Linhares Jr.

Notícias
Gestão

Centro de São Luís passa por transformação com Edivaldo

Prefeito vistoria obras que estão mudando, para melhor, centro de São Luís

Hoje o Centro de São Luís vive um novo momento com a recuperação urbana e a reabilitação da área como espaço de lazer e convivência não apenas para turistas, mas principalmente para os moradores de toda a cidade.

A Prefeitura de São Luís executa hoje o maior volume de investimentos não apenas na área histórica, mas em toda a região central da cidade. São investimentos que não se via há pelo menos 30 anos.

Por meio do programa São Luís em Obras, com recursos e execução da própria prefeitura, Edivaldo Holanda Jr já reinaugurou, após passarem por reformas estruturais, a Praça da Bíblia, o Parque do Bom Menino e o Estádio Municipal Nhozinho Santos.

Ainda na região central de São Luís passam por reforma completa o Mercado das Tulhas (Feira da Praia Grande), o conjunto formado pelo Largo do Carmo, Praça João Lisboa, Rua de Nazaré e entorno, as praças da Saudade e da Misericórdia. Edivaldo está executando ainda a urbanização da Fonte do Bispo, recuperando toda área que nos últimos anos sofria com a degradação urbana. Esta é uma das maiores obras já executada no centro em São Luís.

Também estão sendo feitos investimentos na implantação de novos equipamentos culturais na região, como a Escola Municipal de Música, que funcionará em um casarão colonial na Rua do Giz, e em habitação social, em casarões coloniais das ruas da Palma e do Giz que estão sendo recuperados.

Edivaldo articulou recursos por meio de parceria entre a Prefeitura de São Luís e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) para a reforma do complexo formado pelas praças Deodoro e Pantheon, além de toda a Rua Grande e a Praça Pedro II e Iara/Mãe d’Água.

Além das obras de recuperação da estrutura física destes espaços, a gestão Edivaldo tem se preocupado em resgatar as características arquitetônicas originais e restaurar todos os monumentos históricos das áreas em obras. É o caso da estátua de João Lisboa e do tradicional relógio do Largo do Carmo, os painéis artísticos do Parque do Bom Menino, a Fonte da Praça da Misericórdia entre outros que já foram ou estão sendo recolocados nos seus locais de origem.

Outro ponto importante deste trabalho que Edivaldo tem executado é que todos os espaços estão sendo recuperados não apenas pelo valor histórico e turístico que eles têm, mas também para voltarem a fazer parte do dia a dia da cidade e serem reocupados pela própria população para momentos de lazer, convivência, contemplação, recreação, atividades artísticas, culturais, esportivas e outras que estes espaços contemplem.

Com isso Edivaldo já marca sua gestão como a que conseguiu recuperar o patrimônio histórico e arquitetônico de São Luís ao mesmo tempo em que promoveu a reocupação qualitativa da região central da cidade.

Covidão

“Parça” de Flávio Dino é visitado pela PF acusado de desviar dinheiro da saúde

Governador do Pará, Hélder Barbalho é acusado de desvios em contratos de mais de R$ 1.2 bilhão na saúde. Hélder é uma grande aliado de Flávio Dino contra Jair Bolsonaro
Continuar lendo
Eleições 2020

Neto Evangelista realiza live com o prefeito ACM Neto

ACM Neto é um dos grandes incentivadores da candidatura de Neto Evangelista em São Luís
Continuar lendo
Até que enfim

Candidata quer ações efetivas que resolvam os problemas causados pela CAEMA

Candidata a uma vaga na Câmara Municipal de São Luís pretende emparedar empresa sobre péssimo serviço prestado na capital
Continuar lendo
patacoada

Advogado Charles Dias mancha imagem do judiciário eleitoral maranhense

Obcecado por indicações ao TRE-MA, advogado armou conspirações cinematográficas para impugnar adversários e tapear autoridades.
Continuar lendo

Eleições 2020

Grupo Sarney fora das eleições em São Luís

Saída de Adriano Sarney, somada a falta de entusiasmo da ex-governadora Roseana Sarney, do ex-senador João Alberto e do empresário Edinho Lobão nas eleições, comprova retirada do pleito

Com a saída do deputado estadual Adriano Sarney (PV) da disputa pela Prefeitura de São Luís o Grupo Sarney está oficialmente fora das eleições. Pelo menos diretamente.

