Os dados foram divulgados nesta terça (25) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostram que a confiança do empresário do comércio atingiu maior patamar desde pandemia.

Os dados divulgados nesta terça (25) registraram crescimento de 1,4% em janeiro deste ano, na comparação com dezembro de 2021, chegando aos 121,1 pontos. Recentemente, dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostraram que a confiança do consumidor brasileiro registrou leve redução em janeiro de 2021, na comparação com dezembro de 2021.

“Mesmo com a propagação da variante Ômicron, a vacina tem garantido um impacto menor da covid-19 na população, com sintomas mais leves e redução da taxa de mortalidade […] Esse sentimento de segurança vem contribuindo para que os empresários já enxerguem uma pequena melhora nas condições econômicas, no curto prazo”, afirmou o presidente da CNC, José Roberto Tadros, em comunicado.

Dessa forma, a avaliação dos brasileiros sobre a situação atual apresentou melhora, mas cresceu a incerteza em relação aos próximos meses.