VÍRUS RESPIRATÓRIOS

Primeiro caso de Influenza H3N2 é registrado no Maranhão

O paciente, de 10 anos, do sexo masculino, recebeu atendimento em rede hospitalar particular.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) confirmou o primeiro caso de Influenza subtipo H3N2 no Maranhão, cujo caso segue sendo observado por equipes do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS).

A SES informa que o resultado da amostra coletada em 15 de dezembro foi disponibilizado nesta quarta-feira (22) e o paciente, que se trata de um menino de 10 anos, foi atendido em hospital particular com sintomas de febre, obstrução nasal e tosse, evoluiu para cura. A Secretaria de Estado de Saúde também reforçou que os municípios maranhenses já foram orientados sobre a sazonalidade e o crescimento de doenças respiratórias no Brasil, e alertados sobre a circulação de Influenza A (H3N2) e outros vírus respiratórios.

Todos os municípios do Estado também foram notificados através de uma nota da SES em conjunto com o Laboratório Central do Maranhão (Lacen), cujo laboratório encaminhou amostra do caso para sequenciamento genético no laboratório de referência, o Instituto Evandro Chagas, no Pará, para confirmação da linhagem Darwin.

A Secretaria de Estado de Saúde esclarece para a população que o paciente deve procurar atendimento na unidade de saúde de referência municipal em caso de sintomas gripais.

Programa Casa Verde e Amarela

Ministro Rogério Marinho garante 3 mil moradias em vinda a São Luís

Titular do Ministério do Desenvolvimento Regional foi recebido por Eduardo Braide e assinou de termo de retomada de obras paralisadas desde 2019.

Nesta quarta-feira (22), o ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, compareceu em São Luís para realizar, junto ao prefeito da capital, a assinatura de termo de retomada das obras de construção dos residenciais Mato Grosso I e II.

No total, serão disponibilizadas 3 mil habitações que irão amparar mais de 12 mil pessoas, cujo empreendimento do Governo Federal faz parte do programa Casa Verde e Amarela que integra o Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU) e dispõe de recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

“Este é um dos maiores conjuntos residenciais de interesse social com obras paralisadas no Maranhão. Pelo nível de deterioração dos imóveis estimamos que teremos que refazer de 30% a 40% das intervenções de engenharia para que elas possam ser entregues. Garanto que tudo será concluído dentro do novo prazo e que os recursos necessários para a conclusão do projeto estão assegurados”, afirmou o ministro Rogério Marinho.

A estimativa é que o conjunto habitacional seja disponibilizado à população ludovicense em até 18 meses. As obras serão finalizadas em três etapas e ao todo serão investidos R$ 254 milhões. A partir da assinatura do Termo de Retomada ocorrida nesta quarta-feira (22), a primeira e a segunda etapa compreenderão 1.350 moradias, enquanto que a terceira compreende o encerramento da construção de 300 moradias.

Além disso, o projeto conta com a construção de três creches, uma unidade básica de saúde, uma escola e conta, também, com áreas institucionais destinadas ao município de São Luís para a construção de equipamentos públicos necessários para atender as demandas da comunidade.

“Estamos retomando hoje não apenas a construção destas residências, mas o sonho de mais de milhares de famílias de São Luís que não têm casa própria. A construção destas unidades habitacionais foi paralisada, por isso, teremos que fazer uma série de intervenções para que elas fiquem em condições dignas de receber os futuros moradores. Além das casas, será entregue toda a infraestrutura necessária de transporte, creches, escola, unidade de saúde e outros serviços públicos. Enquanto as obras são finalizadas, faremos o cadastro e sorteio das famílias para que elas possam se mudar o mais breve possível”, disse o prefeito Eduardo Braide.

Estiveram presentes no ato de assinatura a vice-prefeita de São Luís, Esmênia Miranda; o senador Roberto Rocha (PSDB); os deputados federais Edilázio Júnior (PSD) e Gil Cutrim (Republicanos); os vereadores Gutemberg Araújo (PSC), Marcial Lima (Podemos), Ribeiro Neto (PMN) e Chaguinhas (Podemos) e secretários municipais, dentre eles, Bruno Costa, secretário de Urbanismo e Habitação de São Luís.

