Governo russo busca sistema próprio de pagamentos como solução após ser excluído pelo Ocidente do sistema de transferências interbancárias Swift.

O Brasil se manifestou de forma contrária a proposta do governo russo de criar um sistema próprio de pagamentos para o Brics, conforme o secretário de assuntos econômicos internacionais do Ministério da Economia, Erivaldo Gomes.

A criação é um solicitação realizada pelo ministro das Finanças de Vladimir Putin, Anton Siluanov, na semana passada. Como resposta à invasão à ucrânia, a Rússia foi excluída do sistema de transferências interbancárias Swift, imposta pelo Ocidente, e agora está em busca de alternativas.

De acordo com Erivaldo, o governo brasileiro concorda que existem problemas no Swift, mas compreende que uma alteração deve ocorrer de forma bilateral.

“O sistema Swift não tem a agilidade que a gente precisa. O pagamento leva dois a três dias para chegar à conta. O processo é burocrático, caro, demorado e não é compatível com as demandas da economia de hoje. A gente faz PIX e é instantâneo. Faz sentido uma discussão sobre uma nova plataforma. Mas o Brasil entende que isso e deveria ser feito no âmbito multilateral“, afirmou ele, segundo O Globo.