Bolsonaro fez 2 indicações para o Supremo Tribunal Federal em 3 anos de governo, sendo eles os ministros Kássio Nunes Marques e André Mendonça.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta sexta (4) que a indicação dos nomes dos dois próximos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) é mais importante do que a própria eleição presidencial no Brasil, em outubro.

“Mais importante do que a eleição para presidente são duas vagas para o Supremo ano que vem […] Vai acontecer muita coisa até as eleições”, afirmou o presidente em conversa com apoiadores nesta sexta (4), em frente ao Palácio da Alvorada.

Em três anos de governo, Bolsonaro fez duas indicações para o STF, sendo eles os ministros Kássio Nunes Marques e André Mendonça. O presidente eleito em outubro deste ano indicará mais dois futuros componentes da Suprema Corte STF no ano que vem.

Em 2023, Ricardo Lewandowski (em maio) e Rosa Weber (em outubro) vão deixar o tribunal para aposentadoria compulsória ao completar 75 anos.