A determinação à Polícia Federal foi dada no âmbito do inquérito inconstitucional que apura supostos ataques ao Tribunal Superior Eleitoral.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou, nesta terça (18), que a Polícia Federal tem até 28 de janeiro para ouvir o presidente da República sobre vazamento de dados.

Em agosto de 2021, Jair Bolsonaro divulgou nas redes sociais o link com a íntegra de um inquérito da PF. O procedimento investiga um ataque hacker ao sistema interno do Tribunal Superior Eleitoral, em 2018, que violou as urnas eletrônicas.

De acordo com os investigadores da PF, os criminosos adquiriram o código-fonte das máquinas. Intimado a prestar depoimento presencial, Bolsonaro terá de dar esclarecimentos.