Portal de notícias independente pró-democracia, Stand News, teve que ser fechado sob acusação de conspiração contra a autoridade chinesa.

A polícia invadiu o escritório do site de notícias Stand News, no distrito de Kwun Tong, região semi-autônoma chinesa, e prendeu seis pessoas, entre jornalistas, editores e membros do conselho, nesta quarta (29).

Os seis foram presos através de um decreto-lei criminal acusados de conspiração contra a autoridade chinesa. Os condenados podem pegar até dois anos de prisão e multa.

As autoridades de Hong Kong tem prendido e intimidado ativistas e críticos do governo sob o pretexto das chamadas leis de sedição do território.