Aquisição deve quebrar hegemonia de esquerdistas no controle das maiores redes sociais do mundo

O bilionário Elon Musk retomou proposta de cerca de US$ 44 bilhões pela compra da rede social Twitter. Musk havia desistido da compra, mas enviou carta confidencial entregue à rede social em que volta atrás da decisão.

Empresário e empresa enfrentam uma intensa batalha judicial depois de ter assinado o contrato de compra em abril e desistido do negócio. Musk alegou que foi enganado sobre o número de usuários e de contas robotizadas.

A rede social tenta quer que Musk pague uma multa de US$ 1 bilhão pela desistência da negociação. Após a possível retomada, os papéis da rede disparavam mais de 13% no mercado financeiro. O bilionário e o Twitter ainda não se pronunciaram oficialmente.

Acionistas da Big Tech avaliam a proposta e estão dispostos a aceitá-la, enquanto outros líderes da empresa ainda estão céticos e suspeitam que a nova oferta possa ser uma estratégia ou manobra judicial.