História

Nem o PCdoB escapou de ser traído por Flávio Dino

Histórico de traições que abriga Zé Reinaldo Tavares, Jackson Lago, Tadeu Palácio, PT, PSDB, Weverton Rocha, Luciano Leitoa e tantos outros agora contra com o próprio ex-partido

Em 2006 o então ex-juiz Flávio Dino foi eleito sem praticamente fazer campanha com a ajuda do governador José Reinaldo Tavares e do candidato Jackson Lago. Pouco tempo depois o mesmo Flávio Dino foi alçado apoiado para as eleições em São Luís por Jackson Lago. Em 2010 Flávio Dino iniciou uma jornada de traições que teve como primeira vítima o ex-governador Jackson Lago e, 11 anos depois, alcança seu ápice com a traição ao próprio partido, o PCdoB.

A LISTA

Zé Reinaldo, responsável pelo nascimento político de Flávio Dino, foi defenestrado do grupo do comunista e abandonado por anos. Ao longo dos últimos anos Dino se colocou em lados opostos ao do mentor. Principalmente nas eleições da capital, São Luís. O auge aconteceu nas eleições de 2018, quando Zé Reinaldo foi implodido politicamente sem que Flávio Dino levantasse uma palha para ajudá-lo.

Jackson Lago, talvez a figura mais emblemática da esquerda maranhense, foi sabotado por Flávio Dino nas eleições de 2010. O comunista espalhava o boato de que Jackson era inelegível e aleijou sua candidatura. A intenção de Flávio Dino era destruir a imagem de Jackson e assumir o seu lugar como principal opositor ao grupo Sarney. Plano que foi bem-sucedido. Até hoje a família de Lago culpa Flávio pelo ocorrido.

Em 2008 Flávio Dino teve o segundo impulso na carreira política. Ao ver que seu candidato, Clodomir Paz, não iria decolar, o prefeito Tadeu Palácio apostou todas as fichas no novato Flávio Dino. Tadeu apoiou Flávio contra a vontade do governador Jackson Lago e contra a vontade do PDT. Flávio perdeu a eleição e em 2012, quando Tadeu pediu ao comunista que o apoiasse, Dino recusou o apoio que fatalmente resultaria na eleição de Tadeu elegeu Edivaldo Holanda Jr.

Antes de filiar-se ao PCdoB, Flávio Dino foi membro do PT. Eram constantes os elogios ao partido e a figura do ex-presidente Lula. Contudo, nas eleiçoes de 2014 Flávio Dino posou com Aécio Neves em convenção do PSDB e manifestou apoio ao tucano que enfrentava Dilma. Após ser eleito no 1º turno, Dino “mudou a chave” e traiu o PSDB ao embarcar, sem nenhum pudor, na campanha de Dilma.

Recentemente o senador Weverton Rocha, responsável por toda a articulação que fez o PDT embarcar no projeto de Flávo Dino e sacramentar sua primeira eleição em 2014, também foi traído. Weverton manifestou o desejo de ser candidato ao governo em 2022. Após analisar o cenário, o senador decidiu adiar os planos e indicar o vice na chapa de Brandão. Como o tucano deve assumir o governo no ano que vem, irá disputar a reeleição. Isso abriria caminho para Rocha disputar a eleição em 2026. Flávio Dino recusou a proposta e trata Weverton como adversário desde então.

Luciano Leitoa, ex-mandatário do PSB no estado, foi por toda a trajetória de Flávio Dino um de seus principais apoiadores no sul do Maranhão. Nesta semana Leitoa teve o partido assalto por Flávio Dino que articulou sua filiação e a deposição de Leitoa do cargo.

ATÉ O PCdoB

Após ser eleito no PCdoB, ser alçado ao cargo de maior liderança do partido no país e contar com toda a estrutura partidária para si por décadas, Flávio Dino deixou o PCdoB. Em suas entrevistas na nova legenda o governador evita citar o PCdoB. A saída, para manter a tradição, também abriga uma traição. Flávio Dino havia combinado de esperar a votação no plenário da Câmara dos Deputados um projeto do Senado, de autoria de Renan Calheiros (MDB-AL), que permite a dois ou mais partidos se reunirem em uma federação para que ela atue como se fosse uma única sigla nas eleições.

