Notícias
SOLIDARIEDADE

Ministério Público realiza campanha de doação para o Dia das Crianças

Doações podem ser feitas até 6 de outubro

O Ministério Público do Maranhão está realizando a Campanha Dia das Crianças com o objetivo de arrecadar brinquedos, livros infantis, revistas em quadrinhos e alimentos não perecíveis para serem doados a esse público.

As doações podem ser feitas, até o dia 6 de outubro, na Procuradoria-Geral de Justiça, nas sedes das Promotorias de Justiça de Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e São Luís, Centro Cultural do MPMA, Coordenadoria da Infância e Juventude do TJMA e na sede da Maçonaria.

A mobilização é coordenada pelo Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude do MPMA, em parceria com a Associação do Ministério Público do Estado do Maranhão (Ampem), Coordenadoria da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça e Maçonaria.

ELEIÇÕES 2022

Candidato bolsonarista a prefeito de São Luís disputa vaga na Câmara Federal

Silvio Antônio (PL) integra a lista dos candidatos bolsonaristas no Maranhão que acompanham o presidente desde sua primeira eleição em 2018

O administrador de empresas e pastor, Silvio Antonio (PL), é um dos candidatos bolsonaristas que disputam vaga na Câmara Federal nas eleições deste ano. Silvio Antonio possui boa relação com o presidente Jair Boslonaro e caminha ao lado do presidente deste as eleições de 2018. Dois anos depois, o pastor teve o apoio de Bolsonaro para disputar as eleições de São Luís.

CONSERVADOR

Desde as eleições de 2018 o pastor (2228) levanta a bandeira bolsonarista no Maranhão. Quando a chegada de Bolsonaro à presidência por Jair Bolsonaro ainda era um sonho de seus entusiastas e apoiadores, e vista como quase impossível pelos políticos e população maranhenses, Silvio Antonio decidiu filiar-se ao PSL (ex-partido de Bolsonaro) e disputar uma vaga na Câmara Federal.

A votação, apesar de surpreendente, não foi o suficiente para garantir a vaga. Contudo, os quase 24 mil votos consolidaram o pastor como o bolsonarista mais votado no estado naquelas eleições.

Dois anos depois, Silvio Antonio acompanhou o presidente e decidiu sair do PSL. Ingressando no partido do vice-presidente Hamilton Mourão, agora como candidato a prefeito nas eleições de 2020 pelo PRTB.

Mesmo sem tempo de televisão e disputando praticamente sozinho, Silvio Antonio terminou a eleição em 6º lugar. Ficando a frente de nomes com estruturas bem maiores, como o jornalista Jeisael Marx (REDE) e o deputado federal Yglesio Moyses (PROS).

PROPOSTAS

Nas eleições deste ano, Silvio tem se destacado como o candidato que mais defende em sua propaganda os valores cristãos de defesa da família e religião. “Hoje os valores cristão estão sendo ameaçados, e precisamos de homens e mulheres que enfrentem esta batalha”, diz.

ELEIÇÕES 2022

FRACASSO ECONÔMICO

Pedidos de hipotecas crescem nos EUA; taxa é a mais alta desde 2008

Enquanto Brasil desponta e recebe elogios por política econômica no cenário mundial, ações do esquerdista Joe Biden tem levado os EUA a um de seus piores momentos econômicos em toda a história.

Os pedidos de hipotecas aumentaram 3,8% nos Estados Unidos na semana encerrada em 16 de setembro ante a semana anterior, informou nesta quarta-feira Mortgage Bankers Association (MBA).

“As taxas de hipotecas seguiram o exemplo na semana passada, aumentando em todos os níveis, com a taxa fixa de 30 anos saltando 24 pontos base, para 6,25% – a mais alta desde outubro de 2008”, disse Joel Kan, vice-presidente associado de previsão econômica e industrial da MBA.

“Assim como as oscilações nas taxas e outras incertezas em torno do mercado imobiliário e da economia em geral, os pedidos de hipoteca aumentaram pela primeira vez em seis semanas, mas permaneceram bem abaixo dos níveis do ano passado, com pedidos de compra 30% mais baixos e atividade de refinanciamento 83%”, afirmou Kan.

A Reuters lembra que o aumento das taxas de hipotecas está pesando cada vez mais no setor habitacional, que é bastante sensível às taxas de juros, à medida que o Federal Reserve pressiona agressivamente os custos de empréstimos para domar a alta inflação.

