PSC apresenta melhores chances para candidatos a deputado estadual

Chapa organizada por Aluísio Mendes e Lahesio Bonfim reúne as melhores condições para a conquista do mandato na Assembleia Legislativa

Dadas as condições eleitorais, o Partido Social Cristão (PSC) é um dos partidos que garante as melhores condições para os candidatos buscarem um mandato para deputado estadual. Articulada para garantir até aos candidatos menos experientes uma chance no pleito, o partido trabalha com a chance de eleger até três estaduais. Com a crescente chance de ida ao segundo turno do candidato Lahesio Bonfim, e uma possível vitória, até mesmo a suplência no partido pode assegurar um mandato posteriormente.

DISPUTA ABERTA

Hoje os principais postulantes ao cargo de deputado estadual são o administrador de empresas Fernando Braide, o deputado Wellington do Curso, o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad e o ex-secretário municipal Junior Vieira. Pelas estimativas dos comandos de campanha dos quatro, é possível que eles alcancem, juntos, cerca de 140 mil votos.

A marca iria assegurar duas vagas. Os demais candidatos do partido teriam que assegurar, dessa forma, a votação para uma terceira vaga.

Entre nos nomes mais fortes na legenda estão a Drª Sonia Souza, Soldado Leite e Coronel Pereira. Nas eleições de 2018, os três alcançaram juntos mais de 20 mil votos. Caso repitam, ou aumentem, a votação e tenham o desempenho igualado apenas por outros nove candidatos, o partido assegura uma terceira vaga.

Além dos candidatos experientes, o PSC também contará com dois coletivos que podem surpreender. São eles o Coletivo Brasil Mais Maranhão e Coletivo Maranhão com Bolsonaro. Os integrantes destes coletivos acreditam que podem assegurar até 20 mil votos cada.

Há ainda a expectativa de candidatos que disputam sua primeira eleição e podem surpreender. Caso de Mário do Turismo, Pastor Daniel Vieira.

SUPLÊNCIA E LEGENDA

A direção estadual trabalha com, pelo menos, 15 mil votos na legenda pelo candidato Lahesio Bonfim. Fenômeno nas pesquisas, a cada dia é mais plausível o fato de que Bonfim esteja no segundo turno das eleições e que tenha chances reais de vitória.

Em um possível governo Bonfim, é dado como certo que dos nomes que hoje disputam a segunda e terceira vaga, todos sejam convidados a assumir uma secretaria no governo.

Isso faria abriria a possibilidade para que até três suplentes assumissem o cargo no governo.

Neste aspecto, uma votação entre 5 mil e 10 mil votos pode garantir o mandato.

ELEIÇÕES 2022

Justiça exige retirada de fake news contra Lahésio Bonfim

Notícias sobre “riqueza” do candidato foram consideradas inverídicas por desembargador que ordenou retirada imediata de textos nos blogs.

A Justiça determinou aos blogueiros Jeisael Marx, John Cutrim, Luis Cardoso e Jeremias Ribeiro a retirada de fake news publicada contra Lahésio Bonfim. A decisão foi tomada, nesta quinta-feira (18), após constatação de caráter inverídico e difamatório das matérias sobre o patrimônio do candidato.

O desembargador eleitoral Ronaldo Desterro determinou a exclusão imediata do material publicado no dia 26 de julho e determinou multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento da decisão.

A Justiça Eleitoral tomou decisão favorável ao candidato Lahésio Bonfim, após entender que a conotação empregada nas matérias possui “claros contornos de falso ideal, do que decorre evidente prejuízo à imagem do candidato”.

O desembargador também reconheceu que a declaração de bens utilizada pelos blogs, referente ao ano de 2020, possui “bens em duplicidade (…) a majorar indevidamente o valor total do patrimônio do candidato e assim subtrair à matéria o atributo da veracidade”.

A defesa do candidato Lahésio Bonfim demonstrou que os blogs se utilizaram de uma imagem manipulada, com “emenda ou quebra”, evidenciando que a foto foi editada para constar itens repetidos e assim falsificar o valor total da declaração de bens.

Qualquer repetição da matéria haverá pedido de extensão dos efeitos da decisão. “Ante o reconhecimento da Fake News, será requerida a extensão dos efeitos”, disse a defesa do candidato.

