"Eu vi isso por dentro"

Ciro lembra que Lula deu R$ 1 bilhão em contratos da Petrobras a senador

Candidato afirmou que corrupção era “ferramenta central do modelo de governança” dos governos petistas e que Lula foi o responsável pela generalização da corrupção que atingiu o Brasil.

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, lembrou que o ex-presidente Lula concedeu R$ 1 bilhão em contratos ao senador Eunício Oliveira (PMDB) durante seu mandato. Ciro ainda disse que o PT foi responsável pela pior crise econômica da história do país. “A corrupção no governo do PT foi transformada na ferramenta central do modelo de governança. Eu vi isso por dentro, eu era ministro do Lula”, disse Ciro durante sabatina à emissora Jovem Pan.

Durante entrevista, Ciro não poupou acusações ao ex-presidente. Ciro afirmou que Lula não foi inocentado de processos e que é responsável pela generalização da corrupção que o povo percebe.

1 BILHÃO

Os contratos dos quais Ciro se referia diziam respeito a empresa Manchester Serviços Ltda, de prioridade do senador Eunício Oliveira (CE). O maior deles foi assinado em julho de 2011, no valor de R$ 617,9 milhões.

Até 2011, a empresa assinou nove contratos, que somam R$ 978,4 milhões. Cinco foram firmados a partir de cartas-convite e quatro por dispensa de licitação. Do período em que Eunício era sócio, só permanece ativo o maior dos contratos, para o qual a Manchester participou de concorrência com outras empresas.

Misteriosamente, assim que Eunício deixou o quadro de sócios da empresa, a Manchester perdeu força nas contratações pela Petrobras. A partir de 2012, já sem o senador do PMDB na sociedade, a empresa obteve cinco contratos, mas com valores bem mais modestos: ao todo, R$ 68,5 milhões. Desde julho de 2013 — há quase dois anos, portanto — a Manchester não conquista novos serviços na estatal.

DITADURA

Alexandre de Moraes proíbe eleitor de usar celular na votação

Eleitores que se recusarem a entregar aparelho aos mesários poderão ser presos em flagrante e pegar até dois anos de prisão

O ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), presidiu sessão nesta quinta (25 de agosto) em que foi decidido, por unanimidade, a proibição do uso do celular na cabine de votação. O aparelho deverá ser deixado com o mesário da seção eleitoral na hora de votar na urna eletrônica. A medida foi aprovada sob a justificativa de evitar coações, fraudes e a violação do sigilo do voto. O desrespeito será considerado “ilícito eleitoral” e poderá resultar em punições.

Os mesários poderão chamar a Polícia Militar para que a medida seja cumprida. Além disso, o juiz responsável pela zona eleitoral também poderá ser acionado caso alguém se recuse a entregar o celular.

Os ministros também abriram a possibilidade de se instalar detectores de metal nas seções eleitorais em situações excepcionais, para evitar que alguém entre com o aparelho escondido. A decisão sobre a instalação do equipamento, contudo, deverá ser do juiz responsável pelos locais de votação.

A decisão do TSE desta quinta foi tomada a partir de uma consulta feita pelo partido União Brasil (União), que questionou a Corte se os mesários poderiam reter os aparelhos de telefonia celular e afins, em cumprimento à expressa proibição na lei de portar tais aparelhos na cabine de votação.

Moraes mencionou que quem descumprir a regra pode incorrer no artigo 132 do Código Eleitoral, que prevê detenção de até dois anos para quem violar ou tentar violar o sigilo do voto.

VIRADA

Presidente Jair Bolsonaro lidera intenção de voto com 41% do eleitorado

Tendência de crescimento do presidente nas pesquisas já começa a mostrar Jair Bolsonaro em 1º lugar nas intenções de voto

Levantamento divulgado nesta quarta (24 de agosto) mostra que o presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 41% das intenções de voto dos eleitores e lidera a corrida presidencial. A pesquisa ouviu 2 mil pessoas de 504 cidades das cinco regiões do país entre os dias 20 e 22 de agosto deste ano. A margem de erro é estimada em 2,2 pontos percentuais.

