Nas redes sociais, Anderson Torres afirmou que “Como se tornar o pior aluno da escola” contém “detalhes asquerosos”.

Nesse domingo (13), o ministro da Justiça, Anderson Torres, se manifestou sobre a polêmica envolvendo o filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, em que há uma cena retratando pedofilia.

Em sua conta do Twitter, ele falou em “detalhes asquerosos” e determinou ao Ministério da Justiça que tome as providências.

Lançado em 2017, “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola” voltou a chamar atenção por ter entrado no catálogo da Netflix e apresentar cenas escatológicas retratando a pedofilia. Em uma das cenas do filme, que é baseado em um livro homônimo escrito pelo apresentador Danilo Gentili, aparece o personagem de Fábio Porchat tentando abusar sexualmente de dois adolescentes.

O ministro disse que tomou a atitude assim que soube dos detalhes

“Assim que tomei conhecimento de detalhes asquerosos do filme “Como se tornar o pior aluno da escola”, atualmente em exibição na Netflix Brasil, determinei imediatamente que os vários setores do Ministério da Justiça adotem as providências cabíveis para o caso”!! – apontou