O crime pode ter ligação com conflitos de terra. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado, mas a polícia ainda investiga o caso.

Rildanio Ramos Barros, de 34 anos, ex-secretário de Agricultura de Parnarama, município distante 488,6 km de São Luís, foi brutalmente assassinado com vários tiros no final da tarde deste domingo (18), na zona rural da região.

O crime pode ter ligação com conflitos de terra. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado. A polícia investiga o caso.

Segundo informações do portal Elias Lacerda, atualmente Rildanio atuava como presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Parnarama e foi assassinado por em torno de 13 tiros nos limites de Parnarama de Buriti Bravo, onde a vítima possuía uma propriedade.

O corpo de Rildanio foi levado pela polícia para uma funerária em Buriti Bravo e, logo em seguida, transferido pelo IML para Timon.

O sindicalista era dito como uma pessoa pacífica, e atuante na defesa dos direitos dos trabalhadores rurais do município.

Peritos do Instituto de Criminalística vão se deslocar na manhã desta segunda (18) para investigar o local do assassinato.