Gravações da Polícia Federal reveladas em reportagem mostram Josimar acertando entrega de recursos ilegais que financiaram campanha de Duarte Jr em 2020

A campanha do deputado estadual Duarte Jr para prefeito de São Luís em 2020 foi custeada com recursos do esquema denunciado por Crusoé nesta sexta (3). Fabiana Vilar Rodrigues, sobrinha de Josimar de Maranhãozinho e alvo da reportagem, era vice na chapa encabeçada por Duarte nas eleições do ano passado.

As denúncias, veiculadas na edição 188, reportam que policiais federais gravaram uma reunião entre membros da campanha de Duarte Jr e Josimar de Maranhãozinho. Na ocasião era tratado os rumos da campanha além da distribuição irregular de recursos da campanha.

A reportagem revela que haviam escutas no escritório do deputado que captaram uma série de reuniões. Nas gravações da Polícia Federal, Josimar e a coordenação da campanha de Duarte Jr acertam as estratégias. A possibilidade do uso de notas frias para camuflar os recursos é descartada e, em seu lugar, é decidido o uso por recursos em dinheiro.

“Agora eu tenho duzentos. Aí eu posso viabilizar para ver se consigo sacar (…) Não dá para usar nota aí, então. Tem que pagar por fora mesmo”, disse Josimar.

Logo em seguida os participantes decidem onde seria feita a entrega do dinheiro.

No decorrer desta sexta (3), o deputado federal usou suas redes sociais defender-se das acusações da Crusoé e da Polícia Federal. Segundo Josimar, a situação é motivada por perseguição política.