Além da saída de Adriano Sarney, a falta de movimentação das principais lideranças e a dispersão do apoio comprovam que o Grupo Sarney irá manter a tradição e ficar fora, pelo menos diretamente, mais uma vez, das eleições municipais em São Luís.

Em entrevista na manhã desta segunda (28), Adriano confirmou que não irá apoiar ninguém e nem buscar alianças. O deputado anunciou sua desistência no fim de semana em carta endereçada aos candidatos a vereador da chapa.

Decidimos então retirar nossa candidatura a prefeito de São Luís. Vamos seguir com nossos candidatos a vereadores de forma independente.

A carta elencou as dificuldades da candidatura enfrentadas pelo candidato, a começar pelo curto tempo de televisão.

Devido ao nosso limitado tempo de TV – 6 segundos-, estávamos confiando na presença nos debates para expormos nossas ideias e mostrarmos para as pessoas nosso diferencial. (…)

Apesar disso, Adriano acreditava que poderia “virar o jogo” nos debates eleitorais. Situação que se tornou impossível após a negativa de sua participação.   

No entanto, não foi possível garantir nossa presença nos três debates com maiores audiências. (…)

ABSTENÇÃO

Adriano Sarney afirmou que não deve buscar alianças no primeiro turno. Antes mesmo da desistência de Adriano, outras lideranças do Grupo Sarney, como a ex-governadora Roseana Sarney, o ex-senador João Alberto e o empresário Edinho Lobão, já não demonstravam entusiasmo com a participação nas eleições. Com a saída do deputado do pleito, o Grupo, ao que tudo indica, irá abster-se do processo.

Constrangimento

Candidato faz campanha na Litorânea após assassinato

Bandeiraço do candidato Duarte Jr aconteceu mesmo após tarde de pânico que resultou na prisão de nove suspeitos e um assassinato em plena luz do dia

Na tarde deste domingo um tiroteio envolvendo membros de facções criminosas resultou na morte de uma pessoa e causou pânico na Avenida Litorânea. Mesmo com todo o terror, uma ação eleitoral do deputado estadual, e candidato a prefeito de São Luís, Duarte Jr (Republicanos) prosseguiu por horas nas imediações do crime.

Nota da Secretaria de Segurança informou que o episódio consistiu na execução de um membro de facção criminosa por membros rivais de outro grupo em plena luz do dia. Após o tiroteio e a execução, a Polícia Militar prendeu nove suspeitos. A ação foi mais um episódio da carnificina entre facções criminosas que tem aterrorizado a população de São Luís.

Nota da Secretaria de Segurança confirma crime cometido antes da ação política

Poucos metros adiante, naquele mesmo horário, estavam marcados um “adesivaço e bandeiraço” do candidato Duarte Jr. Mesmo após a ação dos criminosos, a ação política continuou. Dezenas de pessoas levados por vários ônibus se aglomeravam no canteiro central da Avenida Litorânea.

Redes sociais do candidato convocaram simpatizantes para ato que não foi cancelado após tragédia.

Após o crime e com todo o alvoroço, a ação continuou. Em aplicativos de troca de mensagens a continuidade da ação foi caracterizada como irresponsável “colocando as vidas dos colaboradores do candidato em risco”. O blog entrou em contato com a assessoria do candidato e até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Podcast

A insegurança pública

Quem fica ao lado de bandido contra governador e secretário torcendo por desestabilização de governo É VAGABUNDO.

Cidadãos de bem devem ficar ao lado do governo, mas governo não pode esquecer das facções criminosas e transformar “tias do zap” em inimigas públicas.

Ouça e compartilhe o comentário do jornalista José Linhares Jr.

Eleições 2020

Duarte Jr. divulga fake news sobre pesquisa Ibope

Pré-candidato divulgou informação falsa sobre realização de 2º turno entre ele e Eduardo Braide
Continuar lendo
Racismo estrutural

Negros estão sendo exterminados por traficantes no Maranhão

Facções promovem extermínio de população negra no mês de setembro na capital do estado com a conivência de autoridades estaduais e entidades defensoras dos Direitos Humanos

Desde o dia 19 de setembro uma série de assassinatos aterroriza a população de São Luís. O estopim da crise, ao que tudo indica, foi o assassinato de um motorista de ônibus na capital. O caso desencadeou uma guerra entre facções criminosas que resultou na morte de vários homens negros.

