19.

O senador Weverton Rocha (PDT) anunciou, por meio de suas redes sociais, que testou positivo para Covid-19. O pedetista disse ainda que após fazer teste de rotina, acabou confirmando seu contágio.

Pelas redes, o parlamentar afirmou que após exame de teste que faz a cada 10 dias e o que realizou nesta quarta (10) confirmou que ele está com o novo coronavírus. O pedetista estava visitando comunidades que foram atingidas pela enchente na cidade de Imperatriz. De acordo com o senador, a agenda foi suspensa e retornou para Brasília para ficar em isolamento.

Weverton Rocha confirmou que tomou duas doses do imunizante contra o novo coronavírus e que está, se sente bem e sem sintomas.

Fiz hoje exame de rotina para Covid-19, que repito a cada 10 dias. Para minha surpresa, deu positivo. Estava em Imperatriz, onde visitei famílias atingidas por enchente, sempre de máscara. De imediato, suspendi agenda e voltei a Brasília para ficar em isolamento. Tomei as duas doses da vacina. Estou sem sintomas e me sentindo bem. Qualquer notícia nova vou avisando por aqui.

VÍDEO

Carnaval em São Luís cancelado?

VIVA O SUS?

Tratamento preventivo de Flávio Dino contra Covid-19 custa cerca de R$ 25 mil

Enquanto a população comum é medicada com dipirona em hospitais da rede pública, governador maranhense recebeu medicações preventivas que podem chegar a R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais) em um dos maiores hospitais privados do estado.

Há cerca de 24 horas, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), confirmou ter contraído o novo coronavírus e logo passou pelo hospital São Domingos para realização de exames e tratamento preventivo. Enquanto a população comum é medicada com dipirona em hospitais da rede pública, o governador maranhense recebeu medicações preventivas que podem chegar a R$ 25.000 (vinte e cinco mil reais).

Segundo informações, Flávio Dino foi submetido ao tratamento com coquetel de anticorpos monoclonais da corporação Regeneron, que auxilia os pacientes cujo sistema imunológico não reage contra o vírus. O procedimento reduz a da doença em 20%.

Pesquisas ainda apontam que o coquetel evita a necessidade de hospitalização quando administrado no começo do curso da doença. No entanto, um único tratamento com Regn-CoV2 pode custar R$ 25 mil (vinte e cinco mil reais) e pode ser encontrado apenas na rede privada.

Vale ressaltar que todo o procedimento aplicado no governador foi dado em caráter preventivo. Ele ainda está assintomático e sem apresentar qualquer tipo de piora em seu quadro clínico.

Apesar de defender a eficiência do SUS e pregar que os hospitais públicos do Maranhão prestam um excelente serviço a todos os pacientes vítimas da Covid-19, o governador não só optou pela utilização de hospital da rede privada (um dos maiores do Maranhão), como fez uso de tratamento o qual seu maior desafio segue sendo seu custo.

Na tarde de hoje (04), o governador publicou:

“Agradeço muito as mensagens fraternas acerca do meu diagnóstico de Covid, assim como as orações pela minha saúde. Sigo em bom estado, quase sem sintomas e com exames normais quanto ao pulmão. Despachos seguem em casa, até que eu tenha liberação médica”, disse Flávio Dino.

São Luís

Câmara dos Vereadores retoma CPI do transporte público

Foram solicitados esclarecimentos referentes à licitação realizada em 2016, contratos de concessão às empresas que operam o sistema, entre outros.

A Câmara Municipal de São Luís retomou, nessa terça (04), a quarta reunião ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a situação do transporte público de passageiros da capital.

Na ocasião, foram ouvidos o consultor técnico da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Manoel Cruz, e o ex-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), José Luís Medeiros.

Os convidados, que representaram as empresas de transporte rodoviário, responderam sobre como a SMTT fiscaliza o cumprimento das obrigações contratuais por parte das empresas, a operação do sistema de bilhetagem, o desequilíbrio financeiro do sistema, critérios considerados para definir o valor total da licitação, possíveis soluções para a problemática do transporte público e o impacto da pandemia para as condições do transporte.

Os vereadores pediram esclarecimentos referentes à licitação realizada em 2016 e aos contratos de concessão aos empresários que operam o sistema de transporte público. O parlamentar Álvaro Pires, relator da CPI, informou que pedira dados oficiais junto à SMTT.