O juiz Ronaldo Desterro concluiu que “a matéria publicada pelos representados contém fatos sabidamente inverídicos ou gravemente descontextualizados. (…) a notícia é grave e evidentemente prejudicial à imagem do candidato, do que decorre o perigo de dano irreparável ou de difícil reparação”.

E O PLANO DIRETOR?

Simplício enquadra Edivaldo Holanda no debate da Difusora

Ex-secretário lembrou ex-prefeito do fracasso de sua gestão em aprovar Plano Diretor da capital

A estratégia de crescer por meio do debate do ex-secretário de indústria e comércio, Simplício Araújo (Solidariedade), teve no debate da Difusora seu primeiro desafio. Além de ser implacável com seus adversários, Simplício centralizou seu discurso na geração de emprego e produção de riqueza como saída para o Maranhão. O ponto alto da atuação do candidato do Solidariedade foi enquadrar o ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr sobre o Plano Diretor de São Luís. Edivaldo foi prefeito por oito anos e não aprovou o plano diretor.

Além de constranger Edivaldo com o fracasso de sua gestão no setor, Simplício enquadrou o senador Werverton Rocha (PDT) e criticou a ausência do governador Carlos Brandão(PSB).

“Tem muita gente aqui com deputado que trouxe recurso oriundo do famoso orçamento secreto, e é por isso que eu digo que nós temos que ter mais gestão e menos politicagem. Porque esses recursos que na verdade foram mais de R$ 2 bilhões até agora dentro do Maranhão não tem resultado prático para o desenvolvimento, para saúde, pra nada no Maranhão. Aliás, a gente não sabe onde foi parar esse dinheiro”, disse Simplício.

JOGO SUJO

Brandão opera para sabotar campanha de Simplício Araújo

Resultado da “pesquisa” Econométrica que desidrata campanha de Simplício e eleva Brandão tem falhas absurdas

A pesquisa Econométrica divulgada nesta quarta (18 de agosto) escancara a máfia de fraude nos números para desestabilizar adversários e manipular eleitores. Uma análise fria do levantamento aponta uma impossibilidade indiscutível. O candidato Joás Moares (DC), que lançou sua candidatura no dia 5 de agosto, já aparece com 1,1%. O triplo de intenção de votos do ex-secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo (Solidariedade). Uma comparação simples entre os dois mostra que os números são impossíveis.

No levantamento divulgado, o governador Carlos Brandão (PSB) aparece com 40,7% dos votos. Ele é seguindo por Weverton Rocha (21,4%), Lahesio Bonfim (20,5%), Edivaldo Holanda Jr (7,5%), Joás Moraes (1,1%), Simplício Araújo (0,3), Enilton Rodrigues (0,1%) e Hertz Dias (0,1).

A liderança de Brandão é suspeita e não encontra abrigo na realidade e em outras pesquisas. O que levanta suspeitas sobre a intenção da Econométrica. Contudo, é na parte de baixo da pesquisa que a manipulação e o engano ficam flagrantes.

Joás Moraes (DC) teve sua candidatura lançada no dia 5 de agosto, na Vila Kiola, em São José de Ribamar. Joás não fez pré-campanha antes do lançamento oficial da candidatura. Poucos dias após o ato isolado, a Econométrica atesta, com 95%, que 1% da população não apenas já conhece, como está disposta a votar em Joás.

O fato é que não só uma ascensão meteórica explica o crescimento do candidato do desconhecido partido Democracia Cristã, mas uma possível necessidade do grupo de Carlos Brandão de sabotar Simplício Aaújo. Hoje ele é o único candidato que pode reivindicar o posto de substituto de Flávio Dino ao lado de Brandão.

A desidratação de sua candidatura não iria beneficiar Joás Moraes, apenas o governador Carlos Brandão.

Há fortes indícios de que Simplício esteja sofrendo uma campanha de sabotagem.

CRIMINALIDADE

Polícia Federal pode investigar quadrilha nos Correios do Maranhão

Sumiço de encomendas e falta de empenho da direção da empresa no estado em coibir roubos é preocupante.

