Mendonça recebeu 47 votos favoráveis, 32 contrários, no Plenário do Senado Federal e foi aprovado para ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF).

O ex-advogado-geral da União e ex-ministro da Justiça, André Mendonça, recebeu 47 votos favoráveis, 32 contrários, no Plenário do Senado Federal. Com o resultado, ele passa a ocupar uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF).

Ele poderá ocupar a cadeira na Suprema Corte pelos próximos 27 anos, até 2048.

Há quase 5 meses o presidente Bolsonaro (PL) indicou Mendonça para substituir Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho.

Mendonça foi sabatinado durante cerca de 8 horas pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que encaminhou a indicação para o Plenário com 18 votos favoráveis e 9 contrários.