Também estiveram presentes no evento que garantiu a retomada das obras, o superintendente nacional de Habitação da Caixa Econômica Federal, Alexandre Cardoso; o secretário nacional de Habitação, Alfredo Santos; o superintendente de Patrimônio da União no Maranhão, Coronel Monteiro; a representante da LN Incorporação, Taís Carvalho e o presidente do Sinduscom-MA, Fábio Nahuz.

Mediante a retomada das obras, a Prefeitura de São Luís fará o cadastramento e posterior sorteio das famílias que serão contempladas pelo programa para aquisição do imóvel. As famílias beneficiadas com a moradia própria pagarão o financiamento de responsabilidade da Caixa Econômica Federal, cujo valor de prestação ficará entre R$ 80,00 e R$ 270,00, em conformidade com a renda familiar mensal, atendendo famílias com renda de zero a R$1.800,00.

2022

Pesquisas mostram crescimento de pré-candidatura de Simplício Araújo

Secretário já pontua 7% no geral e lidera em duas regiões

Pesquisas realizadas em 120 municípios do Maranhão mostram que o Secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, tem melhorado seu desempenho para as eleições do ano que vem. Especialmente nas maiores cidades do Maranhão como São Luís, Timon, Coroatá, Codó, Buriticupu e nas regiões do Mearim e Médio Mearim.

Simplício Araújo já supera até mesmo a ex-governadora Roseana Sarney em algumas cidades destas regiões. Em um cenário sem Roseana, ele fica em segundo lugar com 7,5 % em todo o estado do Maranhão. Quem aparece liderando nesse cenário é do Senador Weverton, com 9%, o vice-governador Carlos Brandão tem 5,5%, Edvaldo 4%, Lahesio 3%, Roberto Rocha 2%, Josimar 2%, Felipe Camarão 0,5%, Nenhum deles 2%, Não sabem não respondem 64,5%.

Com menos de 6 meses de pré candidatura, Simplicio Araújo tem ótima avaliação entre os que conhecem todos os candidatos, portando “ele melhor possibilidade de crescimento na opinião popular, uma vez que existem pré candidaturas lançadas a dois anos que não conseguem passar do patamar alcançado ou tem alta rejeição por parte da população. O grande índice de pessoas indecisas também podem favorecer o pré candidato do Solidariedade, pois entre os pré candidatos ele ainda é pouco conhecido é o Solidariedade aposta no histórico de resultados de Simplício com deputado federal e secretário de Indústria, Comércio e Energia, principalmente durante o combate à Pandemia” disse Saulo Giovani, Secretário Geral do Solidariedade.

Para Simplício “a hora ainda é de trabalho e solidariedade para com as pessoas e o maranhão, mesmo satisfeito com os números da pesquisa, quero continuar trabalhando até o último momento por mais empregos, crescimento econômico e alimentos para quem precisa, é com isso que a população, esses quase 70 por cento que não respondem as pesquisas, está preocupada nesse momento. Política é na hora da política” disse o pré candidato a governador do Maranhão.

Eleições

Vitória da extrema esquerda causa forte queda do peso e da bolsa no Chile

Economia do país sofreu forte impacto após a vitória de Gabriel Boric

O resultado das eleições à presidência do Chile no último domingo (19) garantiu a vitória do candidato Gabriel Boric. Após o anúncio do esquerdista eleito, dois indicadores da economia nacional sofreram forte queda e mostram que o pior está por vir.

O peso chegou a cair 3%, para a mínima em 21 meses de 871,46 por dólar no início do pregão. A perda da moeda aumentou neste ano para 18,2%. O índice da Bolsa de Santiago caiu 5% na abertura.

Os chilenos compareceram em massa para votar no domingo, com mais de 8,3 milhões de votos, a maior participação desde o retorno da democracia em 1990.

