Dados do Tesouro Nacional apontam maranhense como o que menos consome recursos públicos. Nos últimos quatro anos gastos de Sarney foram menos da metade de Dilma Rousseff, que ocupa o topo da lista.

Desde a redemocratização, todos os ex-presidentes recebem auxílio vitalício no Brasil. José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer tem direito a uma equipe de até 8 assessores e à cobertura de gastos com passagens, diárias desses funcionários, combustível, seguro e manutenção de 2 veículos. Entre todos eles, o que usa recursos é o maranhense José Sarney.

Em 2020 o campeão de gastos foi o ex-presidente Lula, com R$ 790 mil. O segundo lugar em gastos também é ocupado por um petista. Dilma Rousseff custou um pouco menos que Lula, chegando a R$ 781 mil. Em terceiro lugar vem Fernando Collor, com gastos de R$ 729 mil. Seguido por Michel Temer, com R$ 687 mil. O esquerdista tucano Fernando Henrique Cardoso acumulou um gasto de R$ 686.

José Sarney foi o ex-presidente que menos custou aos cofres públicos em 2020, chegando a gastos de R$ 591 mil.

No acumulado dos últimos quatro anos, Sarney também se mostrou o menos caro dos ex-presidente. O maranhense registrou menos da metade dos gastos da primeira colocada, Dilma Rousseff. Que custou, entre 2017 e 2020 mais de R$ 5.4 milhões aos cofres públicos.