Vereadores exigem esclarecimentos do prefeito, já que greve continua mesmo com aumento da passagem, e cobram solução entre rodoviários e classe patronal.

Mesmo com reajuste da tarifa do transporte público na Grande Ilha desde o dia 25 de fevereiro, a greve dos rodoviários continua e deve ser a principal pauta da sessão ordinária desta segunda (7) na Câmara Municipal de São Luís.

Os rodoviários exigem reajuste salarial, garantia de manutenção de cobradores, redução da jornada de trabalho e ticket alimentação. No entanto, a classe patronal, por meio do Sindicato das Empresas de Transporte (SET) alega que, apesar do aumento de R$ 0,20 no preço da passagem e subsídio de R$ 20 milhões por parte da Prefeitura de São Luís, ainda não é possível arcar com as exigências do STTREMA.

Por conta disso, vereadores devem debater o tema, haja vista que alguns cobram participação do Governo do Estado na resolução do problema e outros falam de subsídio federal, além de exigir esclarecimentos do Poder Executivo Municipal.