Daniel Ortega venceu eleições após prisões de outros sete políticos que tentaram disputar o pleito. Operação de “limpeza” aconteceu nos últimos seis meses.

O PT emitiu nota oficial saudando a vitória do ditador Daniel Ortega nas eleições da Nicarágua. Escrita e assinado pelo Secretário de Relações Internacionais do PT, Romenio Pereira, a nota informa que o resultado da reeleição do ditador que mandou cassar e prender adversários confirma o “apoio da população a um projeto político que tem como principal objetivo a construção de um país socialmente justo e igualitário”.

As eleições na Nicarágua foram realizadas com a reeleição do ditador que obteve 75% dos votos em chapa composta ao lado da esposa, Rosario Murillo. O pleito ocorreu após prisões de opositores e possíveis adversários políticos na disputa presidencial.

As prisões de, pelo menos, sete opositores ocorreram nos últimos seis meses. Eles foram acusados de lavagem de dinheiro e traição a pátria. Dentre eles está a principal opositora Cristiana Chamorro, filha da ex-presidente Violeta Chamorro, que venceu Ortega em 1990. Nas eleições deste ano Ortega concorreu com aliados de seu regime e, por tanto, não teve adversários reais.