Caso cenário de pesquisas se mantenha, candidato governista pode ter sérias dificuldades em um provável 2º turno.

A pesquisa divulgada neste fim de semana pelo Jornal Pequeno para o governo do estado apontou o vice-governador Carlos Brandão (PSB), pela primeira vez na liderança nas intenções de voto para as eleições de outubro pelo governo do estado. A aparente boa notícia, no entanto, esconde uma situação dramática. Os adversários de Brandão somam mais de 54% das intenções de voto. Caso este cenário não mude drasticamente até as eleições de outubro, Brandão terá uma tarefa dificílima no 2º turno.

A pesquisa do Jornal Pequeno apresentou os seguintes números: Nas duas primeiras colocações Brandão (23%) e Weverton Rocha (20%). Tecnicamente empatados no 3º lugar Edivaldo Holanda Jr (11%), Roberto Rocha (10%) e Lahesio Bonfim (9%). Eles são seguidos por Josimar de Maranhãozinho (4%) e Simplício Araújo (1%). Enilton Rodrigues não pontuou.

2º TURNO

Em caso de um possível 2º turno, Brandão iria ter sua possibilidade de alianças resumida ao atual secretário de Industria e Comércio, Simplício Araújo. Lahesio Bonfim e Roberto Rocha não apoiam o sucessor de Flávio Dino em caso de 2º turno em nenhuma hipótese. Comandado pelo deputado federal Edilázio Jr (que faz oposição aberta a Dino), o PSD de Edivaldo Holanda Jr também teria resistência em apoiar Brandão. Também seria difícil imaginar que Josimar de Maranhão, presidente do PL, coloque o partido do presidente no mesmo palanque de Dino. Já o senador Weverton Rocha, que também faz parte da base de Brandão e hoje ocupa a segunda colocação, pode ser o adversário do candidato do governo no 2º turno. Como o eleitorado do pedetista deve ser o principal alvo de Brandão nos próximos meses, não é descartado um racha caso o senador fique fora da segunda etapa da eleição.

A pesquisa base deste texto foi divulgada pelo Jornal Pequeno em 13/03/2022. Registrada em 06/03/2022 com o protocolo MA09132?2022