Armas foram distribuídas para civis ajudarem a resistir à investida russa contra a capital ucraniana.

A madrugada deste sábado (26) será de confronto nas ruas de Kiev, na Ucrânia. O exército russo chegou às redondezas da capital ucraniana e tenta tomar uma base militar e uma estação de energia elétrica.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, está na capital, que pode ser tomada pelos russos nas próximas horas. De acordo com o jornal estadunidense Washington Post, os Estados Unidos estão preparados para resgatar o presidente ucraniano e impedir que ele seja capturado pelos russos ou morto. 

Zelensky se recusou a deixar o país. Em vídeo publicado nas redes sociais, ele pediu que soldados e civis resistam aos ataques russos em Kiev. “Não podemos perder a capital. Falo com nossos defensores, homens e mulheres em todas as frentes: hoje à noite, o inimigo vai usar todas as suas forças para romper nossas defesas da maneira mais vil, dura e desumana. vão tentar um ataque”, declarou Zelensky. Armas foram distribuídas para civis, que também foram orientados a preparar coquetéis molotov. Até meia noite deste sábado já havia registro de explosões em diversos pontos da capital ucraniana.