Linhares Jr.

Quem é fascista mesmo?

Comunistas começam a atacar livrarias nos EUA

Nesta semana a rede de livrarias norte-americana Powell’s foi vítima de ataques do grupo comunista de agitadores sociais Antifas. Os criminosos exigem o fim das vendas do livro Unmasked: Inside Antifa’s Radical Plan to Destroy Democracy, do jornalista Andy Ngo. O livro trata dos métodos violentos usados pela Antifa dos quais o próprio Ngo foi vítima.

gestão

Segurança alimentar deve ter destaque na gestão de Eduardo Braide

Aluísio Mendes  e Gutemberg Araújo ao lado do novo secretário, Júnior Vieira.

Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (SEMSA) deve ter destaque na gestão de Eduardo Braide (Podemos). Com o papel de promover e executar ações com fins a orientar e capacitar para uma alimentação segura e na prevenção e atendimento em saúde nutricional, a pasta foi assumida pelo secretário Júnior Vieira.
Na manhã desta segunda (11) o deputado federal Aluísio Mendes (PSC) esteve na sede da secretaria, acompanhado do vereador Dr Gutemberg (PSC), manifestando seu apoio ao novo secretário.

Aluísio reforçou a importância da secretaria que, entre outras funções, tem como meta a gestão e execução do Programa Leite na Mesa; gestão e execução do Programa de Aquisição de Alimentos; gestão do programa Peixe na Comunidade; orientação nas boas práticas de manipulação de alimentos e educação alimentar; gestão e execução da Cozinha Comunitária da Vila Cascavel; promoção de ações sobre prática de alimentação saudável; prevenção e orientação sobre distúrbios e doenças nutricionais; promoção de ações de educação alimentar à terceira idade e capacitação de vendedores ambulantes.

O deputado, que tem tido destaque na busca de recursos para o Maranhão, colocou-se à disposição do novo secretário e da gestão de Eduardo Braide para buscar projetos e recursos para o setor. “Fomos procurados pelo prefeito para ajudar na questão da segurança alimentar em São Luís. Um setor tão importante quanto a saúde e a educação. Porque a alimentação antecede uma boa saúde e uma boa educação. Coloco minha experiência como parlamentar à disposição do secretário e sei que, ao lado do Dr Gutemberg e do Junior Vieira, iremos prestar um grande serviço no setor”, disse o deputado.

Favoritismo

Erlânio Xavier já conta com 150 votos na disputa pela Famem

Aliança com Josimar de Maranhãozinho tem prejudicado Fábio Gentil e aumentado favoritismo do pedetista

Prefeitos aliados de Erlânio Xavier (PDT) garantem, nos bastidores, que o prefeito de Igarapé Grande já teria 150 votos na disputa pela Famem. O Maranhão tem 217 municípios.

O adversário do pedetista é o prefeito de Caxias, Fábio Gentil (Republicanos).

Favorito por concorrer à reeleição, Erlânio Xavier passou a conquistar a garantia de votação esmagadora após o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), alvo recente da Polícia Federal, impor e conseguir emplacar a irmã e prefeita de Zé Doca, Josinha Cunha (PL), como tesoureira na chapa de Fábio Gentil.

Segundo prefeitos ouvidos reservadamente pelo ATUAL7, os gestores temem que a ligação de Maranhãozinho e família com os cofres da Famem possa levar a PF a mirar a entidade municipalista, que ganhou maior atenção e respeito durante a gestão de Erlânio.

Por mês, a Famem arrecada cerca de meio milhão de reais.

A eleição da Famem é uma prévia da disputa de 2022, quando estará em jogo a sucessão de Flávio Dino (PCdoB) no comando do Palácio dos Leões. A corrida antecipada tem como postulantes o vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) e o senador Weverton Rocha (PDT), que apadrinham a candidatura de seus respectivos correligionários.

Dinheiro jogado fora

“Vacina Xing Ling” de Dória tem apenas 50% de eficácia

Medicamento produzido em parceria com chineses é o menos eficaz e um das mais caras do mercado

O Instituto Butantan divulgou hoje que a eficácia universal da Coronavac, produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, ficou em 50,38%. Cada dose da Coronavac custará R$ 55. Os números colocam a vacina do garoto propaganda João Dória como a mais fuleira entre todas as que devem ser disponibilizadas no mercado. Custo elevado e pior eficácia.