CRISE NA SEGURANÇA PÚBLICA

Aliado acusa Brandão de promover miliciano a coronel na PM

Deputado estadual Rafael (PSB) afirmou que coronel Hornnan Schnneyder, promovido a coronel por Carlos Brandão, possui processos por envolvimento com milícias. Situação que deveria impedir ação do governador.

A crise na Segurança Pública nas gestões Flávio Dino e Brandão ganhou força nas últimas semanas. As suspeitas de que o propinoduto na Secretaria de Educação que culminou com o assassinato de João Bosco Pereira Oliveira Sobrinho esteja sendo acobertada pela Secretaria de Segurança e Ministério Público agora somam-se a denúncias de influência política na Polícia Militar do Maranhão. O deputado estadual, e candidato à reeleição Rafael, ex-líder do Governo Flavio Dino, acusou o governo de nomear Hornnan Schnneyder Almeida Silva ao posto de coronel mesmo contra as regras da corporação. “A gente sabe que o coronel responde a vários processos administrativos e que classifica como prática de milícia”.

A fala do deputado é corroborada por documentos internos da Polícia Militar do Estado do Maranhão comprovam que a promoção de Hornnan Schnneyder Almeida Silva ao posto de coronel pelo governador Carlos Brandão foi ilegal. O nome de Schnneyder consta em uma lista sigilosa da Polícia Militar de policiais não habilitados ao recebimento da promoção. Mesmo assim, o governador optou pela nomeação.

A atuação de Schnneyder nas redes sociais evidencia vínculo político estreito com o governador e pode justificar a nomeação ilegal. A ilicitude aconteceu sob o silêncio do Ministério Público e da própria cúpula da Polícia Militar.

No mês passado o assassinato de João Bosco Pereira Oliveira em São Luís reiterou as suspeitas de uma máfia dentro da Segurança Pública voltada, não só para nomeação política de aliados para militância nas corporações, mas de um sistema que age para encobertar e abafar crimes promovidos por agentes públicos dentro da estrutura governamental do estado nas gestões de Flávio Dino e Carlos Brandão.

Situação que incomoda até mesmo os aliados mais próximos.

ELEIÇÕES 2022

Ciro Gomes chama PT de partido de ladrões em entrevista

Candidato também fez críticas duríssimas contra o ex-presidiário Lula durante entrevista

Ciro Gomes (PDT) voltou a acusar o PT de ser um partido corrupto. As novas declarações de Ciro aconteceram no Programa do Ratinho, durante entrevista, nesta segunda (19 de setembro). Além de falar sobre o PT, o pedetista voltou a criticar o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“O PT, se você deixar, bate sua carteira e vira organização criminosa. Tem exceções? Tem, mas por isso que me afastei para nunca mais chegar perto dessa gente, o mal que o Lula tem feito ao Brasil é muito extenso”, disse Ciro Gomes.

“O povo brasileiro, indignado com o mais devastador escândalo de corrupção e com a mais grave crise econômica da nossa história, elegeu Bolsonaro. Será que é razoável agora, decepcionado com Bolsonaro, votar no Lula, um dos maiores responsáveis por essa tragédia? Precisamos desarmar essa bomba!”, afirmou o candidato.

ELEIÇÕES 2022

Lula é o candidato que mais recebeu recursos públicos na campanha

Petista já recebeu mais de R$ 89 milhões para gastar nas eleições. Recursos representam seis vezes o valor que o presidente Jair Bolsonaro deve usar, R$ 15 milhões

O ex-presidente Lula (PT) já declarou ter recebido mais de R$ 89 milhões de recursos públicos para a campanha. Originários de recursos partidários do PT e PSB, o montante gasto pelo petista é quase a soma de todos os outros recursos que serão gastos por todos os outros quatro principais candidatos. No outro lado da ponta está Jair Bolsonaro (PL), o candidato que menos recebeu recursos públicos entre os cinco principais que disputam a Presidência da República das eleições de 2022.

Até agora, os cinco candidatos receberam R$ 195.397.977,92 (cento e noventa e cinco milhões, trezentos e noventa e sete mil, novecentos e setenta e sete reais e noventa e dois centavos). Os dados estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A maioria absoluta destes recursos é proveniente dos cofres públicos repassado aos candidatos pelos partidos. O limite de gastos autorizado pelo Tribunal no primeiro turno é R$88.944.030,80.

