Propostas de Lahesio incluem nomeação de concursados, delegacias modelo, defensoria pública de policiais, promoções por mérito e viaturas de última geração

O candidato do PSC ao Governo do Estado, Lahesio Bonfim, pretende revolucionar a Segurança Pública no Maranhão depois de eleito. Para o candidato, a segurança pública no estado precisa ser modernizada urgentemente. “Vamos acabar com algumas práticas antigas e outras que vieram com esse governo comunista. Policial militar vai ser promovido por mérito. Vamos acabar com esse negócio de indicação. Chega de viatura alugada e delegacia improvisada também”, disse.

PROMOÇÕES E CONCURSADOS

Uma das principais reclamações dos policiais militares do estado diz respeito à forma como as promoções acontecem. Muitos deles reclamam da interferência política, que piorou na atual gestão, e por vínculos de amizade. Caso seja eleito, Lahesio pretende informatizar as promoções e retirar qualquer interferência humana no processo. “Tudo o que o policial faz é registrado. Então, vamos desenvolver um software que apenas mostre os que fizeram mais. E esses serão os promovidos. Esse negócio de quem indica acaba no nosso governo”, disse.

Lahesio também pretende chamar todos os excedentes do último concurso caso seja eleito. “O Flávio Dino brincou com o sonho dessas pessoas. Todas largaram a vida e foram fazer o curso de formação. Aí terminou e eles não foram nomeados. Vamos reparar essa injustiça e chamar todo mundo que fez o curso de formação”, disse.

DELEGACIAS

Outro problema recorrente na segurança pública estadual são as delegacias. Quase todas são improvisadas e não dispõe de estrutura mínima para o funcionamento. Para Lahesio, é preciso uma reestruturação do zero no setor. “Como um policial vai fazer um bom trabalho em uma casa alugada que não é configurada para ele trabalhar direito? Assim que assumirmos o governo vamos desenvolver uma delegacia modelo. Vai ser a mesma estrutura em todo o estado. Conforto para a população que procurar e condição de trabalho para o policial que lá está”, disse.

Outro ponto abordado por Bonfim são as constates mudanças de endereço nas delegacias. “Hoje em dia o povo não tem mais referência porque muitas delegacias mudam de endereço. Delegacia tem que ter endereço fixo. Essa farra de aluguel no nosso governo não vai acontecer”, prometeu.

TECNOLOGIA CONTRA O CRIME

Lahesio ainda pretende modernizar o aparato de policiais no estado. Segundo ele, o Maranhão é um dos últimos estados no quesito tecnologia e isso dificulta no combate ao crime. “Nossas viaturas não dispõem de tecnologia mínima e nem de variedade de armamento. O policial que é chamado para atender um caso de violência doméstica, ou um assalto a banco, vai ter o mesmo material na viatura. Isso dificulta demais a ação. Tem que ter equipamento não letal para casos simples e tem que ter armamento adequado para as situações difíceis. Colete a prova de bala novo, moderno, e kit de primeiros socorros. E vamos fazer essa modernização conversando com os policiais. Vamos apresentar nossa proposta e ver o que eles acham adequado e o que pode melhorar”, disse.

O candidato também que informatizar as viaturas do estado. “Com a chegada do 5G, nós iremos implantar uma central em cada viatura para que nossos heróis e heroínas da polícia tenham informação. Vão poder consultar tudo em qualquer lugar”, disse.

ACORDO COM O CRIME ORGANIZADO

Em 2016 o governo do Maranhão foi acusado de estabelecer um acordo com o crime organizado. A denúncia foi feita pelo presidente do Conselho Diretor da Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) na época, Wagner Cabral. Segundo ele, havia um acordo estabelecido entre governo e crime organizado para manter a paz nos presídios.

Lahesio Bonfim pretende dar fim a este pacto e estabelecer uma guerra contra o crime organizado. “Dias atrás eu vi o jovem cabo Hélio Montelo ser morto porque o bandido o reconheceu como policial e o matou. Isso nunca tinha acontecido no Maranhão. Durante essa gestão o crime organizado se alastrou pelo interior sob o olhar e permissividade desse governo. Na nossa gestão vai ser guerra contra a bandidagem”, disse.

A defesa de policiais também está na pauta de propostas de Lahesio. Já foi encomendado um estudo para a criação de uma defensoria que disponibilize advogados gratuitamente para policiais em serviço ou fora dele. “Não vamos mais deixar o policial que age desamparado. Já estamos estudando uma forma de criar um órgão na Secretaria de Segurança que vai ter advogado concursado defendendo nossos policiais e agentes de segurança. Qualquer que seja a situação, o Estado vai defender o policial. Porque policial que se sente protegido pelo governo, protege melhor a população. E outra: no meu governo bandido vai voltar a ter medo de polícia e polícia vai parar de ter medo de atirar em bandido”, concluiu.