O editor-chefe da emissora holandesa NOS Nieuws chamou o evento de “uma ilustração dolorosa” do estado da liberdade de imprensa na China.

O correspondente Sjoerd Den Daas foi tirado de cena ao vivo por um segurança enquanto transmitia detalhes sobre os Jogos Olímpicos na China.

Na noite da quinta (3), o correspondente Daas estava em frente a um estádio em Pequim, sede do evento esportivo, realizando transmissão para a emissora holandesa NOS Nieuws, quando o segurança chinês o agarrou.

“Agora estamos sendo retirados daqui […] Acabamos de ser expulsos de outra área, então, temo que teremos que retornar mais tarde.”, afirmou o jornalista, ao tentar resistir à investida do segurança.

Marcel Gelauff, editor-chefe da emissora holandesa NOS Nieuws, chamou o evento de “uma ilustração dolorosa” do estado da liberdade de imprensa na China.

“Daas sempre mostrou como é difícil ser jornalista na China. Há uma tendência de longo alcance para restringir as liberdades, e isso pode ser ainda mais forte por causa da coroa”, afirmou o editor-chefe por meio de nota.

Gelauff ainda alegou que não sabe por que o segurança interrompeu a transmissão.