Ex-governadora volta a comentar sobre levantamentos que colocam o estado entre os piores do Brasil, destacando, dessa vez, os números do PNAD.

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB), lamentou, por meio de suas redes sociais, a divulgação de mais um dado negativo sobre o Estado do Maranhão.

De acordo o gráfico apresentado pela ex-governadora, retirado do jornal Valor, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) considera o Maranhão como o estado com maior percentual de jovens na faixa etária de 15 a 29 anos, que nem estudam e nem trabalham.

“Levantamento da IDados para o jornal Valor, com informações da PNAD Contínua, mostra que o Maranhão tem o maior percentual de jovens entre 15 e 29 anos que nem estudam e nem trabalham – 36%”, destacou Roseana Sarney.

Pelo gráfico, 36% dos jovens nesta faixa etária não estudam e nem trabalham no Maranhão. Na lista seguem: Amapá (34,9%), Alagoas (34,1%), acre (32,2%) Pernambuco (31,5%) , Paraíba (31,4%), Rio Grande do Norte (30,8) e Ceará (30,1).

O melhor desempenho é o de Santa Catarina (13,1%), Paraná (16,9%), Rio Grande do Sul (17,4%), Mato Grosso do Sul (18,7%), Rondônia (18,9%), Mato Grosso (19%), Minas Gerais (19,9%) e o Distrito Federal (20,2%).

Coincidentemente, a Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária e de Secretaria de Estado da Educação são comandadas por petistas.