Nos últimos anos a Polícia Federal intensificou ações contra quadrilhas que atuam nos Correios em todo o país. Os bandos formadas por elementos externos e por funcionários da empresa, causam milhões de reais de prejuízo a cada ano com o extravio/roubo de encomendas. Na manhã desta quarta (17 de agosto) foi desmantelada a Operação Road Trip, que desmantelou um grupo criminoso de que assaltava agências dos Correios. Há a possibilidade de que mais operações dessa natureza sejam desencadeadas no futuro.

A operação de hoje cumpriu três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva expedidos pela Subseção da Justiça Federal de Caxias/MA, em decorrência de representação da Polícia Federal.

O número de encomendas extraviadas tem chamado a atenção de policiais federais em todo o país. No início deste ano, a operação Bumerangue apurou a troca de objetos segurados por pedaços de madeira com ajuda de funcionários da estatal. Foram cumpridos mandados no DF, no Pará e em Goiás.

Em fevereiro, funcionários de uma terceirizada foram presos após a Polícia Federal descobrir que eles formavam uma quadrilha que desviava encomendas no Espírito Santo.

No fim do ano passado, um funcionário da empresa foi preso após ser responsável pelo roubo de mais de 200 encomendas em Santa Catarina.

O principal alvo das quadrilhas que atuam na estatal são aparelhos eletrônicos e celulares. Muitos deles nem chegam ao estado de origem. Em 2019 três funcionários que trabalhavam na central nacional de triagem em Curitiba foram presos são suspeitos de roubar o conteúdo de encomendas vindas do exterior. Eles foram presos durante o expediente na manhã de hoje.

A investigação da Polícia Federal descobriu que funcionários agiam “de forma dissimulada e promoviam a ruptura de certas encomendas internacionais, apropriando-se de seus conteúdos”. O crime acontecia durante o expediente.

O elevado número de extravios de encomendas no Maranhão pode acabar desencadeando operações semelhantes no Maranhão. A cada dia que passa, o número de reclamações pelo extravio de encomendas, principalmente de celulares, aumentou consideravelmente. O que pode reforçar a necessidade de averiguação da natureza do elevado número de extravios.

ELEIÇÕES 2022

Candidatos a governador do Maranhão iniciam oficialmente campanha eleitoral

O dia começou movimentado e promete uma intensa disputa por votos na região Sul, pois o atual governador Carlos Brandão e o senador Weverton Rocha realizam caminhada na região Tocantina.

Pela manhã desta terça (15), Carlos Brandão (PSB), Weverton Rocha, Lahesio Bonfim (PSC) e Enilton Rodrigues (PSOL) participam de eventos no estado.

O dia começou movimentado e promete uma intensa disputa por votos na região Sul, pois o atual governador Carlos Brandão e o senador Weverton Rocha realizam caminhada na região Tocantina.

Brandão começa com uma carreata em Amarante do Maranhão e realiza na parte da tarde uma caminhada em Imperatriz, assim como Weverton, mas no período da manhã, pois no turno vespertino o senador segue para a capital maranhense.

Lahesio Bonfim, que tem uma presença eleitoral forte na Região Sul,
foca nos jovens de São Luís e inicia a jornada eleitoral com um encontro com a juventude maranhense.

“Hoje foi dada a largada na nossa campanha para governador do Maranhão! Estou muito feliz e tenho a certeza que o Maranhão tem jeito e juntos vamos transformar o nosso estado. Nada é impossível para quem tem Deus e o povo!”, destacou o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes.

Enilton Rodrigues (PSOL) também preferiu iniciar a campanha em São Luís e marcou uma caminhada pela Praça Deodoro e Rua Grande, além de um ato em frente ao Terminal da Praia Grande.

Ex-prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Júnior não divulgou ainda nenhum ato para o primeiro dia de campanha, mas afirmou que está confiante na vitória na disputa pelo Governo.

“Com muito trabalho, fé e amor pelo Maranhão, estamos iniciando oficialmente hoje a nossa campanha para o governo do estado. Que Deus abençoe essa nossa caminhada! Que Deus abençoe o nosso Maranhão! Vamos rumo à vitória! É 55!”, disse.

Neste primeiro dia da propaganda eleitoral autorizada pela Justiça Eleitoral, a reportagem aguarda a divulgação da agenda dos demais candidatos.