Boric, obteve 56% dos votos, enquanto o conservador José Antonio Kast obteve 44% em um segundo turno.

O esquerdista concorreu como candidato de coalizão Apruebo Dignidad, que incluía vários partidos de esquerda, incluindo o Partido Comunista.

INFAME

Deputados concedem título de cidadão maranhense a um trapaceiro

Nelsinho Piquet protagonizou o maior escândalo de trapaça da Fórmula 1 na história. A fraude ajudou indiretamente na perda do título por Felipe Massa em 2008. Banido do esporte, Nelsinho também já foi acusado de poluir Lençóis Maranhenses

Por inciativa do deputado estadual Duarte Jr (PSB) a Assembleia Legislativa do Maranhão concedeu o título de cidadão maranhense ao ex-piloto Nelsinho Piquet. O “homenageado” foi protagonista do maior escândalo da história da Fórmula 1.

Nelsinho Nelson Ângelo Piquet, conhecido como Nelsinho Piquet, foi condecorado pela Assembleia Legislativa do Maranhão, em sessão solene realizada na última sexta (17), com o título de ‘Cidadão Maranhense’. A homenagem foi outorgada por meio do Projeto de Resolução Legislativa 21/2021, de autoria do deputado Duarte Jr.

Nelsinho é filho do tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Pìquet. Contudo, sua fama na categoria é derivada da maior pilantragem em sua história.

INFAME

Em 28 de setembro de 2008 Nelsinho Piquet entrou para a história da Fórmula 1 como um dos maiores patifes do esporte. A corrida marcou a primeira disputa noturna da categoria e marcou a 800ª corrida. No meio da prova, Nelsinho Piquet provocou propositadamente um acidente para tentar roubar o resultado para a sua equipe, a Renault. Os desdobramentos da manobra ajudaram Fernando Alonso, companheiro de Nelsinho, a vencer a corrida.

A canalhice de Nelsinho prejudicou indiretamente o também brasileiro Felipe Massa de ganhar um título mundial. Naquele ano, o piloto disputava o título. Com a entrada do safety car causada pela manobra, a Ferrari teve dificuldades e Massa, que liderou a corrida, sequer pontuou e teve suas chances de título dificultadas pelo compatriota.

A tramoia de Piquet foi tornada pública em 2009 em mais um ato de mau-caratismo do ex-piloto. Por deficiência técnica, Piquet foi demitido em meio às férias da temporada. Como ato de vingança, Nelsinho expôs o escândalo.

O piloto foi poupado de punições por ter delatado o escândalo. Apesar disso, ninguém nunca mais voltou a contratar o trapaceiro traidor e ele hamais voltou à F1.

APRONTANDO NO MARANHÃO

Mas, as peripécias de Piquet não se resumem ao título de maior trapaceiro na F1. No réveillon de 2019, o ex-piloto de F1 foi autuado invadir área não permitida do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Ele e amigos protagonizaram uma espécie de expedição proibida. A autuação foi realizada pelo ICMBio.

Piquet ficou famoso na região ao construir a chamada “Casa Lençóis”. O lugar é uma espécie de resort de luxo particular que fere diversas regras de preservação ambiental. Entre as supostas irregularidades, estão o consumo de bebida alcoólica e a presença de animais de estimação e até de um helicóptero pousado no espaço conhecido – e preservado – pelas grandes dunas de areia branca.

Após o escândalo e exposição nas redes sociais, Piquet apagou várias fotos que evidenciavam o desrespeito às normas ambientais.

Nenhum deputado criticou, lembrou ou questionou a concessão de um título tão importante a alguém tão infame.

Simplício Araújo cobra Plano Diretor para São Luís

Secretário de Indústria e Comércio afirma que falta do plano impede novas vagas de emprego e novos investimentos na capital

O Secretário de Indústria, Comércio e Energia e pré-candidato a governador Simplício Araújo lidera solitariamente a campanha pela aprovação do plano diretor de São Luís e fez duras críticas ao posicionamento da Prefeitura que finaliza um ano de mandato “ignorando completamente o desenvolvimento da capital São Luís”.

