Único político maranhense que se manifestou publicamente sobre o tema, Marquinhos Silva afirmou que produção do humorista Danilo Gentili não pode ser tolerada

No âmbito da polêmica envolvendo cenas de pedofilia em um filme lançado recentemente na Netflix, o vereador Marquinhos Silva (DEM) usou a tribuna da Câmara de São Luís para manifestar-se contra a produção. “Não podemos tolerar este tipo de conteúdo que normaliza a pedofilia. Estou indignado!”, disse Marquinhos. Até agora ele foi o único político maranhense a manifestar-se publicamente contra a piada em relação ao estupro de meninos.

No filme, um professor sugere a dois garotinhos, em tom de piada, que um deles o masturbe.

Além de repudiar a cena, o parlamentar criticou a classificação de censura do filme, que é para 14 anos. Marquinhos fez um alerta aos pais e mandou um recado aos autores do filme: “Pais tomem muito cuidado, fiscalizem e denunciem. E aos covardes, deixem nossas crianças em paz!”, disparou.