Para ter a sua baixa eficiência assegurada, cada pessoa deverá tomar duas doses do medicamento. Ou seja, hipoteticamente, serão gastos R$ 110 por pessoa para atingir 50% de eficiência. Isso tornará a vacina de João Dória a segunda mais cara, com valor abaixo apenas da Moderna, que tem um custo de R$ 133 e eficácia de 94%.

Se o Brasil cedesse a pressão e optasse pela Coronavac, que está mais próxima, seriam gastos cerca de R$ 23 bilhões para vacinar toda a população do país.

Pfizer/BioNTech – 95% de eficácia e custo de R$ 105

Moderna – 94% de eficácia e custo de R$ 133

Sputnik V – 91,4% de eficácia e custo de R$ 55

AstraZeneca/Oxford – 70,4% de eficácia e custo de R$ 12,39

Raiva de negros

Após ajuda do “racista” Bolsonaro, brasileiro será solto na Rússia

Imprensa esconde fato de que brasileiro preso injustamente na Rússia teve pena reduzida e deve ser solto após Jair Bolsonaro intervir e pedir clemência a presidente russo, Vladimir Putin.

Robson do Nascimento Oliveira foi condenado a 12 de prisão por ter entrado na Rússia em março de 2019 com duas caixas de Mytedom 10mg (cloridrato de metadona), substância proibida no país. Ele levava o remédio para o sogro do jogador Fernando, que à época atuava no Spartak Moscou (hoje está no Beijing Guoan) e o havia contratado para trabalhar como motorista. O motivo, considerado fútil no Brasil, e a pena chocaram a população.

Em novembro de 2020, o presidente Jair Bolsonaro interferiu no caso e enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, pedindo a soltura do motorista. Bolsonaro afirmou que ele entrou nessa situação por total desconhecimento da regra local. Um mês depois da carta de Bolsonaro, Putin afirmou que o mandatário brasileiro “expressa as melhores qualidades masculinas” e sinalizou com uma saída.

Em novo julgamento em dezembro, Robson teve sua pena reduzida para três anos. O Ministério Público local não recorreu da sentença. Tudo indica que aconteceu à mando de Putin.

Por estar preso há 21 meses, Robson poderá agora obter a liberdade em 1 ano e três meses. Dessa forma, é esperado que Robson seja solto e retorne ao Brasil em abril deste ano. Em muito graças ao “racista” que odeia negros, o tal Jair Bolsonaro.

O que escondem de você

Ford preferiu ter prejuízo de R$ 20 bilhões a continuar o Brasil

Crise na montadora acontece desde 2013 e plano de reestruturação que acontece desde 2019 atingiu todos os países. Leis trabalhistas e sistema tributário brasileiro responderão por metade dos prejuízos no mundo inteiro.

Após fechar várias unidades pelo mundo nos últimos anos e de um prejuízo de 40% com a diminuição das vendas entre 2019 e 2020, a Ford anunciou o fechamento de suas fábricas no Brasil. O programa de reestruturação da empresa fora anunciado anos atrás e, desde então, já resultou na demissão de milhares de funcionários pelo mundo inteiro e em um prejuízo que ultrapassa R$ 50 bilhões.

Devido ao sistema tributário e trabalhista brasileiro, quase metade do prejuízo global da empresa acontecerá no Brasil. O impacto negativo nas contas da empresa no país será de aproximadamente R$ 20 bilhões em despesas. Desse total, R$ 13 bilhões são relacionados a compensações, rescisões trabalhistas, acordos e outros pagamentos. Outros R$ 7 bilhões decorrem a impacto contábil.

A empresa afirmou que o impacto da pandemia de coronavírus aumentou sua ociosidade industrial em níveis considerados inaceitáveis, o que motivou a decisão para reduzir perdas.

SUPRESA?