Em segundo lugar aparece Lula (PT), com 32,9%, Ciro Gomes (PDT), com 4,3%, e Simone Tebet (MDB), que soma 3,3%. Indecisos ou que não responderam representam 9,4%, e branco e nulos 7,9%. Os demais candidatos não pontuaram mais de 0,5%.

Segundo a Brasmarket, o levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-07901/2022.

ELEIÇÕES 2022

Lahesio Bonfim estreia programa eleitoral nesta quinta pelas redes sociais

Candidato inova e deve veicular propaganda de forma simultânea em todas as suas redes sociais

Lahésio Bonfim estreia Programa Eleitoral nesta quinta pelas redes sociais

Às 20h20 desta quinta-feira (25), pelas plataformas digitais do Lahésio Bonfim, acontece a estreia do Programa Eleitoral do candidato ao governo do Maranhão pelo PSC. Os internautas terão acesso com exclusividade ao conteúdo que será lançado no Youtube, Facebook, Instagram, WhatsApp e Telegram, simultaneamente.

O médico-cirurgião é considerado um fenômeno de audiência na internet e o candidato com maior engajamento nas plataformas. A militância digital de Lahésio foi construída de forma orgânica e ganhou força após a sua reeleição de prefeito com mais de 90% dos votos. Com pouco tempo de exibição na TV e rádio, Lahésio faz da internet sua casa e abre as portas para que milhares de pessoas se unam ao projeto que vai fazer a transformação que o Maranhão precisa.

Ao longo dos programas, os maranhenses vão conhecer a história de um menino simples, que cresceu em casa de barro, venceu a pobreza, graças a educação, e virou médico cirurgião. Será destacado também o trabalho dele como gestor, que colocou a pequena São Pedro dos Crentes no mapa do Maranhão.

Lahesio destinou seu salário para construção de casas populares, foi o prefeito que mais fez obras com recursos próprios e levou a educação do seu município de 113 para o 2º melhor lugar no estado.

Se você também está curioso para conhecer esse cara que vem arrastando multidões e quer saber mais sobre as suas propostas de governo, não perca os programas do Lahesio Bonfim.

Boralah assistir?

📲 ACOMPANHE:

Instagram

instagram.com/lahesiobonfimoficial

YouTube

youtube.com/c/LahesioBonfim

Facebook

facebook.com/lahesiobonfim

Telegram

t.me/lahesiobonfim

WhatsApp

https://api.whatsapp.com/send?phone=559984633120&text=Ol%C3%A1,%20quero%20receber%20as%20novidades%20do%20Lahesio%20Bonfim
CENSURA

PT impede Datafolha de divulgar pesquisa para presidente na Bahia

Crescimento de Bolsonaro nas pesquisas ligou sinal vermelho na legenda que pretende impedir judicialmente a divulgação de levantamentos. Tradicional reduto do PT, a Bahia foi o primeiro alvo

O PT conseguiu impedir, por via judicial, a divulgação de uma pesquisa do Datafolha para presidente na Bahia. A decisão do juiz Paulo Sérgio Barbosa de Oliveira, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, atendeu pedido da coligação do candidato Jerônimo Rodrigues (PT) contra o Instituto Datafolha. Em nota, o instituto falou em “censura”. “O instituto cumpriu todas as regras de registro estabelecidas pelo TSE”, informou a diretora do instituto, Luciana Chong.

O juiz proibiu a divulgação de dados sobre o cargo de presidente da República da pesquisa, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 20 mil, em caso de descumprimento. Manteve-se a divulgação de dados para governador e senador.

O PT argumentou que o levantamento está “eivado de inconsistências” e alegou que houve “indução ao erro” nas questões dirigidas aos eleitores, que poderiam levá-los a equívocos.

A legenda sustentou ainda que a pesquisa informou no registro que serão mensuradas as intenções de voto para governador e senador, e que foram incluídas erroneamente perguntas sobre a disputa para a Presidência.