QUEIMADAS

Lula posta fake news contra Bolsonaro e apaga após ser desmentido

Ex-presidente alardeou queimada de 5.474 km² na Amazônia em 2022. Após internautas mostrarem que em 2004, durante o mandato dele, foram queimados 27.772 km², petista apagou a publicação.

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) publicou notícia falsa em suas redes sociais contra Jair Bolsonaro (PL). Segundo ex-presidiário, o Brasil bateu o recorde de desmatamento em 2022, durante o mandato do atual presidente. Imediatamente internautas divulgaram gráficos que mostram que o índice divulgado por Lula é cinco vezes menor que o mesmo indicador de desmatamento em 2004, quando o petista governava o país. Após a verdade ser exposta, Lula apagou a publicação.

Os dados apresentados pela conta de Lula no Twitter mostram que, em 2022, teria sido desmatada uma área de 5.474 km². A projeção mostrada por Lula vai de 2017 a 2022. Na publicação, Lula prometeu “um futuro de proteção, desenvolvimento e autonomia da Amazônia” contra a “política de destruição” atual.

Internautas revelaram um gráfico que, só em 2004, durante o mandato do petista, quase 28 mil km² foram devastados. “Por que escondeu o período em que você estava no poder, quando os números do desmatamento chegaram a ser mais do que cinco vezes piores do que os atuais? Como 5.474 KM² pode ser o recorde, se você chegou em 27.772 KM² de florestas devastadas só em 2004, segundo o PRODES?”, escreveu um internauta.

Os números apresentados são do Programa de Cálculo do Desflorestamento da Amazônia (PRODES)

Acuado pela mentira, o petista apagou a publicação.

DESCASO

Estudantes da rede estadual sem aula por falta de merenda

Gestão de Carlos Brandão não pagou cozinheiras de escola em tempo integral em cidade do interior do estado.

As alunas do Instituto Estadual de Educação, Ciência E Tecnologia do Maranhão (IEMA), de São José de Ribamar, Janaina Araújo e Gabriele Passos, presidente e vice-presidente do Grêmio Estudantil, respectivamente denunciaram em uma rede social que as aulas foram paralisadas no Instituto estudal, pois os cozinheiros não recebem salário há dois meses.

A vice-presidente do Grêmio Estudantil, Gabriela Passos ressaltou que muitos alunos estão sendo prejudicados pelo descaso do poder público.

“(…) Almoçamos e jantamos nas unidades e sem os funcionários da cozinha não é possível que as aulas ocorram”, explicou a estudante.

As aulas foram completamente paralisadas nessa terça (15), pois os funcionários da cozinha estão com salários e benefícios alimentícios
e de transporte atrasados.

Janaína Araújo, presidente do Grêmio Estudantil, alerta que é necessário cumprir com os pagamentos dos servidores.

“Nós que fomos prejudicados por uma pandemia, foi preciso parar as aulas novamente por um motivo simples de resolver, que é cumprir com o pagamento dos funcionários”, disse.

Se os funcionários não receber o devido pagamento, os alunos ameaçam deflagrar uma manifestação.

ELEIÇÕES 2022

Lahesio Bonfim disputa liderança com Brandão em pesquisa

Pesquisa divulgada nesta segunda (15 de agosto) mostra cenário favorável ao ex-prefeito de São Pedro dos Crentes

Segundo o Instituto Data Ilha, o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSC), disputa com o governador Carlos Brandão (PSB) o primeiro lugar das pesquisas. A distância entre os dois é menor que 1 ponto percentual. Em terceiro lugar aparece o senador Weverton Rocha (PDT). Os demais candidatos, somados na espontânea, somam menos que 5%.

Na pesquisa espontânea a liderança é disputada entre Lahesio Bonfim e Carlos Brandão. Já na pesquisa estimulada, o segundo lugar é disputado entre Bonfim e Rocha. Neste aspecto, Brandão disputa o primeiro lugar nas duas formas de pesquisa; Bonfim disputa o primeiro e o segundo; Weverton disputa apenas o segundo lugar na estimulada.

