Algumas cidades apresentaram índice de alta com índice de infestação predial superior a 4%, ficando na zona vermelha de alerta.

Segundo o levantamento de índice de infestação, o Maranhão estima que 2022 será de alta nos casos de dengue. No final do ano passado, quando 94% dos 217 municípios realizaram o levantamento de índice de infestação, o resultado foi de alta para 33 cidades.

As regiões das cidades de Buritis, Caxias, Paraibanos, Parnarama, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São João dos Patos e Sucupira do Norte são as que apresentam maior taxa de elevação com índice de infestação predial superior a 4%, ficando na zona vermelha de alerta.

Segundo Graça Lírio, coordenadora de Epidemiologia e Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde, essas cidades receberam reforços para o combate emergencial com inseticidas, chamados de UVB costal e UVB montada (popularmente conhecido como fumacê).

“Mas só a UVB não resolve, pois ela mata pontualmente os mosquitos atingidos. Não tem ação residual. A população precisa intensificar suas ações de controle para ter um combate sustentável”, explicou.