Para Simplício, a ausência do plano prejudica a todos os habitantes de São Luís, “perde todo mundo, os pequenos que precisam regularizar seus imóveis e receber benefícios nos bairros ou ocupações sociais, como o bairro São Raimundo que no ano diretor ainda é zona rural. Bairros que estão sendo abandonados pela população como monte castelo, São Francisco, olho d’água e que não podem ser usados para fins comerciais ou para receber prédios habitacionais”

Simplício Araújo disse que São Luís podia ter recebido bilhões de reais nos últimos anos, “a insegurança afasta os empreendimentos, levando bilhões de reais para outros estados e impedindo a geração de empregos, o Prefeito está prejudicando o desenvolvimento e a geração de empregos em São Luís ao ignorar completamente o plano diretor” disse ele.

Nos últimos dias a cidade de São José de Ribamar deu um grande passo ao liberar a construção de prédios de 30 andares na cidade. Simplício diz que “em São Luís o aumento do gabarito é apenas um dos entraves do plano, a regularização de diversos bairros, atualização da poligonal das zonas industriais e rural, de áreas de preservação, definição de corredores de escoamento de trânsito e tantos outros problemas travam empréstimos nos bancos, valorização de áreas privadas, atração de empresas, travando empregos e tornando a capital um município atrasado e não atrativo”.

Determinação eleitoral

Eleições 2022: TSE aprova a federação partidária em resolução

Com as novas regras, dois ou mais partidos poderão se unirem em uma federação partidária para atuarem como uma só agremiação política nas eleições e na legislatura.

Uma resolução sobre a escolha e o registro das candidaturas para as eleições de 2022 foi aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com as novas regras, dois ou mais partidos poderão se unir em uma federação partidária, por um período mínimo de quatro anos, para atuarem como uma só agremiação política nas eleições e na legislatura.

No mínimo seis meses antes do primeiro turno, o partido deve ter o registro do estatuto apresentado no TSE para participar das eleições, com a obrigatoriedade de possuir um diretório formado.

Porém às coligações poderão ser articuladas apenas para as eleições majoritárias: como para a Presidência da República, aos governos estaduais e ao Senado Federal. Em 2022 será a primeira vez das eleições gerais com a nova regra.

Aliança

Lula e Alckmin promovem jantar em restaurante de luxo em São Paulo

O “Jantar pela Democracia” marcou o primeiro encontro dos políticos desde que começaram a negociar uma aliança para disputar as eleições de 2022.

Na noite do último domingo (19) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) se reuniram publicamente no restaurante Figueira Rubaiyat, no Jardim Paulista. Organizado pelo Prerrogativas, grupo de advogados antilavajatistas, o “Jantar pela Democracia” marcou o primeiro encontro dos políticos desde que começaram a negociar uma aliança para disputar as eleições de 2022. O evento reuniu cerca de 500 convidados, incluindo governadores, presidentes de partidos.

Alckmin recentemente saiu do PSDB, partido que fundou, e tem sido apontado como possível candidato a vice-presidente na chapa petista. Na semana passada, o Datafolha divulgou uma pesquisa que mostra o ex-tucano é o nome preferido pelos paulistas para o governo estadual. Ele já recebeu convites para filiação ao PSD e ao Solidariedade, mas estuda entrar para o PSB, partido que recentemente acolheu o governador do Maranhão Flávio Dino e o deputado federal Marcelo Freixo.

Vídeo

Lula vence já no 1º turno?

BORA RESOLVER?

Procon/MA acusado de aplicar golpe em funcionários do “Dívida Zero”

Contratados para auxiliar no programa foram demitidos sem justificativa e até hoje não receberam pagamento pelo trabalho.

Profissionais que trabalharam no programa Dívida Zero denunciaram ao Blog do Linhares um golpe impetrado pelo Procon/MA. Segundo eles, a entidade contratou dezenas de pessoas para fazer atendimento no programa e depois foram demitidas sumariamente sem explicações. “São dezenas de pessoas eu prestaram atendimento no Shopping Pátio Norte que foram demitidas e não receberam salário”, explicou um dos denunciantes.