Até agora nem a Secretaria de Segurança, ou alguma entidade de defesa dos direitos humanos, se manifestou em relação ao caso.

Se apenas uma dessas vítimas tivesse sido morta por policial, o alvoroço seria previsível. No entanto, a ação de traficantes contra negros parece ter a anuência desses setores.

Aliás, tornou-se comum em São Luís a divulgação nas redes sociais em que mulheres, idosos, homens e até mesmo crianças, na maioria das vezes negros, são torturados e/ou assassinados por traficantes. Em algumas situações eles riem e debocham das vítimas.

A impressão que fica é a de que traficante pode ser racista, machista e assassinar negros quando bem entender sem que tais crimes sejam caracterizados.

Eleições 2020

Cinco vereadores acumulam quase 100 anos de mandato em São Luís

Parlamentares que encabeçam a lista foram eleitos pela 1ª vez nas eleições de 1988. Nenhuma mulher entre os parlamentares com mais de dois mandato.

Os cinco vereadores mais antigos da Câmara Municipal de São Luís acumulam cerca de 100 anos juntos. O campeão da lista é o vereador Chico Carvalho (PSL). Carvalho ocupa vaga no Legislativo Municipal há mais de 30 anos. O outro vereador mais antigo é Pavão Filho (PDT). Ambos foram eleitos pela primeira vez em 1988. Completam a lista Isaias Pereirinha (20 anos), Astro de Ogum  (20 anos) e Antônio Garces (20 anos).

Vale ressaltar que o vereador Pavão Filho teve um breve hiato na carreira de vereador, ocupando por 12 anos o cargo de deputado.

Hoje a Câmara de Vereadores possui 31 membros. Destes, apenas 18 possuem menos de oito anos de mandato. O fato indica que o eleitor de São Luís é avesso à renovação e, pelo menos aparentemente, está satisfeito com o desempenho dos vereadores. Outros acreditam que esta realidade é um indicativo de que, pelo menos em 2020, a população não pode mais renovar estes mandatos.

A falta de representatividade feminina na Câmara de São Luís também chama a atenção. Dos 31 parlamentares da atual legislatura, apenas 3 são mulheres. Menos de 10%. Além disso, mulheres também têm dificuldade de enfileirar mandatos. Nenhuma das 3 vereadoras tem mais de dois mandatos.

Confira a lista dos 31 vereadores e seus respectivos anos de mandato

  1. Chico Carvalho – 32 anos (eleito pela primeira vez em 1988)
  2. Pavão Filho – 20 anos (eleito pela primeira vez em 1988)
  3. Pereirinha – 20 anos
  4. Astro de Ogum – 20 anos
  5. Dr Gutemberg – 16 anos
  6. Silvino Abreu – 16 anos
  7. Osmar Filho – 12 anos
  8. Chaguinhas – 12 anos
  9. Ivaldo – 12 anos
  10. Josué Pinheiro – 12 anos
  11. Umbelino Jr – 10 anos
  12. Honorato Fernandes – 8 anos
  13. Beto Castro – 8 Anos
  14. Estevão Aragão – 8 anos
  15. Barbara Soeiro – 8 anos
  16. Ricardo Diniz – 8 anos
  17. Marquinhos – 8 anos
  18. Nato Junior – 4 anos
  19. Penha – 4 anos
  20. Marcial – 4 anos
  21. Aldir – 4 anos
  22. Fátima Araújo – 4 anos
  23. Concita Pinto – 4 anos
  24. Edson Gaguinho – 4 anos
  25. Genival Alves – 4 anos
  26. Sá Marques – 4 anos
  27. Marcelo Poeta – 4 anos
  28. Paulo Victor – 4 anos
  29. Fátima Araújo – 4 anos
  30. Cézar Bombeiro – 4 anos
  31. Joãozinho Freitas – 2 anos

ERRATA: Por conta da completa falta de informações no site da Câmara de Vereadores, o blog atribuiu erradamente 20 anos de mandato ao vereador Antonio Garces.

O parlamentar disputou todas as eleições desde 2000. Contudo, só conseguiu ser eleito pela 1ª vez em 2016. Portanto, está em seu primeiro mandato.