Dino preserva escolha pessoal, Weverton mantém pré-candidatura, Simplicio deixa o governo e Josimar de Maranhãozinho segue no campo da oposição.

O governador Flávio Dino (PSB) confirmou, nesta segunda (31), a manutenção de sua escolha pessoal pelo nome do vice-governador como seu candidato ao governo do Estado. Carlos Brandão confirmou que deixará o PSDB para filiar-se ao PSB.

Com a definição do apoio de Dino a Brandão, o socialista descumpre sua Carta Compromisso que listava os critérios para que os postulantes à sucessão do governador pudessem se estabelecer como o “nome de consenso do grupo”. O descumprimento ocorre mediante o vice-governador não liderar pesquisas de intenção de voto e nem possuir a maioria dos partidos a seu favor.

Dessa forma, o senador Weverton Rocha oficializou sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão afirmando desejo de apoiar a pré-candidatura de Dino ao Senado e conta, ainda, com o apoio do ex-presidente Lula (PT). No entanto, o presidente estadual do PT, Francimar Melo, espalhou nas redes sociais seu posicionamento pessoal em relação a disputa pelo Governo, manifestando apoio da sigla por Brandão, e foi contrariado pelo presidente do PT de São Luís, Honorato Fernandes.

O presidente do PT no Maranhão também assegurou que a legenda vai pleitear vaga de vice. No entanto, segundo informações, figuras como Arnaldo Melo, Socorro Waquim e Roberto Costa, políticos do campo da família Sarney, estão apoiando a reeleição do vice Carlos Brandão, o que pode acarretar na composição da chapa majoritária com a desejada vaga de vice

Ainda ontem, Simplício anunciou que entregará o comando da pasta da SEINC para poder dedicar-se exclusivamente a pré-campanha ao Governo. Oposição ao governador Flávio Dino, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho também mantém sua pré-candidatura rumo ao Palácio dos Leões.