Veja o quanto cada candidato recebeu até agora:

Lula – R$ 89.143.207,18

Simone Tebet – R$ 36.500.000,00

Ciro Gomes – R$ 32.000.000,00

Soraya Thronicke – R$ 22.109.296,72

Jair Bolsonaro R$ 15.645.480,02

Os gastos dos candidatos se concentram na internet. O Facebook tem o maior faturamento com os candidatos até o momento: próximo de R$ 40 milhões. O segundo lugar é do Google: R$ 26 milhões, aproximadamente. Lula também libera nos gastos com o Google: por volta de R$ 2 milhões. Simone Tebet gastou praticamente o mesmo valor com o Facebook, ficando no topo de despesas com a empresa de Mark Zuckerberg.

DEPUTADO ATUANTE

Aluísio Mendes recebe prêmio de melhor deputado federal pela 2ª vez

Membro da bancada maranhense, Mendes foi um dos responsáveis pelos fins dos saidões de presos. Como vice-líder do governo Bolsonaro, ajudou a articular o Auxílio Emergencial e garantiu milhões em recursos para o Maranhão durante a pandemia.

O deputado federal Aluísio Mendes (PSC) foi eleito pelo site Ranking dos Políticos como o melhor deputado federal da bancada maranhense na atual legislatura. O deputado já havia recebido prêmio semelhante no ano passado. “É uma honra receber este título e mais do que isso, de retribuir a confiança da população maranhense com trabalho e dedicação”, disse o deputado. Nas eleições deste ano ele concorre à reeleição.

O Ranking dos Políticos é uma das mais completas ferramentas de classificação e comparação de membros do Congresso Nacional do Brasil. A colocação dos parlamentares é definida de acordo com os dados sobre produtividade, gastos, assiduidade, fidelidade partidária e processos judiciais.

DESTAQUE

Aluísio Mendes é um dos poucos parlamentares do país que consegue equilibrar atuação em relação a questões nacionais e trabalho regional. Durante a pandemia, Mendes foi decisivo no envio de recursos para vários municípios no combate ao Covid-19.

Também é de autoria do deputado a destinação de emendas para o 1º hospital veterinário público de São Luís. Mendes ainda foi autor de um substitutivo em que o Fundo de Desenvolvimento das Comunidades Carentes e Quilombolas de Alcântara (FDCCQA) garante uma compensação temporária, de um salário mínimo, às comunidades que sofrerem restrição territorial e marítima durante as atividades de lançamento de foguetes.

Nacionalmente, Aluísio foi um dos deputados que esteve à frente da criação do Auxílio Emergencial. Recentemente, ele teve atuação decisiva na aprovação de Pacote Contra a Violência que incluiu projetos que acabam com saídas temporárias de presos, combatem novo cangaço e aumentam penas para roubos e furtos em calamidades públicas.

O trabalho do parlamentar, inclusive, já tem repercussão internacional. Aluísio foi condecorado com a Ordem de Bernardo O’Higgins após seu trabalho como relator do Acordo de Livre Comércio (ALC). O título é a mais alta honraria civil do governo chileno.

ELE NÃO ERA O BONZÃO?

Flávio Dino falta a todos os debates da campanha e evita adversários

Sempre aguerrido e corajoso nas redes sociais, comunista não compareceu a nenhum debate. Ausências tiram do povo a condição de comparar os candidatos

Na noite desta quinta (15 de setembro), o ex-governador Flávio Dino (PSB) faltou ao debate promovido pelo Portal Imirante. Sempre aguerrido e corajoso nas redes sociais, o comunista não compareceu a nenhum dos debates promovidos por rádios, televisões e sites para contrapor os candidatos que disputam uma vaga para o Senado no Maranhão. Já foram quatro faltas até agora.  

Segundo participantes ouvidos pelo blog, Flávio Dino tem medo de ter de prestar contas de sua gestão ao povo. Horas antes do debate, o senador Roberto Rocha (PTB) intimou o ex-governador. “Vista uma calça e venha debater, rapaz”, disse em entrevista antes do debate da Difusora.