O Programa Dívida Zero foi amplamente divulgado como solução para o endividamento da população. O próprio governador participou da abertura do programa no início de setembro. A ação foi amplamente divulgada pelo deputado estadual Duarte Jr (PSB), ex-presidente da entidade e já conhecido por fazer veicular sua imagem ao Procon indiscriminadamente.

Segundo as denúncias, em meados de outubro foram iniciadas as demissões dos funcionários contratados para trabalhar no atendimento. “A justificativa foi a greve de ônibus. Começaram a demitir todo mundo e não pagaram”, disse o denunciante.

Também foram apresentadas várias conversas de telefone em que os funcionários cobram pelos salários e recebem negativos de funcionários identificados como membros da diretoria da entidade.

VÍDEO

Roubalheira no ENEM ajuda a entender oposição a Bolsonaro

Dilúvio no Brasil

Bolsonaro deve liberar R$ 5,8 mi para socorrer cidades atingidas por enchentes

O temporal que atingiu as regiões dos estados da Bahia e Minas Gerais deixou, até agora, mais de 27.000 desalojados.

Durante discurso com empresários, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), nesta quarta (15), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que, no máximo, em 5 dias úteis será liberado os 5,8 milhões para socorrer os moradores das cidades de Bahia e Minas Gerais que foram antigos por enchentes.

O temporal que atingiu a regiões dos dois estados deixou, até agora, 18.130 desalojados na Bahia, e 9.612 em Minas. Os números crescem a cada dia. Ao todo, mais 55 mil pessoas deixaram suas casas.

A Caixa vai liberar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade em regiões da Bahia e Minas atingidas pelas enchentes. Porém, para que isso seja possível, é necessário os municípios decretem estado de calamidade e o Ministério do Desenvolvimento Regional reconheça a situação por meio de portaria.

RESISTÊNCIA

Polícia Civil do Maranhão organiza manifestação contra o Governo Flávio Dino

Policiais repudiaram reajuste salarial defasado e concedido após sete anos de mandato pelo governador

A diretoria da Polícia Civil do Maranhão irá realizar nesta sexta (17), uma manifestação contra o Governo Flávio Dino. A razão do protesto é o reajuste concedido pelo governador após sete anos, considerado insuficiente pela categoria.

Segundo informações, o diretor da instituição disse que foi traído pelo Secretário de Segurança, Jefferson Portela, e afirmou que haverá convocação de uma Assembleia Geral para discutir a situação.

Para os policiais civis, o governo está se utilizando de propaganda enganosa para afirmar que teve o maior aumento do profissionalismo público do Brasil.

Por essa razão, o Sindicato dos Policiais civis do Maranhão publicou uma nota, que repudia o governo do Maranhão, com a desvalorização da categoria e a destinação de apenas 8% para os profissionais, levando em consideração aos 7 anos sem qualquer aumento.

Os policiais divulgaram uma nota de repúdio contra o governador.

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão vêm a público repudiar a destinação, perpetrada pelo Governador do Maranhão Flávio Dino, de incompreensíveis 8% aos vencimentos dos policiais civis. Acrescenta-se que o Governador, de forma humilhante e degradante, parcelou referido percentual em duas vezes, fevereiro e Março.

A destinação desse percentual é desrespeitoso e revoltante, levando-se em consideração o longo período, mais de 07 anos sem qualquer tipo de aumento, somada a arrecadação da Polícia Civil de mais de R$ 350.000.000,00 (trezentos e cinquenta milhões de reais) aos cofres públicos.

Vale frisar, o desrespeito as viúvas e órfãos de policiais civis que perderam suas vidas durante o enfrentamento da pandemia do COVID e que tiveram que amargar em suas pensões o humilhante percentual de 8%.

