Ao justificar a decisão, Bel afirmou que, durante visita ao Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro disse que a direita no estado estava dividida.

Pastor Bel (Agir 36) anunciou por meio das redes sociais que desistiu da candidatura ao Senado em busca de união no campo de opsição a Flávio Dino. Bel será um dos suplentes do senador Roberto Rocha, que busca à reeleição.

Ao justificar a decisão, Bel afirmou que, durante visita ao Maranhão, o presidente Jair Bolsonaro disse que a direita no estado estava dividida. A união da direita foi tratada como crucial para as intenções políticas no estado, por isso Bel ressaltou que o apoio a Roberto Rocha foi a decisão “mais importante”.

“Eu tomei uma decisão de ser o suplente de Roberto Rocha, porque o presidente da República esteve aqui e disse que a direta no Maranhão estava divida. E se eu continuasse candidato ao senado, eu ia dividir com Roberto Rocha e Flávio Dino seria o senador (…)”, explicou.

Por meio de sua conta oficial no instagram, Roberto Rocha (PTB) confirmou a união e compartilhou uma foto com o pastor Bel e o presidente do Agir 36 no Maranhão, Evandro Campelo.

“Com o presidente do Agir/MA, @evandrocampelo.ma, e o @pastorbelofficial, um dos meus suplentes no Senado. Vamos em frente, com fé e determinação!”, disse.