CORAGEM VIRTUAL

Antes da campanha começar eram esperados embates severos entre o senador Roberto Rocha e o comunista Flávio Dino. A expectativa era baseada no fato dos dois terem sido aliados nas eleições de 2014 e agora grandes adversários. Além disso, o comportamento de Flávio Dino e Rocha nas redes sociais também indicava a possibilidade de debates quentes. Ocorre que, com a chegada das eleições, o comunista parece não ter o mesmo ímpeto na realidade que demonstra no ambiente virtual. Perde a população que não terá a chance de comparar os candidatos.

SILÊNCIO FEMINISTA

PCC sequestra e mata mulher que se recusou a beijar traficante em festa

Extermínio de mulheres de periferia por facções cresce enquanto entidades de “defesa dos direitos das mulheres” e feministas silenciam. Se for traficante e não tiver uso político, não é feminicídio?

Auxiliado pelo silêncio de entidades de defesa dos direitos das mulheres e feministas, o massacre de mulheres por traficantes em todo o país segue descontrolado. Uma das últimas vítimas foi uma mulher assassinada por se negar a beijar um traficante do PCC em um bar no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo.

Karina Bezerra foi sequestrada após ser assediada em um bar em 14 de agosto. Mantida em cárcere privado, ela foi resgatada por policiais militares horas depois. Antes de ser assassinada, a vítima relatou o que aconteceu em depoimento à Polícia Civil e ficou escondida em Taboão da Serra, na Grande São Paulo. Mesmo assim, seu paradeiro foi descoberto por membros do PCC que a assassinaram e ocultaram seu cadáver.

Após as investigações, 3 pessoas foram presas em flagrante na quarta (14 de setembro) pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Elas foram indiciadas por tráfico, associação para o tráfico e porte ilegal de arma. Os agentes da PC encontraram no local um revólver calibre 38 e apreenderam drogas, como crack, cocaína, maconha e lança-perfume.

Entre os presos, estava Brendon Soares, 27, apontado pelos investigadores como suspeito de ser o responsável pelo “tribunal do crime” do PCC na favela.

De acordo com a polícia, ele admitiu envolvimento no assassinato de Karina, mas não deu informações sobre o paradeiro do corpo.

DESAPROVADOS PELO POVO

Apenas 24% dos brasileiros aprovam trabalho do STF

Ativismo judicial e intromissão constante em todos os setores da sociedade por atuais ministros desgasta imagem da suprema corte brasileira junto à população

Pesquisa encomendada pelo PoderData e publicada nesta sexta (16 de setembro) mostra que apenas 24% dos brasileiros aprovam o trabalho dos ministros do STF. O número reforça o clima de insatisfação com o desempenho de ministros.

Ainda segundo a pesquisa, 46% o consideram como ruim ou péssimo. Outros 23% caracterizam consideram o trabalho como regular e 7% dos entrevistados não souberam responder.

O levantamento foi realizado entre os dias 11 e 13 de setembro de 2022 e ouviu 3.500 pessoas por ligações telefônicas em 298 municípios de todos os estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número BR-02955/2022.

ESTÁ AVISANDO

Lula assume que não sabe como criar empregos em evento do MST

Ex-presidente lamentou avanços tecnológicos e confessou que não sabe como gerar empregos no país, caso seja eleito

O ex-presidente e candidato à Presidência da República Lula (PT), afirmou em discurso que não sabe como criar empregos caso seja eleito. A confissão ocorreu durante um evento com lideranças do Movimento Sem-Terra (MST) nesta quarta (14 de setembro) em São Paulo.

“Como não podemos brigar com os avanços tecnológicos, porque, ainda que eles tirem os empregos, são responsáveis por criar inúmeras facilidades, nós temos que discutir como criar trabalho para o povo brasileiro. Como vamos criar novos empregos? Eu não sei como fazer.”, questiona o petista.

GRATA SURPRESA

Personalidade e simplicidade marcam campanha de Fernando Braide

Fernando Braide impõe seu jeito de forma simples com trabalho sério e quebra narrativa de ser “irmão do prefeito”.

Em um estado em que políticos costumam indicar esposas para assumir secretarias, amantes para cargos de chefia em hospitais, sobrinhos para altos cargos no Governo do Estado e filhos para os mais variados cargos, é impossível não desconfiar de qualquer candidatura que tenha vínculo de parentesco. É neste aspecto que a expectativa em relação à candidatura do administrador de empresas, Fernando Braide (PSC), era grande desde antes mesmo da campanha. Irmão mais novo do prefeito Eduardo Braide, Fernando conseguiu mostrar personalidade e simplicidade que o endossam como um dos grandes candidatos das eleições deste ano.

