Após episódio envolvendo dois policiais em Sergipe, legenda divulgou charges em seu site e redes oficiais que denigrem toda a polícia. Partido ainda emitiu um nota em que afirma que é proposta do ex-presidente Lula o fim da Polícia Militar.

Na última sexta (27 de maio) o partido do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, PT, publicou nota em seu site oficial e charge em suas redes sociais em que caracteriza membros da polícia como nazistas e racistas. A charge encabeçava uma nota de repúdio contra a “violência da PRF”. Segundo a nota, a segurança pública no Brasil é instituída por uma “engenharia da morte”.

O documento, de autoria da Setorial Nacional de Segurança Pública do PT, afirma que o ex-presidente possui uma proposta de segurança pública que pretende “a desconstrução e reconstrução do atual modelo de segurança pública”.

O documento deixa claro que pretende seguir a proposta de movimentos ligados ao PT que clamam pelo fim da Polícia Militar há anos. “As forças armadas não podem ser fiscalizadores e a fonte de onde as policiais no Brasil tiram a sua inspiração e modelo, isso já demonstrou sua total falência há décadas e ainda assim, continua a se insistir nesse modelo falido de polícia militarizada voltada para a guerra ao inimigo”. Para variar, a nota acusa o presidente Jair Bolsonaro de ter uma estética nazista e da Polícia Rodoviária Federal ser “uma polícia ligada diretamente ao governo”.