Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão tiveram as maiores áreas verdes devastadas em 10 anos.

As áreas verdes dos estados do Maranhão, Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins estão cada vez mais devastadas e apresentaram crescimento se levar em consideração os últimos 10 anos.

Através de imagens de satélites, os dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que monitora regiões da Amazônia Legal, mostram que, em 2020, o desmatamento no Maranhão ocupou uma área de 32 km² de floresta destruída. Dos estados que integram a Amazônia Legal, somente o Amapá não apresentou aumento no desmatamento em relação a 2020.

Já no ano passado, em 2021, a devastação no estado do Maranhão atingiu cerca de 14%, alcançando 265 km². O Maranhão foi a sexta união federativa com a maior área desmatada entre os nove que compreendem a Amazônia Legal.

A área desmatada em 2021 [265 km²] corresponde a mais de 26 campos de futebol.