Senadora tentou atacar presidente Jair Bolsonaro com prática da qual ela foi uma das maiores beneficiadas do Congresso Nacional

A senadora Soraya Thronicke (União Brasil-MS) usou suas falas no debate do SBT para criticar o Orçamento Secreto entre candidatos à Presidência. A parlamentar afirmou, em diversas ocasiões, que a prática configurava corrupção. Ocorre que Thronicke foi beneficiada com mais de R$ 95 milhões das emendas de relator.

Além dela, em 2020, a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que é candidata à Vice-Presidência, foi contemplada com mais de R$ 19 milhões por meio das emendas. Juntas, as duas parlamentares que disputam o Palácio do Planalto já indicaram mais de R$ 115 milhões em emendas de relator nos últimos três anos.