Em janeiro de 2019, o presidente-executivo da Ford, Jim Hackett, afirmou que 2018 tinha sido “medíocre” e continuou que era “hora de enterrar o ano em um túmulo profundo, chorar o que poderia ter sido e se tornar super focado em atingir e exceder o plano deste ano”.

Naquele mesmo ano a companhia anunciou o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP). O encerramento das operações proporcionou um prejuízo de mais de R$ 2 bilhões com indenizações e contabilização de baixas de ativos.

No anúncio desta semana, a empresa anunciou que “desde a crise econômica em 2013, a Ford América do Sul acumulou perdas significativas” e que a matriz, nos Estados Unidos, estava sustentando a sucursal, “o que não é mais sustentável”, disse o comunicado.

EMPREGOS

A Ford informou que o fim das atividades irá implicar no desligamento de cerca de 5 mil empregados. Esses empregados irão receber indenizações que podem variar de R$ 28 a R$ 150 mil. Dependendo do cargo e tempo de trabalho.

Apesar de não ser noticiado, mesmo com a continuidade das operações no Uruguai e Argentina, parte dos trabalhadores nestes países também devem ser demitidos.

Lava Jato realiza operação em São Luís e em mais 4 cidades

Polícia Federal deflagrou 79ª Fase da Operação que cumpriu 11 mandados, três deles na capital maranhense

A Polícia Federal, em cooperação com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, deflagrou na manhã de hoje, (12/01), a 79ª Fase da Operação Lava Jato, denominada “VERNISSAGE”. Cerca de 70 policiais federais e 10 auditores da Receita Federal cumprem 11 mandados de Busca e Apreensão em Brasília/DF (2), São Luis do Maranhão/MA (3), Angra dos Reis (1), Rio de Janeiro (3) e em São Paulo (2).

Durante as investigações da Operação Lava Jato, foram identificadas fraudes em licitações mediante o pagamento de propina a altos executivos da Petrobras, bem como a outras empresas a ela relacionadas, como a Transpetro.

Suspeita-se que os contratos celebrados pela Transpetro com algumas empresas teriam gerado o pagamento de mais de R$12 milhões em propinas pagos a este grupo criminoso.

Após o recebimento desses valores, muitas vezes pagos em espécie, eram realizadas várias operações de lavagem de capitais para ocultar e dissimular sua origem ilícita, especialmente, através da aquisição de obras de arte e transações imobiliárias.

No caso das obras de arte, tais operações consistiam na aquisição de peças de valor expressivo com a realização de pagamento de quantias ‘por fora’, de modo que não ficassem registrados os reais valores das obras negociadas. Neste caso, tanto o comprador, quanto o vendedor emitiam notas fiscais e recibos, mas declaravam à Receita Federal valores flagrantemente menores do que aqueles efetivamente praticados nas transações.

Entre valores declarados ao Fisco e os de mercado, praticados nos leilões em Galeria de Arte, verificaram-se diferenças de 167% a 529%.

Em operação anterior, na residência do investigado, foram encontradas obras de arte que apresentavam variações significativas entre o preço de aquisição declarado e o valor de mercado, em patamares de até 1.300%.

Há indícios de crimes de corrupção, fraudes licitatórias, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Aluisio Mendes garante autonomia de prefeitos do PSC na eleição da FAMEM

Deputado federal Aluisio Mendes ao lado de prefeitos aliados

O presidente estadual do Partido Social Cristão (PSC), Aluísio Mendes, afirmou nesta quinta (7) que os prefeitos da legenda terão garantida a liberdade de voto nas eleições para a presidência da Federação Maranhense dos Municípios do Maranhão (FAMEM).

A disputa pela direção da entidade tem causado rachas em várias outras legendas. Alguns dirigentes exigem que os gestores sigam as orientações da legenda, o que tem causado embaraços entre alguns prefeitos.

Para Aluísio, que também é deputado federal, esta é uma realidade que não deve ser vivida pelos membros do PSC. “Nosso maior princípio é a garantia da democracia. Vamos conversar internamente sobre essas eleições, mas ninguém será pressionado e todos serão livres para fazer a opção que acharem melhor”, disse.

