Até o momento, nem os empresários e nem o município apresentaram uma contraproposta que atenda as reivindicações dos trabalhadores.

Mesmo com reajuste da tarifa do transporte público na Grande Ilha desde o dia 25 de fevereiro, a greve de rodoviários permanece já que a passagem aumentou e motoristas e cobradores de ônibus continuam buscando melhorias no salário.

Está marcada para a tarde desta sexta (18), portanto, às 14 horas, no Gabinete do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão), a audiência de conciliação entre Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís, com a participação da Prefeitura da capital e Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos.

O objetivo é tentar encontrar uma solução para o impasse, que resultou na paralisação do transporte público em toda a Grande São Luís. O movimento grevista dos Rodoviários, que segue cumprindo determinação do TRT-MA para que, no mínimo, 60% dos ônibus permaneçam circulando na capital, foi deflagrado em 16 de fevereiro, ou seja, há mais de um mês.

Na última audiência, ocorrida em 11 de março, os representantes do Município solicitaram mais tempo para que pudessem apresentar uma alternativa para a questão. Por decisão do Presidente do TRT-MA e com o consentimento das partes envolvidas, a audiência então foi interrompida.

Até o momento, nem os empresários e nem o município apresentaram uma contraproposta que atenda as reivindicações dos trabalhadores, que exigem reajuste salarial e aumento no valor do ticket alimentação.