Apesar de uma superestrutura de campanha, ex-presidente do Procon teve votação mediana e não conseguiu atingir nível de Eduardo Braide em 2022, Eliziane Gama em 2014 e Edivaldo Holanda Jr em 2010

Se comparado a políticos que disputaram a Câmara Federal antes das eleições na capital, o deputado estadual Duarte Jr (PSB) pode ter seus planos de disputar a Prefeitura de São Luís em 2024 comprometidos pelo resultado obtidos nas urnas em 2022. Candidato natural ao cargo de prefeito, a votação na capital maranhense é baixa em relação a outros políticos que seguiram o mesmo roteiro antes de disputar, e vencer, as eleições na capital. Tanto Edivaldo Holanda Jr (2010) quanto Eduardo Braide (2018) tiveram desempenho muito acima do de Duarte Jr antes de disputarem, e vencerem, as eleições de 2012 e 2020. Até mesmo Eliziane Gama, humilhada nas eleições de 2016, teve desempenho superior ao de Duarte nas eleições de 2014.

Apontado como um dos grandes favoritos antes das eleições de 2022, Duarte Jr obteve 111.019 votos. A votação garantiu a oitava colocação na classificação geral, ficando atrás de Detinha (PL), Pedro Lucas Fernandes (UB), Josimar Maranhãozinho (PL), Juscelino Filho (UB), André Fufuca (PP), Aluísio Mendes (PSC) e Marreca Filho (Patriota).

O ex-presidente do Procon foi quase ultrapassado por nomes menos expressivos, como o comunista Márcio Jerry (PCdoB) e a engenheira Amanda Gentil (PP).

MAIS RECURSOS, MENOS VOTOS

Quatro anos atrás, quando seguiu o caminho da Câmara Federal antes de tornar-se prefeito, Eduardo Braide ficou em segundo lugar com 189.843 votos. Apenas 6 mil votos atrás do primeiro colocado, Josimar Maranhãozinho.

Nas eleições passadas, Braide declarou receitas de R$ R$448.760,00. Neste ano, o site do TSE registra recursos que ultrapassam R$ 2 milhões de reais n campanha de Duarte Jr. Mais especificamente R$2.140.128,50.

A distância entre Duarte e a primeira colocada nas eleições deste ano, Detinha, foi de cerca de 50 mil votos. Detalhe: se Braide tivesse disputado as eleições deste ano e alcançado a mesma votação, seria o primeiro colocado.  

Especificamente em São Luis, Braide obteve quase o dobro dos votos de Duarte Jr na capital maranhense. Foram 131.553 votos de Braide em 2018 contra 76.264 votos do ex-animador de festas infantis em 2022.

Até mesmo se comparado com o ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr, que disputou as eleições para a Câmara Federal em 2010, o desempenho de Duarte Jr nas eleições deste ano é baixo.

Nas eleições daquele ano, Edivaldo Holanda Jr era oposição à governadora Roseana Sarney (MDB) e estava em vias de romper com o prefeito da capital, João Castelo (PSDB). Mesmo em situação completamente desfavorável, Edivaldo Alcançou 104.015 votos.

Em São Luís, Holanda alcançou pouco mais de 70 mil votos. Ou seja: na oposição, disputando um eleitorado menor e sem a mesma estrutura, Edivaldo teve um desempenho parecido com o de Duarte Jr.

Humilhada nas eleições de 2016 para a Prefeitura, Eliziane Gama também teve desempenho superior ao de Duarte Jr nas eleições para a Câmara Federal em 2014. Eliziane teve 133.575 votos no total.

Só em São Luís, a esquerdista evangélica conseguiu mais de 80 mil votos. Muito mais que o ex-presidente do Procon.

Assim como Braide e Edivaldo, não dispunha de estrutura de superestrutura de campanha como Duarte Jr.