O discurso de democracia do Governador não prevaleceu na destinação do percentual de 8%, principalmente porque este Sindicato esgotou todas as vias diplomáticas de negociação, de forma ordeira e honesta, sem que tivesse ouvido do Governador qualquer manifestação, em claro tom totalitário.

Esperava-se que o Governador, que entoa o discurso de justiça e igualdade, tivesse a dignidade e bom senso de reconhecer a importância da polícia civil, concedendo à classe um aumento justo, que ao menos contemplasse a perda inflacionária desse longo período.

Por fim, em nenhuma outra profissão, os profissionais expõem de suas vidas e de suas famílias, em prol da defesa e proteção das demais, isso não nos faz mais importantes, porém, ressalta o sacerdócio de nossas atividades.

Klinger Lima de Moura Filho
Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão

caiu a máscara

Ciro Gomes envolvido em escândalo de corrupção no Ceará

Ex-governador foi alvo de operação da Polícia Federal que investiga desvios de recursos públicos e pagamento de propinas de R$ 11 milhões

O desvio de recursos do estádio Castelão, em Fortaleza (CE), foi alvo de operação da Polícia Federal deflagrou nesta quarta (15). No centro do escândalo estão o ex-governador Ciro Gomes (PDT) e seu irmão, o senador Cid Gomes (PDT-CE).

A Operação Batizada “Colosseum” cumpriu 14 mandados de busca e apreensão. Eles ocorreram em endereços de Fortaleza, Meruoca, Juazeiro do Norte (CE), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e São Luís (MA). Além das buscas, também foram autorizadas a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático de Ciro e Cid.

A ação é decorrente de procedimento de licitação para obras no estádio Castelão, em Fortaleza (CE), durante os anos de 2010 e 2013.

Como era esperado, Ciro Gomes usou as redes sociais para culpar o presidente Jair Bolsonaro echamou a ação de “abusiva”. Detalhe: as investigações foram iniciadas em 2017, dois anos antes do presidente assumir.

“Até esta manhã, eu imaginava que vivíamos, mesmo com todas imperfeições, em um pais democrático”, escreveu Ciro.

“O braço do estado policialesco de Bolsonaro, que trata opositores como inimigos a serem destruídos fisicamente, levanta-se novamente contra mim”, complementou.

Indícios apontam o pagamento de R$ 11 milhões em propinas diretamente em dinheiro ou disfarçadas de doações eleitorais, com emissões de notas fiscais fraudulentas por empresas fantasmas, para beneficiar a empresa Galvão Engenharia no processo licitatório da Arena Castelão.

Avanço

Governo Federal repassa ao Maranhão R$ 4,1 milhões para conclusão de obras de saneamento básico.

O Governo Federal também vai dar continuidade em obras de saneamento básico no Distrito Federal e em 18 estados do país, com repasse de mais de 150 milhões de reais

O Governo Federal vai repassar ao Maranhão mais de R$ 4 milhões para conclusão de duas obras de saneamento básico em São Luís e Itapecuru Mirim. No total, mais de 7 mil empregos serão gerados e mais 35 mil famílias serão beneficiadas.

Na capital maranhese, São Luís, os recursos serão destinados às obras dos sistemas de esgotamento sanitário Anil, Vinhais e São Francisco.

O repasse também será empregado na ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade de Itapecuru Mirim.

O Governo Federal também vai dar continuidade em obras de saneamento básico no Distrito Federal e em 18 estados do país, com repasse de mais de 150 milhões de reais.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destaca que concluir as obras em andamento é uma prioridade do Governo Federal.
Ele também ressaltou a importância de se investir em saneamento básico.

“Nós sabemos o benefício que o tratamento de água, de esgotos, a canalização adequada dos córregos propicia às cidades. Então, nós estamos fazendo todo o esforço para que não haja nenhuma interrupção do cronograma físico-financeiro dessas obras. Desde a nossa chegada aqui, por orientação do presidente, não tem faltado recursos e nós esperamos brevemente estar concluindo essas obras e que elas sirvam à população”, finalizou.