Foram admitidas 17,9 mil pessoas e as demissões somaram 17,3 mil. Saldo positivo de 591 empregos formais é composto por 527 homens e 64 mulheres.

Segundo dados do Novo Caged divulgado nesta quinta (10), cujo levantamento mostra que o Brasil criou 155 mil empregos com carteira assinada, o Maranhão encerrou o mês de janeiro com um saldo positivo de 591 trabalhos formais.

Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), em janeiro foram admitidas 17,9 mil pessoas e as demissões somaram 17,3 mil. O saldo de 591 empregos formais é composto por 527 homens e 64 mulheres.

No que se refere ao saldo por grande grupamento de atividade econômica, o setor de serviços foi o que teve melhor desempenho no mês de janeiro com 776 empregos preservados. Já o setor de construção, com saldo negativo de 913, foi o pior. Confira abaixo:

SetoresSaldo
Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura405
Indústria geral471
Indústrias Extrativas17
Indústrias de Transformação420
Eletricidade e Gás13
Água, Esgoto, Atividades de Gestão de Resíduos e Descontaminação21
Construção-913
Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas-148
Serviços776
Transporte, armazenagem e correio-48
Alojamento e alimentação120
Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas718
Informação e Comunicação179
Atividades Financeiras, de Seguros e Serviços Relacionados22
Atividades Imobiliárias5
Atividades Profissionais, Científicas e Técnicas175
Atividades Administrativas e Serviços Complementares337
Administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais-279
Administração Pública, Defesa e Seguridade Social124
Educação135
Saúde Humana e Serviços Sociais-538
Serviços domésticos2
Outros serviços263
Artes, Cultura, Esporte e Recreação16
Outras Atividades de Serviços247
Organismos Internacionais e Outras Instituições Extraterritoriais0
Não identificado0

O levantamento também mostra que o Maranhão ficou em segundo lugar na região Nordeste, atrás do Bahia, que criou 11,2 mil novos empregos. Confira o desempenho dos estados nordestinos:

RegiãoAdmissõesDemissõesSaldoVariação (%)
Nordeste224.269218.8815.3880,08
Maranhão17.96017.3695910,11
Piauí9.3599.879-520-0,17
Ceará40.65842.166-1.508-0,13
Rio Grande do Norte14.15416.584-2.430-0,55
Paraíba14.22315.207-984-0,23
Pernambuco41.58441.0475370,04
Alagoas11.37211.696-324-0,09
Sergipe8.2989.551-1.253-0,44
Bahia66.66155.38211.2790,63

A respeito dos últimos 12 meses, foram criados 42.006 empregos, resultado de 220.564 admissões contra 178.558 demissões neste período.