Economia do país sofreu forte impacto após a vitória de Gabriel Boric

O resultado das eleições à presidência do Chile no último domingo (19) garantiu a vitória do candidato Gabriel Boric. Após o anúncio do esquerdista eleito, dois indicadores da economia nacional sofreram forte queda e mostram que o pior está por vir.

O peso chegou a cair 3%, para a mínima em 21 meses de 871,46 por dólar no início do pregão. A perda da moeda aumentou neste ano para 18,2%. O índice da Bolsa de Santiago caiu 5% na abertura.

Os chilenos compareceram em massa para votar no domingo, com mais de 8,3 milhões de votos, a maior participação desde o retorno da democracia em 1990.

Boric, obteve 56% dos votos, enquanto o conservador José Antonio Kast obteve 44% em um segundo turno.

O esquerdista concorreu como candidato de coalizão Apruebo Dignidad, que incluía vários partidos de esquerda, incluindo o Partido Comunista.