Nanico, o PCdoB corre o risco de acabar se não atingir uma votação mínima nas eleições gerais de 2022 (que é de 2% do eleitorado). Caso isso aconteça e o PCdoB não atinja essa votação, perderá recursos públicos, tempo de TV e estrutura na Câmara.

Ao invés de ajudar o partido, Flávio Dino apenas abandonou a legenda e mudou-se para outra que pode ser mais útil.

Nos grupos do partido o governador já é tratado como aquilo que é: um político traidor.

E assim vai sendo forjada uma carreira política baseada no uso das pessoas e instituições e no descarte dessas mesmas pessoas e instituições quando elas perdem utilidade para o projeto pessoal de governador. 

Caso Covaxin

Randolfe denuncia Bolsonaro no STF por prevaricação

Vice-presidente da CPI entra com notícia-crime, pede que a PGR acolha o pedido e denuncie Bolsonaro por caso da suposta compra da vacina indiana

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), entrou com uma notícia-crime nesta segunda-feira (28) para que o presidente da República seja investigado pelo crime de prevaricação no caso da aquisição da vacina Covaxin.

“No dia de hoje protocolei no Supremo Tribunal Federal notícia-crime por conta das graves denúncias envolvendo o presidente da Republica de que não tomou nenhuma providência diante de ter sido notificado da existência de um gigante esquema de corrupção existente no Ministério da Saúde […] a prevaricação é crime exposto no Código Penal, e é por isso que compreendemos a necessidade de Supremo Tribunal Federal e a Procuradoria-Geral da República instaurarem um procedimento de investigação”, afirmou Randolfe.

A suspeita levantada pelo parlamentar, através de vídeo divulgado por sua assessoria, é que Jair Bolsonaro tenha deixado de agir ao ter sido informado pelo deputado Luís Miranda e seu irmão Luís Ricardo de que haveria superfaturamento nas tratativas para adquirir 20 milhões de doses da vacina indiana ao custo de 1,6 bilhão de reais.

Covid-19

Habitantes da Itália não precisam mais usar máscaras ao ar livre

Regra foi revogada oficialmente pelo governo italiano nesta segunda-feira (28) e vale para situações em que não houver risco de aglomerações

Embora a região sul da Itália tenha contrariado a decisão, o governo italiano não obriga mais o uso de máscaras a céu aberto.

Conforme o Ministério da Saúde, foram registrados apenas 782 casos e 14 óbitos no último domingo (27), e cerca de 30% da população do país, o que representa aproximadamente 17,8 milhões de pessoas, já estão vacinadas contra a Covid-19.

Logo, em função do progresso dos números da pandemia do novo coronavírus e do avanço na campanha de imunização, o governo italiano, que vinha vinha sendo pressionado por isso, liberou pela não utilização do utensílio ao ar livre.

CPF Cancelado

Policiais prestam depoimentos sobre como mataram Lázaro

De acordo com relatos dos policiais, foi dada a oportunidade para Lázaro Barbosa se entregar, mas ele teria continuado a atirar

Policiais de Goiás prestaram depoimentos sobre a morte de Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos. Conforme depoimentos, o assassino e estuprador recebeu cerca de 125 tiros nesta segunda-feira (28).

“[…] nos vimos alvos de diversos disparos de arma de fogo, a princípio sem saber precisar de onde vinham. Após nos abrigarmos, foi possível identificar que de dentro de uma espécie de arbusto bem fechado, era de onde vinham os disparos, incessantemente […] foi de imediato verbalizado que ele soltasse a arma e se entregasse, porém, os disparos não cessavam. Não se teve outra alternativa que não o revide armado. Foi uma intensa troca de tiros, devido à dificuldade de ver com precisão onde estava o indivíduo dentro do arbusto”, diz o relato.

