Luciano Leitoa disse que o objetivo do vice é somente garantir o apoio de Lula e o tucano pode ficar sem legenda para concorrer à reeleição em outubro.

O ex-prefeito de Timon e ex-deputado federal, Luciano Leitoa, por meio das redes sociais, não concorda com filiação do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) ao seu partido, pois considera que não passa de oportunismo.

Segundo o ex-presidente do PSB no Maranhão, o objetivo do vice é somente garantir o apoio de Lula (PT) para as eleições 2022. Na oportunidade, Luciano Leitoa ainda afirmou que o ainda tucano pode ficar sem legenda para concorrer à reeleição em outubro.

“A provável filiação de Brandão ao PSB é um afronto a história de nosso partido, por puro casuísmo e oportunismo. Por mais que eu compreenda que ele filiado no PSB pode ficar dependente do partido para ser candidato e assim ficar na rédea, podendo a qualquer momento não ter a legenda, como já aconteceu em alguns estados em outros momentos, a exemplo de Minas Gerais, o perfil dele não condiz com tudo aquilo que o partido que estou filiado e presidi durante 10 anos sempre pregou”, afirmou Luciano Leitoa.