“Para que possamos começar nosso relato, precisamos, de fato, ter acesso aos números. Vou, pessoalmente, solicitar esses números à SMTT e divulgar nas minhas redes sociais nos próximos dias”, comunicou.

Também fizeram parte da reunião o vereador Octávio Soeiro (Podemos), secretário do colegiado; Jhonatan Soares, co-vereador do Coletivo Nós (PT), que é o vice-relator da CPI; o presidente da CPI, Chico Carvalho (PSL), além do vereador Astro de Ogum (PCdoB) e dos co-vereadores Eni Ribeiro e Flávia Almeida, do Coletivo Nós (PT).

A comissão retorna na próxima terça (11), às 9h, para ouvir o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Isaías Castelo Branco; o proprietário da empresa Ratrans, Gilson Neto; e o secretário adjunto da SMTT à época, Israel Petrus.

OBSTRUÇÃO INTESTINAL

Bolsonaro tem alta médica após três dias internado

No dia anterior, a equipe médica já havia descartado a possibilidade de nova cirurgia.

O presidente Jair Bolsonaro recebeu alta médica, na manhã desta quarta (5), após três dias internado no hospital Vila Nova Star.

No último boletim divulgado pelo hospital, localizado na zona sul de São Paulo, o presidente estava evoluindo bem ao tratamento, principalmente, após inclusão de uma dieta líquida, que permitiu a retirada da sonda nasogástrica e desfez a obstrução intestinal com o tratamento clínico.

Inclusive, no dia anterior, a equipe médica já havia descartado a possibilidade de nova cirurgia.

TEMPESTADES

Meteorologia emite alerta de chuvas intensas em todo o Estado

A expectativa é que o alerta laranja, válido por todo o Maranhão, permaneça até esta quarta (5).

Nessa terça (4), meteorologistas emitiram alerta de chuvas intensas em todo o território do estado do Maranhão.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta laranja e prevê chuva entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 a 100 milímetros por dia e, rajadas de ventos entre 60 a 100 km/h.

Devido aos riscos de alagamentos, descargas elétricas, quedas de energia, etc, o Inmet alerta que a população desligue aparelhos elétricos, não se abrigue embaixo de ávores e, em situações de risco, ligar para o Corpo de Bombeiros (193) e para a Defesa Civil (199).

A expectativa é que o alerta laranja, válido por todo o Maranhão, permaneça até esta quarta (5).

Eleições 2022

Simplício amplia debate acerca da disputa rumo ao Governo

Secretário declarou que vai manter projeto de chegar ao comando do Palácio dos Leões defendendo uma política de geração de mais empregos e renda.

O secretário estadual de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, declarou nessa semana que se manterá pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo partido Solidariedade.

Simplício Araújo defende o desenvolvimento do Estado por meio de uma política de geração de emprego e renda através da atração de novos investimentos. O titular da SEINC marcou presença em evento do PT em que Francimar Melo assumiu a presidência regional do partido e classificou o ato realizado na sede do petismo maranhense, no bairro do Cohafuma, em São Luís, como o primeiro passo para a ampliação do debate acerca da eleição para o Palácio dos Leões.

“A exemplo do PT, quero estar no debate com todos os demais partidos aliados. Com muita humildade, mantenho minha pré-candidatura defendendo uma ampla discussão sobre crescimento e desenvolvimento econômico; e geração de mais empregos e mais renda”, afirmou.

Simplício considerou que mais de um milhão de pessoas saíram da linha da pobreza e hoje tem acesso a ações bem sucedidas como o Escola Digna, Restaurantes Populares e Vale Gás. Na oportunidade, o presidente do Solidariedade avaliou que o eleitores ainda não entrou no debate eleitoral, pois está mais preocupado com questões de saúde, educação e geração de renda.

“Defendo que todos nós, do campo governista, mantenhamos nossas pré-candidaturas e apresentemos ao eleitor nossas propostas de desenvolvimento para o Estado […] Precisamos preparar o Maranhão para desenvolver potenciais históricos, como a zona portuária e a verticalização da cadeira produtiva, objetivando gerar mais de um milhão de novos empregos”, finalizou.