O PT interpelou ainda a “ausência”, no registro da pesquisa, do plano amostral e das ponderações “quanto a gênero, idade, grau de instrução, nível econômico da pessoa entrevistada e área física de realização do trabalho a ser executado”.

“Permitir a divulgação da pesquisa que não expressa a realidade causará prejuízos irreversíveis à lisura eleitoral”, afirmou a legenda.

Jerônimo Rodrigues, que tem dificuldades para deslanchar nas pesquisas de intenção de voto, é candidato ao governo da Bahia, com apoio do governador Rui Costa (PT) e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

eleições 2022

Diferença entre Bolsonaro e Lula cai para menos de cinco pontos

Dados divulgados pelo instituto Paraná Pesquisas nesta quarta mostram presidente em franco crescimento entre as intenções de voto

Levantamento recente do instituto Paraná Pesquisas, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparecem com uma diferença de menos de cinco pontos percentuais, mostrando queda na vantagem do petista.

Segundo a pesquisa divulgada nesta quarta (24 de agosto), Lula detém 41,7% das intenções de voto contra 37% de Bolsonaro. No começo de agosto, Lula tinha 41,1% das intenções, e Bolsonaro, 35,6%. Em abril, Lula tinha 40,0% e Bolsonaro 32,7% para Bolsonaro.

Ciro Gomes (PDT) permanece solidificado na terceira posição, com 7,3% dos votos. Simone Tebet (MDB) aparece com 2,7% da preferência. Os demais presidenciáveis não alcançaram 1% das intenções de voto. Os votos brancos e nulos totalizam 6%.

Os referidos números são da pesquisa estimulada, na qual são apresentados nomes dos presidenciáveis aos entrevistados. Já na pesquisa espontânea, a qual o eleitor precisa responder “de cabeça”, Lula aparece com 30% das intenções de voto, e Bolsonaro com 26,5%.

O instituto ouviu 2.020 pessoas, de 162 municípios brasileiros, entre os dias 19 e 23 de agosto de 2022. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

TIME DO LULA

André Janones acusado de extorquir e assediar funcionários

Uma série de prints revelam que deputado exigia parte dos salários dos funcionários de seu gabinete e os humilhava

Conversas no WhatsApp mostram que o deputado federal André Janones (Avante-MG) pratica assédio moral e extorsão (rachadinha) contra funcionários do seu gabinete. Imagens provam que Janones chama seus assessores de “analfabetos funcionais”, entre outros xingamentos.

São históricos longos de conversas entre Janones e seus assessores e, segundo o que diz esse ex-assessor, existia uma espécie de rachadinha, além de todo o assédio que girava em torno dos grupos de WhatsApp.

Um dos exemplos citados é de um servidor que, segundo esse assessor, recebia o valor de R$ 9 mil, mas só ficava com R$ 5 mil, com o restante sendo repassado a uma chefe de gabinete. Ainda segundo o ex-assessor, isso era rotineiro. Em 2019, quando Janones chegou à Câmara dos Deputados, houve uma reunião, e, de uma forma, circulou uma informação de que eram necessários repasses de funcionários, uma contribuição de forma financeira, que seria repassar o salário, configurando uma espécie de rachadinha.

“Eu fui ex-assessor do ex-deputado federal e venho combater uma falácia que ele publicou em seu Twitter agora há pouco falando que o youtuber e influenciador Rica Perrone me procurou oferecendo dinheiro, junto com o pessoal do presidente Bolsonaro, para eu vir a público e falar a respeito das irregularidades que aconteciam no gabinete do deputado. Quero falar que isso é uma mentira, é mais uma falácia de André Janones e quero me colocar à disposição de todos os órgãos de imprensa e de Justiça para falar a verdade. Para esclarecer e trazer a verdade aos olhos de todo o povo do nosso país”, disse o ex-assessor em vídeo.

INGRATIDÃO

Flávio Dino comemora operação contra empresário Luciano Hang

Comunista usou suas redes sociais para festejar operação desencadeada pelo STF com base em mensagens de whatsapp. No último ano de governo de Flávio Dino, desemprego no Maranhão foi recorde. Situação só não foi pior por conta dos investimentos do dono da Havan no estado.