Logo em seguida, assim que os disparos cessaram, os policiais se aproximaram de maneira cautelosa e, próximo ao arbusto, viram o assassino e uma mochila. Imediatamente acionaram socorro. Lázaro foi morto com pelo menos 38 disparos. O conteúdo localizado com o estuprados releva que ele estava preparado para ficar mais dias escondido.

“Ao nos aproximar mais, vimos duas armas de fogo, uma do tipo pistola, que parou aberta com todas as munições deflagradas, e um revólver calibre .38 com 6 munições deflagradas […] Quando ele chegou [ao hospital], já estava sem vida. Nós contamos 38 marcas de tiro. É um cálculo aproximado ainda”, informaram.

Foram encontradas na mochila uma faca de cabo verde, carregador de pistola, liga de boracha, coldre de arma de fogo, diversas monuções, fita plástica, balaclava, isqueiro, frasco branco com comprimidos, analgésico, tempero pronto, bolachas, luva de pano, frasco branco com óleo, antibiótico, macarrão instantâneo, cebola e R$ 4,4 mil em espécie.

Os depoimentos foram prestados em Registro de Atendimento Integrado, tanto pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás, quanto por Rui Borges, secretário de Saúde do município.

Ação Civil Pública

MPF ajuiza ação e multa contra Sikêra Jr alegando homofobia

Ministério Público Federal exigiu indenização e marcas que apoiavam o programa foram, supostamente, pressionadas a suspender o patrocínio

Ainda que Sikêra Jr rotineiramente conceda espaço para a comunidade LGBTQIA+, o Ministério Público Federal (MPF) moveu uma ação civil pública contra o apresentador da Rede TV alegando crime de homofobia.

Os comentários foram feitos após a rede Burguer King lançar uma campanha voltada aos centros de cidadania LGBTQIA+, usando crianças no comercial para reproduzir uma mensagem contra a homofobia. Diante disso, o apresentador contestou o uso de crianças no comercial e alegou que a iniciativa incentiva uma determinada orientação sexual ao público infantil.

“A criançada está sendo usada. Um povo lacrador que não convence mais os adultos e agora vão usar as crianças. É uma lição de comunismo: vamos atacar a base, a base familiar, é isso que eles querem […] mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma […] dentro de uma família, da família tradicional brasileira, nunca será normal. Se você quer dar esse rab… dê, mas não envolva as crianças”

No processo, o Ministério Público Federal solicita que a Rede Tv! e Sikêra Jr sejam condenados ao pagamento de R$ 10 milhões a título de indenização por danos morais e coletivos, exigindo “exclusão da íntegra do programa objeto da presente ação que foi veiculado em 25 de junho de 2021 de seus sites e redes sociais e que tanto a emissora como seu apresentador sejam obrigados a publicar retratação pelos mesmos meios e mesmo tempo e em idêntico horário, especificando tratar-se de condenação judicial imposta nos autos da ação, devendo a referida postagem permanecer nos sites da empresa ré pelo prazo mínimo de um ano”.

Como se não bastasse a indenização, obrigação de retratação e exigência de permanência mínima dos pedidos de desculpas, tanto do apresentador como da emissora, empresas como HapVida, MRV e TIM suspenderam o patrocínio ao programa.

VÍDEO

As ligações perigosas entre membros e o fim da CPI da Pandemia

Vídeo do analista político Kim Paim revela detalhes sórdidos da CPI da Pandemia que pode estar tentando usar Bolsonaro para encobrir desvios de recursos nos estados.
#RenanSabiaDeTudo

Deputados do PCdoB atuaram para facilitar importação da Covaxin

Documentos revelados pelo Blog do Linhares mostram que comunistas tentaram afrouxar regras para entrada de vacinas estrangeiras no país.

A Medida Provisória que permitiu a importação da vacina indiana CovaXin teve a participação de dois deputados do PCdoB, partido de oposição a Jair Bolsonaro. A compra dos medicamentos tem sido tratada na CPI da Covid-19 como o primeiro escândalo de corrupção do governo federal após dois anos e meio de gestão.

