Os rodoviários exigem o pagamento de salários e benefícios atrasados.

O sistema de transporte coletivo em São Luís pode ser paralisado mais uma vez nesta quinta (03). De acordo com
presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Brito, a decisão foi tomada após os empresários alegaram, nas audiências realizadas, na semana passada, no Ministério Público do Trabalho (MPT/MA),
que não possuem condições de conceder qualquer aumento de salário à categoria.

Com aumento das passagens em 20 centavos, a Prefeitura de São Luís informou que o auxílio emergencial de R$ 4 milhões repassado aos empresários será reduzido para R$ 1, 5 milhão por mês. Porém, para os empresários, o acréscimo no valor da passagem não foi suficiente, por isso eles exigem que a prefeitura mantenha o valor de R$ 4 milhões.

Em duas greves de rodoviários, no total, os empresários garantiram repasse de quase R$ 30 milhões dos cofres públicos. Mas nenhum aumento foi concedido aos rodoviários.

“Nós queremos que eles nos paguem os atrasados e que respeitem a nossa data base. Nós vamos parar na próxima quinta-feira. (…) A categoria não aguenta mais essa situação de salários e benefícios atrasados”, disse o presidente do Sindicato. Ele acrescenta que deve haver uma reunião nesta quarta (02) para definir as ações de paralisação de todo o sistema.