PESQUISAS

A pesquisa espontânea é feita aos pesquisados sem nenhuma alternativa para resposta. A forma de mede a lembrança do eleitorado em relação aos candidatos. Seguem os números da pesquisa:

PESQUISA ESPONTÂNEA

Carlos Brandão 10,7
Lahesio Bonfim 9,7
Weverton 5,7
Outros 3,4
Edivaldo 1,1
Branco/Nulo 3,6
NS/NR 65,8

As pesquisas estimuladas são baseadas na apresentação de uma lista para os entrevistados. Elas são feitas através de cartão com as alternativas ou com a leitura. Servem para se verificar quais são as opções mais relevantes entre as alternativas dadas.

PESQUISA ESTIMULADA

Carlos Brandão 27,4%
Weverton Rocha 18,1%
Lahésio Bonfim 16,3%
Edivaldo 9,7%
Simplício Araújo 2%
Hertz Dias 0,9%
Enilton Rodrigues 0,7%
Frankle Costa 0,6%
Professor Joas Moraes 0,4%
Nenhum 12,9%
NS/NR 10,8%

O Instituto Data Ilha realizou 2.031 entrevistas entre os dias 10 e 13 agosto. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,17 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número MA-05654/2022.

ESCOLAS CÍVICO-MILITARES

Carlos Brandão não deve seguir proposta de Lula para a educação

Apesar de usar imagem do ex-presidiário exaustivamente em sua propaganda, Carlos Brandão aprova e deve dar continuidade a um dos principais projetos de Jair Bolsonaro no setor

O governador, e candidato à reeleição, Carlos Brandão (PSB) não deve acompanhar o ex-presidente Lula em uma de suas principais propostas para a educação. Em fevereiro deste ano, o grupo que formula as políticas educacionais do petista afirmou que pretende abandonar as escolas cívico-militares. Em sabatina no Portal Imirante na manhã de hoje, Brandão disse que irá investir no programa, caso reeleito.

LULA NÃO QUER

No dia 8 de fevereiro deste ano, o ex-presidente Lula se encontrou com integrantes do núcleo de educação da Fundação Perseu Abramo, entidade ligada ao PT. Entre eles, estava a deputada estadual de Pernambuco Teresa Leitão, responsável pela área de educação no PT. Na ocasião, Teresa afirmou que partido não deve dar continuidade ao programa desenvolvido no governo de Jair Bolsonaro.

“O projeto das escolas cívico-militares fracassou”, disse. “O PT é contra esse projeto e com certeza não vai bancá-lo. Quem quer botar um filho ou filha em escola militar pode fazer isso com os colégios militares. O espaço físico das escolas públicas não pode ser ocupado por autoridades militares”, frisou.

BRANDÃO ELOGIA

Já o governador Carlos Brandão afirmou que pretende aumentar os investimentos nas escolas cívico-militares. O candidato ainda apresentou um cenário de eficiência que, segundo ele, exige que os investimentos no modelo devem ser potencializados. Questionado pelo jornalista José Linhares Jr sobre o problema que teria caso ele e seu candidato a presidente sejam eleitos (uma vez que o presidente pretende acabar com o projeto que ele pretende dar continuidade), Brandão desconversou sobre a proposta.

Abaixo o trecho da entrevista do governador Carlos Brandão:

Empresário morre após queda de parapente em São Luís

Segundo informações, o acidente foi causado por uma linha de pipa com cerol. O caso segue sendo investigado pela polícia.

O empresário Sandro Antônio, de 52 anos, proprietário do Adventure Bar – localizado na Avenida Litorânea -, na Grande Ilha, morreu após cair de um voo de parapente na praia do Calhau, nesse domingo (14/08), em São Luís.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Sandro chegou a ser socorrido no local e rapidamente foi encaminhado para um hospital privado da região, porém acabou morrendo devido a gravidade dos ferimentos.

Segundo informações, o acidente foi causado por uma linha de pipa com cerol. O caso segue sendo investigado pela polícia.

POLÍTICA

Varíola dos macacos: Moraes se torna relator de ação contra Bolsonaro

Legenda de esquerda quer obrigar o governo a estabelecer campanhas de vacinação para a ‘comunidade LGBT+’.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), se tornou relator de um processo contra o presidente Jair Bolsonaro envolvendo a varíola dos macacos. O sorteio que definiu o juiz ocorreu no domingo (14/08/22).