A oposição tenta emplacar a tese de que a MP 1.026 foi plantada pelo Governo Federal para facilitar uma futura compra da vacina indiana pelo governo. O problema é que dezenas de parlamentares da oposição apresentaram emendas que muito mais amistosas para a entrada de imunizantes estrangeiros no Brasil. Entre eles, dois membros do PCdoB>

O deputado comunista Orlando Silva e da deputada Perpétua Almeida, ambos do PCdoB, apresentaram emenda ao texto da Medida Provisória que facilitava a importação da CovaXin. A emenda dos deputados afirmava que a aprovação pela agência de saúde da Índia iria dispensar a análise do medicamento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA.

Escandalizados hoje com a suposta “pressão” do presidente Jair Bolsonaro pela compra da vacina, os parlamentares apresentaram meses atrás uma proposta que iria abrir as portas do Brasil para o imunizante.

Abaixo uma das emendas.

OrlandoSilva

Limpeza

Deputado estadual Rafael Leitoa é expulso de grupo do PDT

Deputado foi expulso sumariamente de grupo do Whatsapp. Ligação com o governo do estado pode ter motivado ação.

O deputado estadual Rafael Leitoa foi expulso do grupo de Whatsapp dos membros do Diretório do PDT no Maranhão. Líder do governo Flávio Dino na Assembleia Legislativa, o deputado pode ser a primeira vítima da disputa entre o senador Weverton Rocha, mandatário da legenda no estado, e do vice-governador Carlos Brandão pelo governo em 2022.

Leitoa filiou-se ao partido quando tinha 16 anos de idade. A expulsão do grupo surpreendeu o parlamentar que pretende recorrer ao presidente nacional Carlos Lupi. 

“Ele tem que saber o que está acontecendo. Sou expulso de grupos de WhatsApp do diretório municipal do PDT. Poderiam logo tentar fazer um processo legal e correto como partido democrático que é”, afirmou Rafael Leitoa ao jornal O Imparcial.

Ação pode agilizar saída do deputado estadual do partido e embarque definitivo no grupo do vice-governador Carlos Brandão.

Discurso de ódio

Militantes indígenas pedem morte de Bolsonaro em protesto

Discurso de ódio contra o presidente foi a principal ferramenta utilizada por manifestantes contra projeto que deve ser votado por deputados federais e senadores.

Um grupo de militantes indígenas ligados a partidos de esquerda fez um protesto em que simulou a morte do presidente Jair Bolsonaro. Com um caixão com a foto do presidente, indígenas percorreram o gramado da Esplanda dos Ministérios até o Congresso Nacional.

O ato tinha como alvo o Projeto de Lei 490/2007 que está sob responsabilidade de deputados federais e senadores e que altera a forma como são demarcadas terras indígenas. Apesar disso,

Os agitadores seguravam um caixão com a foto de Bolsonaro e tocaram a Marcha Fúnebre. Caso o projeto vire lei, para que uma terra seja demarcada, os indígenas teriam que comprovar que já estavam por lá antes de 1988.

Coronavírus

Indiano com variante Delta da Covid-19 morre em São Luís

A vítima era um homem de 54 anos e estava internado em hospital privado desde o dia 4 de maio

O tripulante indiano da embarcação que chegou à costa do Maranhão em maio morreu no final de semana em São Luís devido a infecção da cepa Delta da Covid-19.

A morte foi confirmada no sábado (26) da cepa indiana que é considerada a mais agressiva em circulação no mundo. A vítima era um homem de 54 anos e estava internado em hospital privado desde o dia 4 de maio.

A embarcação MV SHANDONG DA ZHI recebeu autorização na semana passada para atracar no Porto do Itaqui.

Facebook atuou a mando da campanha de Biden contra Trump

E-mails vazados revelam que empresa executava ordens do comitê de campanha da esquerda norte-americana

E-mails vazados mostram que funcionários da campanha de Joe Biden pressionaram o Facebook para censurar seu oponente nas últimas eleições dos EUA, Donald Trump. Os documentos revelam que membros da campanha agiam como mandatários da equipe que promove a supressão de conteúdo na plataforma.

