Família de João Bosco Sobrinho emitiu nota de esclarecimentos sobre matéria veiculada neste site

Após notícia veiculada, a família do Sr. JOÃO BOSCO SOBRINHO PEREIRA DE OLIVEIRA, vítima de brutal homicídio, ocorrido no dia 19 de agosto do corrente ano, vem se manifestar nos seguintes termos:

1 – Sr. JOÃO BOSCO, não era capanga do vereador BETO CASTRO, conforme apontado na reportagem, mas empresário bem sucedido do ramo alimentício.

2 – Sr. JOÃO BOSCO, era pai de 06 filhos, tendo o mais novo apenas 04 anos de idade, além de ser esposo e avô de uma criança de apenas 03 anos, com os quais mantinha estreitos vínculos afetivos.

3 – SR. JOÃO BOSCO, foi brutalmente assassinado em ambiente público, em plena luz do dia, sem qualquer pudor ou temor por parte do assassino confesso, que na reportagem é tratado como empresário, o qual deveria no máximo ser chamado de suspeito. Aliás, cumpre mencionar que no dia 01 de setembro de 2007, o mesmo desferiu 02 golpes de faca contra a vítima LUIS CARLOS MAGNO RIBEIRO, o levando a óbito, sendo reconhecida pelo Júri a autoria e materialidade, porém foi absolvido após clemência dos jurados.

4 – Cumpre salientar, que a indignação da família não está no fato do autor do crime, ser chamado de empresário na reportagem, mas a forma como os valores foram invertidos, vítima caracterizada como capanga, e autor do crime como um profissional do amo empresarial.

5 – Por fim, ressalta-se que as únicas provas da investigação que dão conta de ameaça aos filhos do autor, é o seu próprio depoimento, que se sabe ser estratégia de defesa, com intuito de amenizar futura reprimenda estatal.

6 – Por todo o exposto, por se tratar de matéria que envolve interesse público e em respeito à memória da vítima, requer a publicação da presente resposta.

JOSÉ CARLOS SOUSA DOS SANTOS
ADVOGADO/OAB-MA: 13.125
REPRESENTANDO A FAMÍLIA DE JOÃO BOSCO SOBRINHO PEREIRA DE
OLIVEIRA