Tudo começou depois de o Partido Socialista Brasileiro (PSB), do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, pedir à Corte que determine ao Poder Executivo e aos Estados “campanhas de vacinação” contra a doença.

A legenda de esquerda quer ainda que o STF obrigue o governo federal a promover a “prevenção de grupos vulneráveis, especialmente o LGBT+”.

“A inexistência de plano nacional efetivo e operacional de combate à disseminação da varíola dos macacos, além da inércia e falta de gestão institucional, promove verdadeira violação à jurisprudência que se desenvolveu no STF acerca da necessidade de proteção à saúde pública como um direito indisponível e irrenunciável”, sustentou o PSB, no processo contra Bolsonaro.

Moraes tem proferido decisões que desautorizaram o governo. A primeira delas foi suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria da Polícia Federal, em 2020. Recentemente, o juiz do STF suspendeu decretos de Bolsonaro que reduziam o IPI sobre produtos feitos na Zona Franca de Manaus.

ELEIÇÕES 2022

Mariana é esperança de bolsonaristas do MA para Câmara Federal

Bolsonaristas e conservadores do estado podem eleger nas eleições deste ano a primeira deputada federal da história

Atualmente sem nenhum representante tanto na Câmara Federal quanto na Assembleia Legislativa, os conservadores e bolsonaristas maranhenses têm nas eleições de 2022 uma oportunidade de mudar este cenário. Ex-integrante do governo federal, a administradora Mariana Carvalho é uma esperança de colocar na Câmara Federal, pela primeira vez na história da política local, um representante conservador.

LEALDADE AO PRESIDENTE

Ao contrário dos apoiadores comuns, que fazem fama na internet tentando usar o presidente como escada eleitoral, Mariana tem se destacado por ações concretas de apoio a Jair Bolsonaro no Maranhão. Foi dela a inciativa de criar o primeiro grande núcleo de apoio ao presidente no Maranhão.

Mariana também se difere dos demais candidatos por expor seu apoio a Jair Bolsonaro em todas as ações da pré-campanha e da campanha também.

A candidata também é uma das organizadoras das manifestações do 7 de setembro no sul do Maranhão que devem acontecer no próximo mês. “Esperamos fazer a maior manifestação popular da história da região”, disse.

EXPERIÊNCIA

Mariana Carvalho ocupou cargo estratégico na gestão de Jair Bolsonaro. Em 2021, em plena crise da pandemia, ela assumiu a chefia da Coordenação Nacional do Programa de Aquisição de Alimentos, no Ministério da Cidadania.

Mariana já foi candidata a deputada nas eleições de 2018, pelo partido do presidente Bolsonaro. Em 2020, ela foi a única mulher a disputar as eleições pela prefeitura de Imperatriz.

AÇÃO

Policial de folga prende assaltante em São Luís

O assaltante foi encaminhado para a Delegacia de Policia Civil no bairro Bequimão, em São Luís.

Um policial militar que estava de folga realizou a prisão de um homem no bairro Rio Anil, em São Luís, nesse sábado (13). O homem, que não teve a identidade revelada, foi preso em flagrante pelo cabo Fernandes após assaltar pessoas na região metropolitana da capital maranhense. Dois aparelhos celulares e uma motocicleta, utilizada pelo assaltante, também foram capturados pela polícia.

A ocorrência policial também contou com o apoio do coronel Donjie, cabo Ismael e viaturas do 8° e 9° batalhão. O assaltante foi encaminhado para a Delegacia de Policia Civil no bairro Bequimão, em São Luís.

A polícia informou que um aparelho celular foi devolvido para uma das vítimas.

ALUGUEL CAMARADA

Escândalo de corrupção de Flávio Dino beneficiou procurador-geral

Autor de denúncia contra o candidato Lahesio Bonfim e acusado de perseguir promotora que investigava ferryboats, Eduardo Nicolau esteve no centro do escândalo dos “aluguéis camaradas”

O atual procurador-geral de Justiça, Eduardo Nicolau, ganhou os holofotes atualmente ao ser alvo de uma nota pública da bancada federal do Maranhão que o acusa de usar o cargo politicamente. Ocorre que, ainda em 2017, quando corregedor do Ministério Público, Nicolau estava envolvido no escândalo de corrupção conhecido como “Aluguel Camarada”. A máfia consistia na locação de imóveis a preços superfaturados a pessoas alinhadas ao governo. Entre eles estava Eduardo Nicolau.