O parlamentar ainda afirmou que o papel do partido deve ser orientar os prefeitos. “Quem é eleito é o prefeito, não o partido. Aqui temos consciência disso. Nossa função é juntar forças, não agir com soberba e arrogância. Agimos aqui de forma democrática. Se a eleição afeta principalmente os prefeitos, serão eles que irão definir o caminho a seguir. Eu acredito no diálogo e irei conversar com todos para poder formar minha opinião”, disse

O grande desafio de Eduardo Braide

Vídeo

Feliz 2021!

Continuar lendo
Normal

Governo Dino mente, queima fogos com barulho e ainda divulga nas redes

Gestão comunista já havia excluído do Instagram uma publicação com comentários negativos ao anúncio de que haveria queima de fogos no Réveillon

O governo de Flávio Dino (PCdoB) iniciou 2021 com um espetáculo de desrespeito a idosos, pessoas com deficiências, enfermos, crianças e animais.

Após a Secap (Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos) excluir do Instagram uma publicação com comentários negativos ao anúncio de queima de fogos durante o Réveillon, e do secretário estadual de Cultura, Anderson Lindoso (foto, com Dino), garantir à imprensa que não questiona que os fogos seriam de “menos barulho”, a gestão comunista não apenas estourou dezenas de fogos de artifício com barulho, e alto, como ainda divulgou nas redes sociais.

No Twitter, a usuária Poliana Gatinho, mãe de um menor com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo), lamentou o descaso. Ela compartilhou um vídeo em que a criança, devido à hipersensibilidade auditiva, aparece em crise.

“A Lei Anti-fogos precisa acabar com esse sofrimento do meu João e de milhares de autistas Maranhenses. SOCORRO PODER PÚBLICO, SOCORRO SOCIEDADE”, publicou, marcando no tuite o governador Flávio Dino, o secretário Anderson Lindoso, diversas outras autoridades e profissionais de imprensa –inclusive este signatário, pai de uma criança autista também afetada com a falta de valores dos integrantes do Governo do Maranhão envolvidos com as festas de Réveillon.

Ética dos alienados

Governo francês financia destruição da Amazônia na Guiana Francesa

Emmanuel Macron aproveita alienação causada pela imprensa e histeria contra Jair Bolsonaro enquanto paga pela destruição da floresta por grandes agricultores. Denúncia foi feita por indígenas em diversas ocasiões ao longo de 2020 e passou longe do noticiário sobre a defesa do meio ambiente.

Indígenas da Guiana Francesa denunciaram ao longo de 2020 a ação do governo francês na política de desmatamento no território. Em diversas ocasiões os líderes afirmaram que Emmanuel Macron facilita a venda de terras a agricultores que, em seguida, dividem e revendem os terrenos, colocando em risco a floresta amazônica. Além de destruir a floresta, a prática também coloca em risco a vida dos indígenas.

Claudette Labonté, dirigente indígena presidente da federação Parikweneh da Guiana Francesa, afirmou em algumas ocasiões que o governo francês incentiva financeiramente os grandes fazendeiros e joga os nativos na marginalidade.

Enquanto aparece publicamente criticando a atuação e Jair Bolsonaro de incentivar o desenvolvimento econômico na região, o governo comandado por Emmanuel Macron tem investido pesado no estimulo ao desenvolvimento econômico na Guiana. Contudo, segundo os indígenas, as iniciativas de Macron estão resultando apenas na destruição da floresta.

“Os agricultores fazem pedidos de parcelas de terra, que são diferentes dos pedidos feitos pelos autóctones”, disse a líder indígena.

Claudette continuou: “Nós dependemos de uma comissão, que regulamenta as condições de concessões das terras nas quais podemos viver e suprir nossas necessidades, enquanto os agricultores dependem de uma outra comissão, diferente da nossa. Nós consideramos que há uma grande especulação sobre os terrenos, pois há muitos pedidos de terra vindos dos agricultores. Praticamente todos os meses as comissões para os fazendeiros se reúnem”.

“Nós lutamos para ter um pedaço de terra e geralmente somos bloqueados, enquanto os agricultores não encontram nenhum problema. Para eles, tudo funciona”, finalizou.