Presidente é o preferido para reassumir a Presidência da República entre religiosos do país, segundo pesquisa

Pesquisa BTG/FSB divulgada nesta segunda-feira (25 de julho) indicou a liderança isolada do Jair Bolsonaro (PL) entre os evangélicos. Em relação ao último levantamento, o presidente subiu quatro pontos percentuais na preferência dos eleitores dessa parcela da população.

Bolsonaro aparecia com 42% das intenções de voto para presidente da República entre os evangélicos e subiu para 46%.O ex-presidente Lula manteve os mesmos 33% da preferência entre os evangélicos registrados na última pesquisa.

Bolsonaro, no entanto, não cresceu apenas entre essa parcela da população, mas também viu seu eleitorado aumentar entre os idosos e entre aqueles com ensino superior completo. Na análise entre os eleitores com 60 anos ou mais, o atual presidente subiu de 28% para 30% da preferência. Entre os votantes com ensino superior, Bolsonaro saiu de 34% e alcançou 36% nesta segunda.

Para a realização da pesquisa, o instituto FSB ouviu 2 mil eleitores por telefone entre os dias 22 e 24 de julho de 2022. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05938/2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.