Os dados apresentam uma redução do número de desemprego do trimestre de agosto a outubro, em comparação de maio a julho deste ano.

O IBGE divulgou, nesta terça (28), queda do número de desempregados no Brasil. Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) mostram redução de 12,1% de agosto a outubro de 2021.

A população desocupada chegou a 12,9 milhões de pessoas, uma redução de 10,4% ou menos 1,5 milhão, se comparado ao trimestre encerrado em julho, quando eram 14,4 milhões de pessoas.

O nível da ocupação, que é o percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, foi estimado em 54,6%, o maior desde o trimestre encerrado em abril do ano passado.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o aumento na ocupação teve influência do número de empregados com carteira de trabalho no setor privado, que alcançou 33,9 milhões, um avanço de 4,1%, comparado ao trimestre anterior. O percentual equivale a 1,3 milhão de pessoas a mais.

Conforme a pesquisa, o contingente de trabalhadores por conta própria subiu 2,6%, somando 25,6 milhões. No que dizem respeito aos trabalhadores domésticos, o aumento ficou em 7,8%, o que representa mais 400 mil pessoas.

O número de ocupados no comércio subiu 6,4%, isso equivale a 1,1 milhão de pessoas a mais. Na indústria a alta ficou em 4,6%, ou mais 535 mil pessoas. Na construção, foi registrada uma elevação de 6,5% na ocupação ou 456 mil pessoas.