O ex-governador Flávio Dino (PSB) comemorou em suas redes sociais a operação orquestrada pelo Supremo Tribunal Federal contra Luciano Hang, proprietário da Havan. O empresário teve suas contas bloqueadas, telefone apreendido e algumas de suas redes sociais suspensas após conversas em um grupo de whatsapp serem vazadas. O ministro Alexandre de Moraes considerou as mensagens uma ameaça e ordenou a operação.

Em 2021 a Havan foi oficialmente instalada em São Luís. O número de empregos gerados, direta e indiretamente no estado mais pobre da federação, superou as mil vagas.

Ocorre que no ano passado o Maranhão bateu o recorde máximo de desemprego em toda a sua história. Se não fosse pelo investimento milionário do empresário, a situação seria ainda mais catastrófica.

Ao comemorar a perseguição de um empresário, Flávio Dino escancara sua preferência pela política e perseguição ao invés do bem-estar do povo de seu estado. Se pudesse fechar a Havan pela opinião do seu dono e colocar centenas de maranhenses na fila do desemprego, ele assim o faria sem pestanejar.

POLÍCIA FEDERAL NA COLA

Correios no Maranhão são usados para tráfico de drogas

Vários quilos de drogas foram apreendidos em operação realizada pela Polícia Federal, Polícia Civil e Receita Federal na Unidade de Tratamento da BR-135

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal apreendeu três quilos de drogas em operação realizada na manhã desta terça (23 de agosto) na Unidade de Tratamento dos Correios, na BR-135. A operação foi realizada em parceria com a Receita Federal e com apoio de cães farejadores da Polícia Civil.

O sucesso da operação corrobora uma série de reportagens veiculadas no site nas últimas semanas que evidenciam o uso dos Correios para uma série de crimes. Desta vez, o alvo foi o tráfico de drogas, especialmente sintéticas, despachadas através de encomendas via postal.

Através do equipamento de raio-x, foram identificadas pelo menos três encomendas contendo substâncias ilícitas: cerca de 2kg de cocaína e 1kg de haxixe.

A droga foi levada par a Superintendência da PF para os devidos procedimentos de apreensão e perícia.

A Polícia Federal instaurou inquérito para identificar os envolvidos que podem responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico, com penas prevista de 3 a 15 anos de reclusão (Lei 11.343/06, arts. 33 e 35).

ELEIÇÕES 2022

“Carta de Flávio Dino ao Povo de Deus” é ato de desespero

Comunista teme que rejeição de cristãos a bandeiras esquerdistas como aborto, negacionismo espiritual, materialismo e idolatria do Estado prejudiquem seu projeto de poder

O ex-governador Flávio Dino está amedrontado com a descrença dos evangélicos do Maranhão com sua candidatura. Com o avanço da internet e descentralização da informação, cristãos começam a ter acesso a informações que colocam a ideologia comunista como antagonista da fé cristã. Negação da existência de Deus, negacionismo espiritual, defesa do materialismo, aborto, idolatria do Estado, perseguição religiosa e tantas outras características que despertaram a desconfiança de políticos sabidamente de esquerda. Flávio Dino teme que os sentimentos despertados pela ideologia que ele sempre defendeu, o comunismo, o prejudiquem.

DESPERTAR

A cada dia que passa cresce entre cristão, principalmente entre evangélicos, a certeza de que cristianismo e esquerdismo não são comportamentos que podem ser colocados em harmonia. Por muito tempo, inclusive, o cristianismo foi perseguido por comunistas que consideravam a religião “o ópio do povo”.

Contudo, com o monopólio dos meios de comunicação, muitos fatos eram esquecidos e escondidos do grande público. Situação que sofreu um revés com a democratização da informação causada pela internet.

Hoje qualquer cristão sabe que é impossível equalizar cristianismo com esquerdismo. E este é o motivo do desespero de Flávio Dino. Sempre garantido na vassalagem de alguns líderes religiosos que tratavam de alienar seus fiéis em troca de cargos no governo, Flávio Dino nunca demonstrou a preocupação que tem nas eleições de 2022.

