Ao menos sete capitais já cancelaram a festa de réveillon: Belo Horizonte, Salvador, Florianópolis, Fortaleza, São Luís, João Pessoa e Palmas.

São Luís, Belo Horizonte, Salvador, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa e Palmas cancelaram suas festas de fim de ano. A decisão foi tomada por causa do “risco elevado” que a nova variante do novo coronavírus representa para o mundo. Em São Paulo, a flexibilização do uso de máscaras, que estava prevista para 11 de dezembro, deve ser cancelada.

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o Brasil está preparado para enfrentar uma “eventual” nova onda. Ele procurou passar tranquilidade à população e afirmou que o país possui profissionais da saúde qualificados para atender os brasileiros.

“Há três dias, foi anunciada uma nova variante, a variante ômicron. Eu falei, é uma variante de preocupação, mas não é uma variante de desespero. Não é uma variante de desespero, porque nós temos autoridades sanitárias comprometidas com a assistência de qualidade a nossa população”, disse Queiroga, durante solenidade para compra de 100 milhões de doses da Pfizer para 2022, em Salvador.

“O governo Bolsonaro praticamente duplicou o número de leitos de UTI. […] Hoje, se houver uma eventual terceira onda, teremos uma condição muito melhor de assistir a nossa população”, completou