USO POLÍTICO DO CARGO

Apenas em 2022 o procurador-geral já esteve envolvido em vários escândalos. O primeiro deles aconteceu em março, quando Nicolau apresentou denúncia contra Lahesio Bonfim, candidato ao governo do Maranhão. Bonfim era prefeito de São Pedro dos Crentes na época e estava prestes a renunciar ao cargo para cumprir determinações da Justiça Eleitoral necessárias para a disputa do governo. A renúncia de Bonfim já havia sido divulgada meses antes.

Faltando apenas duas semanas para a renúncia de Bonfim, Nicolau apresentou denúncia contra o prefeito por supostas fraudes cometidas em processo licitatório. A denúncia formulada em 2022 versava sobre uma ação cometida em 2018.

Lahesio Bonfim é adversário declarado do ex-governador Flávio Dino.

Além de Bonfim, a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante, também foi alvo de ação do procurador-geral suspeitas de motivações políticas. A promotora afirma que após entrar no caso de falência do sistema de ferryboat, começou a sofrer pressões e perseguições no Ministério Público.

O ex-governador Flávio Dino é acusado de fraudar licitações para beneficiar empresas no sistema de transporte do ferryboat. O esquema resultou na falência do serviço e Eduardo Nicolau teria atuado contra Lítia para proteger o aliado.

Incomodada com a atuação de Nicolau, deputados federais maranhenses divulgaram nota em que acusam Nicolau de usar o cargo politicamente. Diz a nota:

“Depreende-se da norma, portanto, que não configura papel do Procurador-Geral de Justiça selecionar quando e a quem as leis são aplicáveis, perseguindo prefeitos e até mesmo promotores não alinhados ao Governo do Estado. Também não se afigura razoável que o Procurador-Geral de Justiça se imiscua em assuntos da esfera federal, enquanto veda os olhos para possíveis ilícitos cometidos pelo Governo do Maranhão e seus aliados.

Tampouco cabe ao Procurador-Geral de Justiça atuar como órgão de consultoria do Governo Estadual, como se tem observado no caso da travessia de ferryboat que liga São Luís à Baixada Maranhense”.

A conduta militante do procurador-geral, que manifesta publicamente sua preferência eleitoral, também foi motivo de crítica na nota.

“A declaração pública de sua preferência política pelo atual governador nas eleições que se avizinham, assim como sua participação em fotos, reuniões e eventos com propósito claramente eleitoral são incompatíveis com a função pública que deveria exercer e, por isso, igualmente condenáveis”.

CORRUPÇÃO E ALUGUEL CAMARADA

A submissão de Eduardo Nicolau ao grupo político do ex-governador Flávio Dino pode ser explicada pelo escândalo de corrupção conhecido como “Aluguel Camarada”. Logo no início da gestão de Dino, o governo foi acusado de promover uma máfia de locação de imóveis que servia para o desvio de recursos públicos. O esquema acontecia com dispensa de licitação.

Entre as locações estava um imóvel localizado em São José de Ribamar. O proprietário? Eduardo Nicolau Hiluy.

A prática em que estava envolvido Eduardo Nicolau já havia sido questionada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), por meio do Acórdão nº 5244/2017 da Primeira Câmara da Corte de Contas. O documento é claro em afirmar que “A existência de um único imóvel apto a, por suas características de instalação e localização, atender às finalidades precípuas da Administração, não é requisito para a contratação por dispensa de licitação fundada no art. 24, inciso X, da Lei 8.666/1993”.

Ou seja: o aluguel do imóvel de Nicolau feriu a legislação. A participação de Eduardo Nicolau no escândalo chegou a ser motivo de denúncia nos Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). “Ele (Eduardo Nicolau) age como um cão-de-guarda do governo e não faz absolutamente nenhuma questão de esconder isso. Declara publicamente que tem lado político e usa o cargo para isso. Isso não pode continuar assim”, disse um dos signatários da nota da bancada federal maranhense.