Secretário disponibilizou seu nome, mas foi abafado pelo próprio Palácio dos Leões que agora apoia Carlos Brandão, o candidato de Flávio Dino.

O secretário estadual de Educação, Felipe Camarão (PT), anunciou, nesta sexta (14), sua desistência na disputa rumo ao Governo do Maranhão.

O titular da SEDUC vai buscar uma eventual candidatura à Câmara Federal, mas já ensaia a tentativa de compor chapa como vice na candidatura de Carlos Brandão (PSDB) à sucessão do governador Flávio Dino (PSB).

Em carta ao PT do Maranhão, Camarão apenas afirmou algo que já poderia ter sido lançado desde o fim do ano passado, revelando sua retirada na pré-candidatura ao Palácio dos Leões em virtude da atual conjuntura política vivenciada no estado.

“[…] pela minha posição de aliado do governador Flávio Dino, que já apresentou o nome do vice-governador Carlos Brandão como sua escolha pessoal para a sucessão no Governo do Maranhão e, neste sentido, não há como ser aliado e adversário ao mesmo tempo, venho manifestar, através desta carta, minha decisão de retirar minha candidatura ao Governo do Estado, no pleito de 2022”.