Em muItos aspectos a campanha de Fernando Braide lembra a campanha do próprio irmão em 2016. Naquela ocasião, Eduardo Braide investiu no corpo-a-corpo com o eleitor e na apresentação de ideias, simplicidade e personalidade. Por muito pouco não foi eleito contra tudo e contra todos. Mas, pavimentou o caminho para uma vitória esmagadora na eleição de deputado federal em 2018 e uma campanha tranquila na eleição de prefeito em 2020. Agora quem disputa é o irmão.

Em todas as eleições passadas as campanhas de parentes de prefeitos eram marcadas por muitas lideranças, estrutura gigantesca e poucas aparições do candidato.

Fernando Braide não tem o maior comitê da capital, não tem bandeiraços infinitos pela cidade, não ultrapassa o limite do aceitável na campanha de rua, não realiza carretas que fazem filas em postos de gasolina e, acima de tudo, tem na figura do próprio candidato sua maior força.

A agenda de visitas geralmente conta com cinco, ou seis, localidades por dia. Chegando até a 50 em na semana. E nem sempre o candidato é recebido por multidões. Uma passagem rápida pelas redes sociais de Fernando Braide revela a humildade de apresentar-se a três, quatro pessoas. E sempre com a mesma atenção e empenho que fala para milhares.

Simplicidade e personalidade que impedem possíveis críticas de adversários. Seria constrangedor dizer que Fernando está pegando carona na imagem do irmão. Tanto que o apoio do prefeito de São Luís veio apenas agora, na reta final.

Braide divulgou carta em que pede apoio ao irmão após a campanha já ser uma das maiores. Enaltece as virtudes pessoais e políticas, fala do quanto São Luis irá vencer se tiver um deputado tão trabalhador quanto é trabalhador o candidato.
Impedir que fosse apenas “o candidato do irmão” mostra personalidade. Ter uma campanha baseada em si mesmo mostra simplicidade. E esses são fatos sobre Fernando Braide que já o tornam um vencedor nesta campanha.

FAZ TEMPO

Jair Bolsonaro tentava diminuir preço da gasolina desde 2020

Proposta apresentada como eleitoreira por adversários começou a ser defendida no início do 2º ano de mandato. Brasileiros pagaram mais caro por combustível por dois anos porque adversários atrapalharam proposta.

Apresentada por seus adversários como proposta eleitoreira, a diminuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do preço da gasolina é um objetivo antigo de Jair Bolsonaro (PL). Desde janeiro de 2020, cerca de um ano após tomar posse e antes da pandemia, o presidente constantemente publicava a proposta em suas redes sociais entrevistas.

No dia 2 de fevereiro de 2020, o chefe do Executivo anunciou que encaminharia uma proposta ao Congresso e “lutaria pela sua aprovação”. Já naquele tempo Bolsonaro criticava a atitude dos governadores com a política fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

A tentativa do presidente de baixar o preço da gasolina ainda em 2020 foi recebida de forma enérgica por governadores que assinaram uma carta em defesa do ICMS. Os mandatários de 24 estados assinaram a carta. Apenas os governadores Ronaldo Caiado (Goiás), Mauro Carlesse (Tocantins) e Antonio Denarium (Rondônia) não assinaram a carta.

Apesar da resistência de governadores, o presidente conseguiu sancionar a diminuição do ICMS vinte e seis meses depois de anunciar a ideia. Se tivesse tido apoio de seus opositores, talvez já em 2020 o brasileiro passasse a pagar gasolina mais barata.

O preço da gasolina ficou mais de dois anos em preços elevados pela ação de governadores, deputados e senadores que fazem oposição ao governador.

Lahesio Bonfim apresenta propostas arrojadas para a Segurança Pública

Propostas de Lahesio incluem nomeação de concursados, delegacias modelo, defensoria pública de policiais, promoções por mérito e viaturas de última geração

O candidato do PSC ao Governo do Estado, Lahesio Bonfim, pretende revolucionar a Segurança Pública no Maranhão depois de eleito. Para o candidato, a segurança pública no estado precisa ser modernizada urgentemente. “Vamos acabar com algumas práticas antigas e outras que vieram com esse governo comunista. Policial militar vai ser promovido por mérito. Vamos acabar com esse negócio de indicação. Chega de viatura alugada e delegacia improvisada também”, disse.

