Policiais cumpriram 39 mandados de busca e apreensão e 19 de prisão temporária em seis Estados e em sete endereços no Paraguai.

Nesta quinta (3), a Polícia Federal (PF) realizou duas operações em seis estados brasileiro e em sete endereços no Paraguai para desarticular uma quadrilha que atua com lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

A ação é um desdobramento da Operação Spectrum e, após cumprimento de medidas judiciais contra os familiares de um traficante que o ajudaram na lavagem do dinheiro de origem ilícita, resultou na prisão do criminoso investigado pelo forte envolvimento com grandes esquemas de tráfico de drogas no Brasil. Já a operação Fluxo Capital teve como objetivo desmantelar uma quadrilha responsável pela lavagem do dinheiro através de movimentações milionárias, com o uso de “laranjas”, empresas de fachada e contadores.

As investigações demonstraram que a organização criminosa não se limitava à lavagem do dinheiro do traficante investigado na Operação Spectrum. O grupo também mantinha relação com diversas outras organizações criminosas atuantes no Brasil, envolvidas em outros delitos além do tráfico de drogas.

Durante as investigações, foi constatada movimentação financeira de R$ 4 bilhões pelas empresas controladas direta ou indiretamente por apenas um dos apurados.