Na capital, São Luís, apenas metade do esgoto é coletado, mas somente 20% recebe o tratamento adequado.

O Maranhão é um dos piores estados do país quando o assunto é saneamento básico. É o que aponta uma pesquisa do Instituto Trata Brasil que diz que apenas 13% do esgoto produzido pelos maranhenses é coletado. Na capital, São Luís, apenas metade do esgoto é coletado, mas somente 20% recebe o tratamento adequado, um problema visível que evidencia a falta de investimentos neste setor na região.

De acordo com o Instituto Trata Brasil, 87% da população maranhense não têm coleta de esgoto. Mas se em São Luís metade do esgoto produzido chega a ser coletado, por outro lado, apenas 20% recebem tratamento. O que coloca a cidade no ranking de saneamento básico na posição 85, umas das piores colocadas.

A predominancia de cidades do Norte e Nordeste no ranking evidencia a desigualdade regional de investimentos e, consequentemente, de acesso a direitos tão básicos.