Professor ofereceu pontos na média a todos os alunos que trocassem beijos na sala de aula composta por crianças de 11 a 13 anos.

Após exigir que alunos entre 11 e 13 anos se beijasse em sala de aula, um professor de escola estadual foi afastado. O fato foi denunciado por responsáveis e pais que ficaram chocados com as revelações das crianças. Como incentivo para o ato, o professor ofereceu troca de pontos na média curricular.

O caso ocorreu no último dia 11 de novembro, no colégio estadual Heitor Villa Lobos, no bairro do Cabula, em Salvador. O professor de Artes teria estimulado os adolescentes do 6° ano A/fundamental II a se beijarem. Ao saberem do fato, duas mães de alunos prestaram queixa na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca).

A diretora Jeana Lemos de Oliveira disse que enviou uma ata da reunião que tinha feito com os alunos na presença dos pais, para a SEC, solicitando o afastamento do professor. Após o pedido, a Secretaria de Educação afastou o professor e instaurou um processo administrativo para apurar o caso.

Os jovens chegaram a filmar a situação, porém os celulares teriam sido confiscados pela diretora da escola, que obteve os dois vídeos e os encaminhou para a SEC. Após isso ela solicitou para que os alunos apagassem os vídeos de seus celulares.

O Ministério Público do Estado informou que o Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca), tomou conhecimento do caso nessa terça (23), e que tomará providencias a partir das Promotorias de Justiça da Infância, Criminal e da Educação.