DECADÊNCIA

A ascensão de líderes políticos que verdadeiramente defendem o cristianismo deixou muito dificultosa a tarefa de apontar comunistas como melhores opções eleitorais por vendilhões da fé. Isso tem preocupado Dino.

O ex-governador sabe que poucos minutos na internet são suficientes para, até o mais leigo dos cristãos, entender que as vitórias das bandeiras defendidas por Flávio Dino em outros países representaram a consolidação da perseguição e decadência cristã.

A “Carta de Flávio Dino ao Povo de Deus” é ato de desespero.

live

José Linhares Jr comentará em live o desempenho do presidente Jair Bolsonaro na entrevista promovida pelo Jornal Nacional nesta segunda (22 de agosto).

A live será transmitida excepcionalmente às 21h30 pelo Youtube, Instagram e Facebook.

Inscreva-se no canal do Youtube AQUI

ELEIÇÕES 2022

“Orçamento secreto” de Carlos Brandão na mira da Justiça Eleitoral

Sucessor de Flávio Dino encontra dificuldades para transferir recursos da saúde para prefeituras consideradas aliadas

O repasse de R$ 63.219.000,00 via “orçamento secreto” do governo Carlos Brandão (PSB) foi cancelado pela juíza Joseane de Jesus Corrêa Bezerra. Os recursos iriam ser retirados do Fundo Estadual de Saúde e enviados a prefeituras às vésperas das eleições de outubro.

Caso descumpra a decisão, o governador e candidato a reeleição receberá multa diária no valor de R$ 50 mil.

A juíza responsável pela decisão integra a Comissão de Propaganda do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. A sentença foi emitida neste sábado (21 de agosto) cancelando parte da transação considerada ilegal.

As movimentações foram denunciadas pelo jornalista Clodoaldo Correa em julho deste ano. Naquela ocasião, o jornalista noticiou a transferência de mais R$ 100 milhões para prefeituras consideradas aliadas após o início do período vedado pela lei.

Ao conceder pedido de tutela cautelar, a magistrada admitiu a tese para “suspender imediatamente os efeitos de parte das nomeações e das transferências voluntárias e para determinar que CARLOS ORLEANS BRANDÃO JÚNIOR se abstivesse de praticar qualquer ato relativo à execução dos atos impugnados, sob pena de multa diária”.

“Trata-se de transferência de um volume elevado de recursos com a potencialidade de causar desequilíbrio entre todos os candidatos, e não apenas entre os envolvidos nesta demanda, culminando com a possibilidade de mudar os destinos da eleição que se aproxima, pela potencialidade lesiva vinculada ao ato. Noto, ainda, que nenhuma das transferências se mostra dentre as constitucionalmente vinculadas, por se tratarem de transferências voluntárias, fato não negado em sede de contestação. A jurisprudência eleitoral é pacífica em concluir que inexistindo causa anterior, obra, ou finalidade preexistente declarada para a transferência, trata-se de conduta vedada”, disse.

“É justamente para preservar a igualdade de chances que a legislação veda, no trimestre anterior ao pleito, a entrega voluntária de recursos, sem causa anterior àquele período ou motivo relevante que a justifique. Segundo o caderno processual colhido dos autos não houve a transparência consubstanciada, diante do Princípio da Publicidade, que norteia a administração pública. Por esta razão, entende que estão presentes os requisitos da concessão da cautela pleiteada, tendo em vista que há perigo de dano à igualdade de chances entre os concorrentes das próximas eleições. Por fim, cumpre notar que, em que pese a legislação contemplar a vedação de “realizar transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, e dos Estados aos Municípios, sob pena de nulidade de pleno direito”, já havendo transferências concretas, a determinação de restituição prejudicaria os entes municipais recebedores, eis que os valores já poderiam ter sido aplicados, causando transtornos àqueles que não fazem parte da presente relação processual. Ante o exposto, e de acordo em parte com o Parecer do Ministério Público Eleitoral Auxiliar, julgo procedente parcialmente o pedido cautelar apresentado, determinando a imediata suspensão dos efeitos das transferências voluntárias publicadas nos Diários Oficiais de nº. 120, 121 e 122, que ocorreram efetivamente em 04/07/2022 e 05/07/2022, no valor total de R$ 63.219.000,00 (sessenta e três milhões, duzentos e dezenove mil reais), medida que deve perdurar até o fim das eleições. Determino a CARLOS ORLEANS BRANDÃO JUNIOR que se abstenha de praticar qualquer ato relativo à execução dos atos impugnados, sob pena de multa diária individual de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), conforme art. 73, § 4º, da Lei 9.504/97”, completou.