Entre outros, foram identificados membros do Partido Democrata. Um deles Timothy Durigan, membro da campanha de Biden.

Em um dos e-mails, enviados por um alto funcionário de Biden em 22 de setembro, ele exigiu a remoção de um vídeo de Donald Trump Jr. onde ele falava sobre cédulas de e-mail.

Os e-mails reforçam a tese de que as Big Techs participaram de uma conspiração para prejudicar a reeleição de Donald Trump.

Aluísio Mendes assume vice-liderança do governo no Congresso Nacional

Parlamentar assume um dos cargos mais importantes da polícia nacional na mesma semana em que foi considerado o melhor parlamentar do Maranhão

O deputado Aluísio Mendes (PSC) recebeu convite do presidente da República para vice-liderança do governo no Congresso Nacional. Líder do PSC e do bloco formado por PTB, PROS e pela própria sigla, Mendes também foi eleito como o melhor parlamentar do Maranhão nesta semana pelo site Ranking dos Políticos, referência no acompanhamento dos parlamentares em Brasília.

Aluísio chegou a ocupar o cargo de vice-líder do governo na Câmara Federal. Por assumir a liderança do PSC e do bloco formado por PTB, PROS e pelo próprio PSC, teve que se desincompatibilizar da função.

Já o convite para assumir a vice-liderança do Governo Federal no Congresso Nacional não implica em conflitos. Portanto, Aluísio aceitou prontamente ao chamado do presidente Jair Bolsonaro.  

Segundo o art. 44 da Constituição Federal de 1988, o poder Legislativo é exercido pelo Congresso Nacional, composto pela Câmara dos Deputados e do Senado Federal.  Atualmente a liderança governo no Legislativo é exercida pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO).

Deputado federal desde 2015 e reeleito em 2018, Aluísio Mendes já passou pela liderança de outros partidos, como o Podemos. “Vamos continuar o trabalho desenvolvido antes da mesma forma. Ser prestigiado pelo presidente para assumir este cargo aumenta apenas a responsabilidade de fazer sempre o melhor da melhor pelo país e pelo Maranhão”, disse.

Notas do Linhares

Miranda do Norte

Polícia Civil prende suspeito de integrar organização criminosa

Capturado em Miranda do Norte é suspeito de participar de crimes de associação e tráfico de drogas, organização criminosa e corrupção de menores

Polícia Civil prende de forma preventiva em Miranda do Norte, nesta quarta-feira (23), um suspeito de integrar organização criminosa.

O indivíduo de 28 anos é suspeito de participar de crimes de associação e tráfico de drogas, organização criminosa e corrupção de menores. Conforme a polícia, captura ocorreu na casa da mãe do homem, no bairro novo.

O suspeito foi levado ao presídio de Itapecuru Mirim e está à disposição da Justiça.

Projeto de Lei

Vereadora Karla Sarney se manifesta sobre aprovação da Zema

Projeto de Roberto Rocha trabalha para que a ZEMA auxilie que negócios no Porto do Itaqui possam fazer suas exportações sem qualquer impedimento

A vereadora Karla Sarney (PSD) se manifestou sobre o projeto de lei da Zona de Exportação do Porto do Itaqui de autoria do senador Roberto Rocha e foi favorável a ZEMA.

“A aprovação desse projeto só vai trazer melhorias para todos nós, pois irá desenvolver a industrialização do Maranhão, além de gerar vários empregos. A aprovação da Zema é um marco não só na cidade de São Luís, mas para o Brasil”, afirma a parlamentar.

Todos os dias no Complexo Portuário são exportados produtos primários e semi elaborados, como soja e minério e como a capital maranhense tem uma localização geográfica excepcional, deve facilitar o livre comércio ao melhoras as negociações com os mercados de outros países.

O projeto de lei visa transformar o Porto do Itaqui em uma das maiores exportadoras, promovendo a difusão tecnológica e diminuindo desequilíbrios regionais.