Deputado propõe afastar das salas de aula apenas aqueles alunos que forem infectados, para que a dinâmica do aprendizado não seja prejudicada.

O deputado estadual Yglésio Moyses (PROS) defendeu, na sessão plenária desta terça (8), que a rede pública de ensino no Maranhão afaste das salas de aula somente os alunos que testarem positivo para a Covid-19.

De acordo com o parlamentar, apenas o estudante que testar positivo para a doença deve assistir às aulas de forma remota, como acontece em São Paulo. Yglesio informou, ainda, que tem recebido reclamações de pais de alunos a respeito do impedimento dos respectivos filhos de frequentarem as aulas em decorrência dos casos de Covid.

“Quando um aluno testa positivo, as aulas são suspensas por uma semana, o que considero um contrassenso do ponto de vista médico, tendo em vista que a variante ômicron, principalmente entre pessoas mais jovens, praticamente não implica em mortalidade”, esclareceu.

O deputado também afirmou que vai propor protocolo similar ao apresentado em São Paulo, a ser encaminhado ao secretário da Casa Civil, Diego Galdino, com a sugestão de afastar das salas de aula apenas aqueles alunos que forem infectados pelo novo coronavírus. Segundo Yglesio Moyses, a suspensão das aulas traz impacto no aprendizado e terá implicações negativas nos próximos cinco a dez anos.

“2020, 2021 e, agora, 2022, são períodos em que os estudantes estão completamente desmotivados em decorrência dessas incertezas”, assegurou.