ELEIÇÕES 2022

Fernando garante que trabalhará pelos micro e pequenos empreendedores

Proposta de campanha foi apresentada a trabalhadores do Mercado do Anil durante visita

O candidato a deputado estadual Fernando Braide (PSC) visitou, na manhã deste sábado (20), o Mercado do Anil, acompanhado do seu apoiador e vereador de São Luís, Daniel Oliveira (PL). Durante a visita, ele dialogou com feirantes que atuam no mercado e consumidores que passavam pelo local.

Desde antes da pré-campanha, Fernando Braide tem buscado estabelecer o diálogo com os maranhenses a fim de conhecer a fundo as necessidades da população que, segundo ele, irão pautar seu mandato. A cada visita, a recepção ao candidato a deputado estadual, que é irmão do prefeito da capital, tem sido calorosa.

“O diálogo é a peça mais importante para a execução de uma política de verdade e compromissada em proporcionar qualidade de vida para o povo. Antes mesmo da pré-campanha eu já vinha visitando os bairros de São Luís e o interior do estado com o objetivo de me aprofundar e conhecer os anseios dos maranhenses, pois é por eles que eu irei trabalhar na Assembleia Legislativa”, frisou Fernando Braide.

Durante a visita, o candidato a deputado estadual ouviu as demandas dos feirantes e garantiu que atuará em prol do empreendedorismo no Maranhão. “Eu sei da importância do trabalho dos feirantes de São Luís e de todos os outros empreendedores que contribuem para a economia desse estado e, por isso, quero dizer que trabalharei para melhorar cada vez mais as condições de vida desses maranhenses”.

O vereador Daniel Oliveira, que acompanhou o candidato a deputado estadual durante a visita aos feirantes que atuam no Mercado do Anil, disse que Fernando está entrando para a política para fazer a diferença na vida dos ludovicenses, pois sabe que ele será um elo importante entre o município e a bancada estadual.

“Fernando é um grande amigo, um homem íntegro. Eu não tenho dúvidas de que ele ajudará muito os ludovicenses junto aos demais colegas deputados, pois, sendo irmão do prefeito, ele conhece as dificuldades que a nossa capital enfrenta e o quão importante será essa parceria para ajudar a nós, autoridades municipais, no desenvolvimento de São Luís”, pontuou Daniel Oliveira.

Para saber mais sobre as agendas de campanha do candidato a deputado estadual Fernando Braide (PSC), basta acessar: www.fernandobraide.com.br

POVO NÃO FOI

População não comparece a evento de Brandão em Matões

Líder nas pesquisas, Brandão sofreu com baixa adesão popular em evento realizado em cidade do interior do Maranhão.

O evento realizado pelo atual governador do Maranhão, e candidato à reeleição, Carlos Brandão (PSB), na manhã de quinta-feira (18) em Matões não contou com a participação popular. Os moradores da região não compareceram ao ato público que contou com a presença do mandatário maranhense e outros aliados.

Matões fica a uma distância de 464,6 km de São Luís.

Segundo mensagens que circulam nas redes sociais, diversas pessoas foram supostamente pagas para participarem do evento político. Não há registro de ligação direta com a campanha do governador à reeeleição.

O print de uma conversa de WhatsApp – que mostra um suposto morador da região, que teria recebido dinheiro para comparecer ao evento – foi divulgado pelo blog do João Victor Oliveira.

Pesquisas eleitorais que foram colocam Carlos Brandão a frente dos demais candidatos ao governo.