Prefeito Luís Filho entrou na mira do MPMA por suspeita de ter cometido ato de improbidade administrativa.

O prefeito de Coroatá, Luís Filho, virou alvo do Ministério Público por suspeita de ter cometido ato de improbidade administrativa.

De acordo com informações, no dia 12 de fevereiro de 2021 o gestor fez um seletivo para preenchimento de vagas no município, no qual já existem aprovados em concurso público, que ainda não foram nomeados. O Inquérito Civil instaurado buscar investigar os fatos para posterior propositura de ação civil pública.

Entre as determinações, o prefeito Luís Filho deve fornecer a relação dos aprovados no último concurso público e explicar quais candidatos foram aprovados e para quais vagas foram nomeados.