PROMOÇÕES E CONCURSADOS

Uma das principais reclamações dos policiais militares do estado diz respeito à forma como as promoções acontecem. Muitos deles reclamam da interferência política, que piorou na atual gestão, e por vínculos de amizade. Caso seja eleito, Lahesio pretende informatizar as promoções e retirar qualquer interferência humana no processo. “Tudo o que o policial faz é registrado. Então, vamos desenvolver um software que apenas mostre os que fizeram mais. E esses serão os promovidos. Esse negócio de quem indica acaba no nosso governo”, disse.

Lahesio também pretende chamar todos os excedentes do último concurso caso seja eleito. “O Flávio Dino brincou com o sonho dessas pessoas. Todas largaram a vida e foram fazer o curso de formação. Aí terminou e eles não foram nomeados. Vamos reparar essa injustiça e chamar todo mundo que fez o curso de formação”, disse.

DELEGACIAS

Outro problema recorrente na segurança pública estadual são as delegacias. Quase todas são improvisadas e não dispõe de estrutura mínima para o funcionamento. Para Lahesio, é preciso uma reestruturação do zero no setor. “Como um policial vai fazer um bom trabalho em uma casa alugada que não é configurada para ele trabalhar direito? Assim que assumirmos o governo vamos desenvolver uma delegacia modelo. Vai ser a mesma estrutura em todo o estado. Conforto para a população que procurar e condição de trabalho para o policial que lá está”, disse.

Outro ponto abordado por Bonfim são as constates mudanças de endereço nas delegacias. “Hoje em dia o povo não tem mais referência porque muitas delegacias mudam de endereço. Delegacia tem que ter endereço fixo. Essa farra de aluguel no nosso governo não vai acontecer”, prometeu.

TECNOLOGIA CONTRA O CRIME

Lahesio ainda pretende modernizar o aparato de policiais no estado. Segundo ele, o Maranhão é um dos últimos estados no quesito tecnologia e isso dificulta no combate ao crime. “Nossas viaturas não dispõem de tecnologia mínima e nem de variedade de armamento. O policial que é chamado para atender um caso de violência doméstica, ou um assalto a banco, vai ter o mesmo material na viatura. Isso dificulta demais a ação. Tem que ter equipamento não letal para casos simples e tem que ter armamento adequado para as situações difíceis. Colete a prova de bala novo, moderno, e kit de primeiros socorros. E vamos fazer essa modernização conversando com os policiais. Vamos apresentar nossa proposta e ver o que eles acham adequado e o que pode melhorar”, disse.

O candidato também que informatizar as viaturas do estado. “Com a chegada do 5G, nós iremos implantar uma central em cada viatura para que nossos heróis e heroínas da polícia tenham informação. Vão poder consultar tudo em qualquer lugar”, disse.

ACORDO COM O CRIME ORGANIZADO

Em 2016 o governo do Maranhão foi acusado de estabelecer um acordo com o crime organizado. A denúncia foi feita pelo presidente do Conselho Diretor da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) na época, Wagner Cabral. Segundo ele, havia um acordo estabelecido entre governo e crime organizado para manter a paz nos presídios.

Lahesio Bonfim pretende dar fim a este pacto e estabelecer uma guerra contra o crime organizado. “Dias atrás eu vi o jovem cabo Hélio Montelo ser morto porque o bandido o reconheceu como policial e o matou. Isso nunca tinha acontecido no Maranhão. Durante essa gestão o crime organizado se alastrou pelo interior sob o olhar e permissividade desse governo. Na nossa gestão vai ser guerra contra a bandidagem”, disse.

A defesa de policiais também está na pauta de propostas de Lahesio. Já foi encomendado um estudo para a criação de uma defensoria que disponibilize advogados gratuitamente para policiais em serviço ou fora dele. “Não vamos mais deixar o policial que age desamparado. Já estamos estudando uma forma de criar um órgão na Secretaria de Segurança que vai ter advogado concursado defendendo nossos policiais e agentes de segurança. Qualquer que seja a situação, o Estado vai defender o policial. Porque policial que se sente protegido pelo governo, protege melhor a população. E outra: no meu governo bandido vai voltar a ter medo de polícia e polícia vai parar de ter medo de atirar em bandido”, concluiu.