Lula foi avisado durante reunião com aliados que situação da candidatura continua ruim em Santa Catarina, estado com 5 milhões de eleitores.

Lula não mencionou a eleição de Santa Catarina de forma gratuita no evento em que o Solidariedade declarou apoio a ele.

Na segunda (02/05), Lula esteve com aliados para ouvir os resultados de uma pesquisa feita pelo instituto Vox Populi a pedido do PT. O levantamento mostrou que as intenções de voto em Lula são ínfimas em Santa Catarina, estado com pouco mais de 5 milhões de eleitores.

Diante dos catarinenses Gelson Merisio, do Solidariedade, e Décio Lima, do PT, o ex-presidente foi otimista e afirmou que a Frente Democrática, coligação formada por oito partidos e que o apoia, ganhará a eleição no estado. Tanto Merisio quanto Décio pleiteiam um espaço na chapa majoritária.

Lula não citou outra eleição estadual no discurso. Outros pré-candidatos do Solidariedade participavam do evento, entre eles a deputada Marília Arraes. Ela se desfiliou do PT em março, mas quer explorar a popularidade de Lula para vencer em Pernambuco. A situação provocou uma saia-justa com o PSB.

O ex-presidente planeja visitar Santa Catarina neste mês, após o lançamento oficial de sua pré-candidatura. O ato acontecerá no sábado (07/05), em São Paulo.